collapse

* Links de Robótica

* Posts Recentes

Carro telecomandado atraves do PC por almamater
[Hoje às 17:58]


Ontem pequei... por senso
[Hoje às 16:47]


Escolher Multimetro por filjoa
[Hoje às 14:46]


Qual a melhor técnica? por dropes
[Hoje às 14:30]


Wamp Server por jm_araujo
[Ontem às 23:07]


TV Avariou - Sanyo por almamater
[Ontem às 13:54]


Ligar telefone fixo a arduino por helderjsd
[Ontem às 11:07]


Procuro cristal de 30.875 Mhz? por Hugu
[25 de Setembro de 2016, 17:20]


Encomenda Colectiva N2-2016[@Mouser - Aberta a pedidos!] por Hugu
[25 de Setembro de 2016, 16:42]


Mosfet trocado? por almamater
[25 de Setembro de 2016, 12:42]

Autor Tópico: Robótica - Saídas Profissionais  (Lida 10304 vezes)

0 Membros e 1 Visitante estão a ver este tópico.

Offline TigPT

  • Administrator
  • Mini Robot
  • *****
  • Mensagens: 5.117
    • Tiago Rodrigues
Robótica - Saídas Profissionais
« em: 18 de Março de 2010, 18:37 »
Robótica não é propriamente um curso ou uma área de formação (especialmente em Portugal) contudo já se vai vendo pelo mundo fora uma aposta nesta vertente. Existem inclusive universidades a começar a criar o curso de robótica como formação desde a licenciatura.

Não é a primeira nem a segunda vez, e não será certamente a última, que me vêm perguntar quais os cursos ou saídas profissionais quando se quer fazer da robótica área de formação e futuro.

Bem, resolvi postar sobre o assunto pois creio que muitos já pensaram ou falaram sobre isto, e nada como deixar a minha opinião (sim, é apenas o meu ponto de vista mas adorava ouvir os vosso como resposta a este tópico) sobre a robótica como tronco principal na formação.


Não é fácil abortar a este tema mas vou aproveitar um e-mail que enviei hoje a um membro, e espero que sirva para meter que o ler a pensar sobre o assunto.

"Não te posso enganar e dizer que daqui a 10 anos estamos rodeados de robots como no filme I Robot pois não tenho factos que o possam comprovar (nem sou amigo da Maya), mas acredito piamente que será uma verdade inevitável, sejam 10 ou 15 anos que demore.

A robótica em si não é uma área requisitada por muitas empresas já que só algumas empresas como a ABB, Sony, Toyota, Honda ou Philips é que investigam e produzem robótica no seu verdadeiro sentido da palavra. Contudo a robótica obriga à aprendizagem de uma enorme variedade de valências que gera um conhecimento e visão geral sobre o meio envolvente a qualquer problemática abordada bastante superior a qualquer outra área de formação. Um Engenheiro com especialização em robótica têm empregabilidade de certeza quer seja na sua área, quer seja em áreas onde as suas competências sejam aplicadas, o que é preciso é dedicação.

Só vos posso dar-te três conselhos!

  • Façam o que fizerem, façam o que gostem pois só assim conseguirão dar o máximo e superarem-se a vocês mesmos dia após dia.
  • Afirmem-se quando sabem que são bom em algo! Sejam convicto das vossas capacidades mas nunca mostrem saber mais do que realmente sabem.
  • Se tirarem Engenharia, sejam engenheiros. Portugal têm mais Engenheiros Gestores do que Nadadores Salvadores que só apanham banhos de sol! (fui NS mas já caducou) Se tiramos uma formação em algo, temos a obrigação de apostar nela e aproveitar as capacidades adquiras, afinal de contas, o que é um Engenheiro sem espírito crítico e inventivo?"

Dito isto, e não me querendo estender mais porque também não tenho muito mais a acrescentar... Pensem sobre isso, e se querem fazer da robótica a vossa vida, sejam convictos daquilo que querem!

Não é por se formarem no corso A ou B que vai fazer a diferença. A diferença está na vossa convicção em aprender e praticar mais todos os dias!

Saudações LusoRobotianas,
« Última modificação: 18 de Março de 2010, 20:10 por TigPT »

Offline andnobre

  • Mini Robot
  • *
  • Mensagens: 398
Re: Robótica - Saídas Profissionais
« Responder #1 em: 18 de Março de 2010, 21:09 »
bem só quero dizer que gostei muito do que escreves-te. ;)

Offline VascoP

  • Mini Robot
  • *
  • Mensagens: 66
Re: Robótica - Saídas Profissionais
« Responder #2 em: 18 de Março de 2010, 22:25 »
Sinceramente discordo um pouco...

Existe boa oferta de formação e se houver certeza de que é o que se quer porque não optar por formação mais especializada? Desde cursos tecnológicos a superiores com cadeiras de robótica, sinais e sistemas etc etc...

Offline Alhiados

  • Mini Robot
  • *
  • Mensagens: 29
Re: Robótica - Saídas Profissionais
« Responder #3 em: 18 de Março de 2010, 23:21 »
Agradeço esse mail que me mandaste, isso fez-me ver a área que eu quis seguir! Quando chegar a altura vou tirar o curso de Engenharia Electrotécnica e de Computadores com Mestrado Integrado!! Tem muitas saídas profissionais para vários sectores!!!
https://fenix.ist.utl.pt/cursos/meec/descricao
Aqui esta o link deste curso, com a descrição do curso e muito mais.

Obrigadao TigPT!!!

Offline VascoP

  • Mini Robot
  • *
  • Mensagens: 66
Re: Robótica - Saídas Profissionais
« Responder #4 em: 18 de Março de 2010, 23:56 »
Olha o meu curso :P

Offline microbyte

  • Mini Robot
  • *
  • Mensagens: 1.322
    • http://ricardo-dias.com/
Re: Robótica - Saídas Profissionais
« Responder #5 em: 19 de Março de 2010, 10:45 »
Agradeço esse mail que me mandaste, isso fez-me ver a área que eu quis seguir! Quando chegar a altura vou tirar o curso de Engenharia Electrotécnica e de Computadores com Mestrado Integrado!! Tem muitas saídas profissionais para vários sectores!!!
https://fenix.ist.utl.pt/cursos/meec/descricao
Aqui esta o link deste curso, com a descrição do curso e muito mais.

Obrigadao TigPT!!!

Se quiseres um curso com mais incidência na electrónica, também podes considerar este:
http://www.ua.pt/mestrados/PageCourse.aspx?id=27&b=1&lg=pt

Offline Divad

  • Mini Robot
  • *
  • Mensagens: 8
Re: Robótica - Saídas Profissionais
« Responder #6 em: 19 de Março de 2010, 22:29 »
Eu não sou engenheiro e isto serve apenas como um desbafo...

Creio que sejas formado numa área de engenharia qualquer e se és um engenheiro daqueles como disseste com imensa piada: "engenheiros gestores", deves detestar o que fazes e em casa tens um laboratório bem apetrechado de material que por vezes nem sabes o que fazer com aquilo... Enfim, eu acho que qualquer um pode ser engenheiro, desde que queira, pois nos dias de hoje basta querer estudar e ser aplicado para ter o termo Eng. e o nome de seguida... Eu não fui porque enveredei pelo caminho mais fácil = ócio (jovenzinhos que estejam no ensino secundário, não enveredem por este caminho).

Porém, posso dizer que me considero um "ingenheiro", daqueles que não tem o prefixo Eng. antes do nome, sou simplesmente eu! Adoro "brincar" com electrónica, mecânica e não sou formado em rigorosamente nada, pelo menos no meu curriculum apenas consta a minha carreira profissional, uma vez que a académica é muito vaga. Mas como estava a escrever, considero que o melhor Engenheiro é aquele que estudou e aplica diariamente os seus conhecimentos no trabalho, na empresa onde trabalha, que pode até ser a sua própria empresa ou simplesmente lá em casa, em que dá asas à sua imaginação e cria algo que o deixa feliz. Essa felicidade será transmitida aos outros pela sua realização pessoal e esse individuo será um tipo de bem com a vida e não um "engenheiro gestor" onde reina um sentimento de frustração.

A engenharia caseira, é uma engenharia que tem que ser alimentada com paixão e lembrem-se sempre que as boas obras só nascem com empenho, sem empenho não sai nada aproveitável! O maior inimigo desta engenharia é a pressa, as cadelas apressadas nunca tiveram boas crias! Muito empenho, paixão e será o caminho para o sucesso!

Tal como disse, não sou engenheiro e não tenho nada contra essa classe, mas quando conheço alguém que se diz ser engenheiro e não exerce aquilo para o qual se formou, critico esse engenheiro! Não sejam como muitos licenciados, que não exercem a "arte" que sempre sonharam exercer = Vida frustrante!

Quanto aos robot's e ao futuro deles... Só falta desenvolver uma inteligência igual à do ser humano, talvez com milhões de redes neuronais nesse dito robot isso venha a ser possível, mas acredito que um dia isso seja possível, mas para já só mesmo ficção dos anos 90.

Quanto à possibilidade de um curso de robótica... Deverá existir sim, mas os que candidatos terão possuir diversas aptidões que são: mecânica, electrónica e programação informática, será que há por aí alguém como mais aptidões?

Saudações Lusorobotianas
David.

Offline p0wd3r

  • Mini Robot
  • *
  • Mensagens: 74
Re: Robótica - Saídas Profissionais
« Responder #7 em: 19 de Março de 2010, 23:12 »
Mas David quem és tu para criticar quem quer que seja?! Fiquei um bocado intrigado com isto, não estou nesse caso que referiste pois decidi a minha vida de outra maneira, agora não interessa para o assunto, mas mesmo assim fiquei a pensar no que disseste! A isso chama-se ser ingénuo, a pior qualidade do ser humano é colocar os outros como alvo de crítica. Eu não te conheço mas espero que tenhas a "sorte" daqueles que por algum motivo não a conseguem.
Desculpa lá eu ser verdadeiro contigo, acho que o teu texto refere aí bons pontos de vista mas acho de mau gosto a parte: "quando conheço alguém que se diz ser engenheiro e não exerce aquilo para o qual se formou, critico esse engenheiro".

Cumprimentos.


Offline S Teixeira

  • Mini Robot
  • *
  • Mensagens: 21
Re: Robótica - Saídas Profissionais
« Responder #8 em: 19 de Março de 2010, 23:33 »
Sem querer “complicar” o caso, parece-me que o Divad não entendeu bem a frase do Tiago.

O Tiago escreveu:
Se tirarem Engenharia, sejam engenheiros.
Se tiramos uma formação em algo, temos a obrigação de apostar nela e aproveitar as capacidades adquiras, afinal de contas, o que é um Engenheiro sem espírito crítico e inventivo?"

O Divad escreveu:
“mas quando conheço alguém que se diz ser engenheiro e não exerce aquilo para o qual se formou, critico esse engenheiro”

Ora quando o Tiago faz a analogia dos engenheiros que não exercem a sua qualificação, com os nadadores salvadores, não estará a dizer o mesmo?
 
Parece-me que a crítica do Divad, não é justa e um pouco acintosa, quando escreve:

“ … e se és um engenheiro...     deves detestar o que fazes e em casa tens um laboratório bem apetrechado de material que por vezes nem sabes o que fazer com aquilo...”

Eu não conheço o Tiago, nem sei o que ele faz em casa, mas pelo que conheço da sua actividade no Blog não me parece que o Divad tenha razão!
Eu sou engenheiro licenciado pela UP, porque quis e fui capaz, comecei a trabalhar com 10 anos e licenciei-me com 40, sempre trabalhei e estudei em regime pós laboral, fui engenheiro “engenheiro“ e engenheiro gestor,  e porque já ultrapassei “o prazo de validade” encontrome na situação que e o Divad descreve “Adoro brincar com electrónica e mecânica”, e por isso ocupo o tempo  na “engenharia caseira, é uma engenharia que tem que ser alimentada com paixão”

Talvez o Divad deva voltar a ler o post do Tiago e lê-lo com mais cuidado.
« Última modificação: 19 de Março de 2010, 23:37 por S Teixeira »

Offline senso

  • Global Moderator
  • Mini Robot
  • *****
  • Mensagens: 8.943
  • Helpdesk do sitio
Re: Robótica - Saídas Profissionais
« Responder #9 em: 19 de Março de 2010, 23:46 »
Isto por um lado é muito giro e bonito, mas com a brincadeira da automação industrial é despedimentos em massa e isso não é nada bom para nenhuma economia, e não se esqueçam que o robot que ajuda a montar 5 ou 6 mil carros por dia numa fábrica não vai comprar nenhum, mas as pessoas que faziam o mesmo trabalho que ele iam comprar pelo menos um, e tinham uma casa, e etc etc etc...
Do ponto de vista do DIY é sempre giro fazer uns robozicos para brincar e ver as nossas ideias materializadas mas somos o utilizador final da nossa criação...
Já existem cursos de robótica, sejam especializações de cursos de mecânica ou de electrónica/computação, a robótica é uma área tão abrangente que ter um curso especifico para ela deve ser meio complicado, pois como já disseram, envolve programação, mecânica, electrónica, e toda a teórica e matemática envolvida a cada uma dessas áreas.

Quanto ai a essas acusações, penso que deviam reler o texto antes de começaram nas agressões porque mal-entendidos não passam disso, mas podem sempre ir metendo mais e mais gente e isso nunca fica bem ;)
Avr fanboy

Offline VascoP

  • Mini Robot
  • *
  • Mensagens: 66
Re: Robótica - Saídas Profissionais
« Responder #10 em: 20 de Março de 2010, 00:55 »
Eish quais acusações cada um tem direito à sua opinião, se o divad não gosta de engenheiros gestores isso é la com ele se vocês gostam isso é com vocês. O pessoal não se pode picar tanto com umas letras na internet...

Vamos masé falar das saídas profissionais e dos cursos para que este tópico que começou tão bem não ir por aí abaixo

Offline Divad

  • Mini Robot
  • *
  • Mensagens: 8
Re: Robótica - Saídas Profissionais
« Responder #11 em: 20 de Março de 2010, 10:29 »
 :o  Ups!  :o

Ena não se ofendam caros lusoroboticos! Entenderam-me mal, ou eu então expressei-me mal!

Aquilo que tentei, sim tentei apenas chamar a atenção aos mais novos, é que um engenheiro na sua verdadeira essência deverá procurar exercer nem que seja em casa no seu pequeno laboratório aquilo em que se formou, pois nos dias de hoje o que mais acontece nos quadros das empresas nacionais, é enfiarem um engenheiro atrás de uma secretário e transforma-lo num engenheiro gestor, o que eu tenho muita pena, pois esse engenheiro, estudou algo que na realidade e devido às circunstancias da vida, não exerce diariamente essa vocação e aquilo que eu tentei transmitir, é que se esforcem e façam algo em casa para vos dar alento e satisfação à vida quanto mais não seja elevar o ego!

Não tenho nada, mas absolutamente nada contra a classe dos engenheiros. Como seria se estivéssemos em relação à classe médica, quando terminam o curso muitos já têm emprego/ trabalho?

Mais uma vez digo, não se deixem ficar só pelo prefixo Eng. antes do nome, exerçam aquilo que realmente gostam e pratiquem experiências em casa ou fora dela, nunca se acomodem ao facilitismo, isso é o nosso maior inimigo!

Quero pedir desculpa a quem se sentiu ofendido com o que disse, mas desde já não foi essa a minha intenção e jamais criar desentendimentos neste fórum espectacular!

Saudações,
David 
 

Offline TigPT

  • Administrator
  • Mini Robot
  • *****
  • Mensagens: 5.117
    • Tiago Rodrigues
Re: Robótica - Saídas Profissionais
« Responder #12 em: 20 de Março de 2010, 13:02 »
Wow... o que para aqui vai...

Antes de mais e para que tenham todos estejamos a falar da mesma coisa, eu sou estudante de Eng. Informática, mas que estou sempre a ser repreendido pelos meus colegas/professores por não estar em Eng. Electrónica. Acontece que adoro os dois mundos mas principalmente, adoro a forma como eles se tocam e criam um novo espaço onde as noções de ambas as temáticas são absolutamente indispensáveis para se fazer algo bem feito!

O que queria dizer ao começar este assunto era o que já foi repetido por muitos, mas vou realçar melhor:

"Ser-se engenheiro não é um CV que se ganhou por se fazer umas quantas cadeiras. Tenho muitos colegas de curso, muitos já a finalizar e com melhor média que eu, que eu nunca na vida os contrataria, porque essas pessoas não são Engenheiros! Digo mais... tenho muitos professores que por mais formações que tenham, nunca chegarão aos calcanhares de pessoas que conheço com 20 e 30 anos... Na minha perspectiva, ser-se Engenheiro não é algo que se conquiste, é a forma como olhamos para a vida! Eu não consigo aceitar que uma televisão dá imagem porque sim ou que algo se avaria e eu não tenha a hipótese de o desmontar e (pelo menos) tentar resolver."

Não estamos aqui a falar de guerras de classes. Respeito todas as pessoas, e não julgo ninguém... Todos estamos cá com as nossas vocações para fazermos o que gostamos. Desde que ajudemos a humanidade a evoluir e consigamos fazer com que o ser humano viva mais e melhor assim como o seu meio ambiente, estamos a cumprir o nosso papel neste planeta.

Nem todos nascemos no mesmo país, nem todos temos as mesmas oportunidades, mas isso não vai alterar o que somos e o que fazemos.

Pessoalmente, sou uma pessoa com um QE (Coeficiente Emocional) muito baixo, pelo menos para o que gostaria, mas é algo que vou aprendendo a controlar e melhorar. Isso faz-me perder facilmente a motivação para coisas quando vejo que estas não têm objectivos... que são feitas só por fazer. Não me quero alongar, mas neste momento, e como anda a percaridade em Portugal, ninguém devia de olhar para um curso superior como um passaporte para uma vida estável e com qualidade!

Um curso superior, é uma forma de ter acesso a formação que de outro modo demoraria muito mais tempo a alcançar. Devemos aproveitar estes para aprender ao máximo, e para tal é preciso termos espírito crítico! Faço o meu curso porque gosto da matéria leccionada, pois tenho a certeza que se o meu objectivo fosse ganhar dinheiro, tenho à minha disposição tantas formas de ganhar dinheiro como daqui a uns anos com o canudo na mão. O que importa realmente é o que a pessoa vale e o quão interessada por aprender e evoluir esta pessoa está. O resto são pequenas barreiras para filtrar as pessoas que não sabem realmente o que querem.

Acho que depois de tanta coisa dita, o importante é mesmo que quem leia este tópico se aperceba que não existe um curso A ou B se pretende fazer da robótica vida (quem diz robótica, diz outra coisa qualquer). Basta fazermos o que gostamos (com ou sem curso) e procurarmos sempre aprender mais para fazer melhor. Os cursos superiores são uma grande fonte de informação e contactos que aconselho a todos mas não são um canudo, isso é só uma proform para as empresas que alegam necessitar de CV para colocar ou subir as pessoas na mesma.

Se alguém for bom, realmente bom, a empresa que-lo a lucra-la, independentemente do que os outros possam pensar ou dizer. Nada funciona melhor que os factos! (ahh agora com o acordo é "fatos" não é?!)

Offline microbyte

  • Mini Robot
  • *
  • Mensagens: 1.322
    • http://ricardo-dias.com/
Re: Robótica - Saídas Profissionais
« Responder #13 em: 20 de Março de 2010, 14:10 »
Posso também deixar mais umas luzes para quem vai concorrer às universidades.
Espero que não levem a mal personalizar demasiado, mas eu não conheço a realidade nas outras Universidades.

Na Universidade de Aveiro, onde ingressei este ano, há um grupo de robótica (ATRI - Actividade Transversal de Robótica Inteligente, se não me engano). É um grupo que organiza todos os anos o micro-rato (robô num labirinto, para chegar a um determinado ponto), ciber-rato (a mesma coisa, mas num simulador), temos uma equipa de futebol robótico médio (CAMBADA)...
Estas iniciativas são espectaculares para quem se interessa por robótica... Eu entrei este ano, estou como voluntário na equipa de futebol robótico, estou a tirar Electrónica e Telecomunicações e há outros alunos de cursos de Informática também como voluntários. Ou seja, pessoas a tirar cursos diferentes, com interesses semelhantes. Porque a robótica é algo que conjuga tudo isto.

O Micro-rato é uma competição que se faz em vários países, e esse já é mais virado para a electrónica, mas nada impede alunos de outros cursos de concorrer também. Aliás, podem colaborar, um de Informática trata da programação, o outro de Electrónica da parte dos circuitos e consegue-se muito bem chegar a um produto final.

Resumindo... Se gostam mesmo de robótica, sigam por uma área que tenha a ver (os cursos de electrónica também têm programação, e os de informática também alguma electrónica), e o mais importante é informarem-se sobre as oportunidades que as Universidades vos podem dar. Poder estar no CAMBADA é um prazer, conviver com pessoas do meu curso e de outros cursos, trocar experiências, trocar ideias, etc...

Não sei como funciona nas outras Universidades, mas há outras equipas em Portugal, para além do CAMBADA:
  • Instituto Superior Técnico - ISocRob
  • Instituto Superior de Engenharia do Porto - ISePorto
  • FEUP - 5DPO

Informem-se, entrem num projecto do género enquanto tiram o vosso curso. Dá-vos muita experiência, que vai muito além de qualquer aula Teórica ou mesmo Prática...

Offline Fifas

  • Administrator
  • Mini Robot
  • *****
  • Mensagens: 2.039
  • El RoboSapiens
Re: Robótica - Saídas Profissionais
« Responder #14 em: 21 de Março de 2010, 00:06 »
Estou a gostar de ler os posts que por aqui andam :D

Antes de mais e para que tenham todos estejamos a falar da mesma coisa, eu sou estudante de Eng. Informática, mas que estou sempre a ser repreendido pelos meus colegas/professores por não estar em Eng. Electrónica. Acontece que adoro os dois mundos mas principalmente, adoro a forma como eles se tocam e criam um novo espaço onde as noções de ambas as temáticas são absolutamente indispensáveis para se fazer algo bem feito!

Penso que seja um pouco off-topic mas deixem-me dar uma opinião:

Eu não sou Eng. nem estudante de Engenharia, mas sou de Técnico de Electrónica. Quando entrei em Electrónica também fiquei muito na dúvida, pois a minha paixão era (e ainda é) os computadores. Era o "gajo dos pcs" aqui da minha zona :P Também fiquei indeciso entre Informática e Electrónica (Devia existir um curso de Informática e Electrónica juntos). Com o passar do tempo comecei a ter mais conhecimentos de Informática e muitos mais de electrónica. A Electrónica sem Informática não é nada, e vice-versa. Mas penso que para termos um bom Electrónico, este tem de ter bons conhecimentos de Informática. Mas para termos um bom Informático, este não precisa de muitos conhecimentos de Electrónica. Por isso acho que segui o rumo certo, assim aprendi as duas coisas :)

Depois veio a Robótica, que no meu curso naquela escola foi excelente.

Agora, já pensei em seguir os estudos, virar Engenheiro, mas daqueles que gostam do que fazem, mas pergunto-me muitas vezes: Será que vale a pena? :) (Não precisam de responder...É apenas uma "expressão" :P)

Sou um indeciso :D