collapse

* Links de Robótica

* Posts Recentes

Ontem pequei... por Hugu
[Hoje às 00:27]


Tipo de conectores são ou onde arranjá-los? por Hugu
[Ontem às 00:34]


Wamp Server por beirao
[27 de Setembro de 2016, 21:23]


Carro telecomandado atraves do PC por artur36
[27 de Setembro de 2016, 20:10]


Escolher Multimetro por filjoa
[27 de Setembro de 2016, 14:46]


Qual a melhor técnica? por dropes
[27 de Setembro de 2016, 14:30]


TV Avariou - Sanyo por almamater
[26 de Setembro de 2016, 13:54]


Ligar telefone fixo a arduino por helderjsd
[26 de Setembro de 2016, 11:07]


Procuro cristal de 30.875 Mhz? por Hugu
[25 de Setembro de 2016, 17:20]


Encomenda Colectiva N2-2016[@Mouser - Aberta a pedidos!] por Hugu
[25 de Setembro de 2016, 16:42]

Autor Tópico: Diário Digital: "Portugueses são dos menos interessados na tecnologia"  (Lida 4727 vezes)

0 Membros e 1 Visitante estão a ver este tópico.

Offline norbanvs

  • Mini Robot
  • *
  • Mensagens: 236
Texto obtido no site "Diário Digital":
Citar
Portugueses são dos menos interessados na tecnologia

Os portugueses são dos europeus menos interessados na área da ciência e tecnologia, com mais de um terço a manifestarem total desinteresse nas novas descobertas científicas e desenvolvimentos tecnológicos, revela um inquérito divulgado hoje em Bruxelas.


Link do texto completo: http://diariodigital.sapo.pt/news.asp?section_id=60&id_news=456216
« Última modificação: 22 de Junho de 2010, 10:43 por TigPT »

Offline ngoncalves

  • Mini Robot
  • *
  • Mensagens: 145
    • Thinking Olive Tree
Re: Diário Digital: "Portugueses são dos menos interessados na tecnologia"
« Responder #1 em: 22 de Junho de 2010, 08:34 »
Não estou muito bem a perceber qual será o lado negro da questão. Penso que é perfeitamente normal que as pessoas tenham diferentes gostos e interesses e não vejo nenhum problema nisso. Isso não significa que não existam pessoas interessadas em tecnologia, o LusoRobótica é uma prova em contrário.
-----
Ambient intelligence, mobile robotics, life. 42
http://www.thinkingolivetree.blogspot.com/

Offline metRo_

  • Administrator
  • Mini Robot
  • *****
  • Mensagens: 3.689
Re: Diário Digital: "Portugueses são dos menos interessados na tecnologia"
« Responder #2 em: 22 de Junho de 2010, 11:26 »
O lado negro está relacionado com esta ser uma area capaz de levar um Pais num bom caminho e Portugal ser dos países com menos pessoas interessadas nisto!

Offline ngoncalves

  • Mini Robot
  • *
  • Mensagens: 145
    • Thinking Olive Tree
Re: Diário Digital: "Portugueses são dos menos interessados na tecnologia"
« Responder #3 em: 22 de Junho de 2010, 12:05 »
Eu continuo sem perceber qual é o problema. Não se trata de uma questão de quantidade, mas sim de qualidade. Muitos ou poucos, o que interessa é que os "portugueses tecnológicos" sejam competitivos com o estrangeiro.

Por outro lado parece-me que existe uma fé desmesurada na ciência e nas capacidades da tecnologia.  A maior parte, senão todos, os frequentadores deste fórum têm uma costela de "engenhocas" a quem este tipo de notícias toca fundo. Mas suponhamos que os portugueses eram o povo menos interessado na plantação de couves. Lá vinham as carpideiras do costume a avisar que assim o país não vai para a frente, vamos ter que importar couves de Espanha para o caldo verde, etc.

Penso que é importante não nos deixarmos levar pela espuma dos dias, e fazer o nosso melhor na área onde trabalhamos. O resto há-de vir por si.
-----
Ambient intelligence, mobile robotics, life. 42
http://www.thinkingolivetree.blogspot.com/

Offline Zav

  • Mini Robot
  • *
  • Mensagens: 72
Re: Diário Digital: "Portugueses são dos menos interessados na tecnologia"
« Responder #4 em: 22 de Junho de 2010, 13:48 »
Concordo plenamente na teoria de mais vale poucos mas com qualidade do que muitos que não chegam aos poucos dos outros países ...

Eu sou ainda aluno 12º , vou para lá, mas mal posso esperar para entrar em engenharia electrónica... desde miúdo que tenho uma paixão por tecnologia ... as vezes fico confuso porque os meus colegas ainda não sabem o que vão seguir no futuro !
No entanto ando um pouco perdido em relação aquilo que era no passado em relação a escola, de um aluno responsavel a iresponsavel. (neste momento estou com média de 13.5 )
Espero que na universidade eu me esforce mais, alias eu vou.me esforçar, eu adoro aquilo, electrónica, robótica ! ... e quando se gosta de uma coisa a meu ver nunca a queremos deixar fugir mas sim vive-la :P



"O Futuro pertencem a aqueles que acreditam na Beleza dos  seus sonhos" Eleanor roosevelt

Offline senso

  • Global Moderator
  • Mini Robot
  • *****
  • Mensagens: 8.946
  • Helpdesk do sitio
Re: Diário Digital: "Portugueses são dos menos interessados na tecnologia"
« Responder #5 em: 22 de Junho de 2010, 14:45 »
Eu não passo o minimo cartão a essas tretas do eurostat...
Primeiro, qual a qualidade dos inquéritos, foram feitos em igual proporção nas várias faixas etárias em todos os paises?
É que Portugal tem uma população bastante envelhecida, logo só por ai dá para alterar muito a realidade, depois somos dos paises da UE com menos população, outra coisa a ajudar, depois temos a nossa querida rede social que se preocupa mais com fofoquice e novelas que mais nada, o unico canal que era de jeito á uns anos atrás era mesmo a 2, agora se calhar nem esse se safa, e mesmo que pouca gente se interesse, ninguem morre, afinal tambem o mundo não vive de geeks, vive de sector primário cada vez mais escasso e de quem realmente cria coisas, não é por um pais ter 10 milhões de geeks que não vêem a luz do sol á 10 anos que é mais rico que um pais que tem é umas valentes fábricas e a exportar bem para todo o lado e mais algum...
Há que saber ter um equilibrio, tudo é preciso, mas em demasia dá buraco, olhem para os professores, para os enfermeiros, etc..
Avr fanboy

Offline Fifas

  • Administrator
  • Mini Robot
  • *****
  • Mensagens: 2.039
  • El RoboSapiens
Re: Diário Digital: "Portugueses são dos menos interessados na tecnologia"
« Responder #6 em: 22 de Junho de 2010, 19:19 »
Podemos não ser dos mais interessados, mas os poucos que são, normalmente são dos melhores do mundo...Quando vamos a ver quem descobriu uma certa coisa, vê-se muitas vezes portugueses que estão a estudar fora...

Offline senso

  • Global Moderator
  • Mini Robot
  • *****
  • Mensagens: 8.946
  • Helpdesk do sitio
Re: Diário Digital: "Portugueses são dos menos interessados na tecnologia"
« Responder #7 em: 22 de Junho de 2010, 19:51 »
Ainda á pouco tempo a falar de coisas no geral com um professor ele disse que todos os anos vêm doutourados da siemens fazer formações com alunos de electrónica á ua porque a siemens virou-se tanto para software que o hardware é outsourced para universidades e companhias e só por ai se vê que podemos ser poucos, mas temos alunos a ensinar doutoures eheh
Avr fanboy

Offline FET_Destroyer

  • Mini Robot
  • *
  • Mensagens: 213
    • Fet Destroyer
Re: Diário Digital: "Portugueses são dos menos interessados na tecnologia"
« Responder #8 em: 22 de Junho de 2010, 19:53 »
Concordo plenamente na teoria de mais vale poucos mas com qualidade do que muitos que não chegam aos poucos dos outros países ...

Eu sou ainda aluno 12º , vou para lá, mas mal posso esperar para entrar em engenharia electrónica... desde miúdo que tenho uma paixão por tecnologia ... as vezes fico confuso porque os meus colegas ainda não sabem o que vão seguir no futuro !
No entanto ando um pouco perdido em relação aquilo que era no passado em relação a escola, de um aluno responsavel a iresponsavel. (neste momento estou com média de 13.5 )
Espero que na universidade eu me esforce mais, alias eu vou.me esforçar, eu adoro aquilo, electrónica, robótica ! ... e quando se gosta de uma coisa a meu ver nunca a queremos deixar fugir mas sim vive-la :P

Boas Zav
Fazes-me lembrar exactamente eu quando estava no 12º. Pensava exactamente como tu, e tb adoro electrónica, robótica, o problema é que quando cheguei à universidade nem tudo era transístores, o 1º ano é o pior de todos, porque estás a contar com electrónica e robótica e praticamente não vais ter nada disso. No 1º ano vais ter algumas disciplinas porreiras mas 70% ou 80% é matemáticas e físicas o que foi uma desilusão para mim, pois pensava que ia para lá aprender logo a programar, mexer em braços roboticos, isso tudo que secalhar também tu estás a pensar. Pá, digo-te isto não para assustar mas sim porque é o que vais encontrar e se aguentares bem o 1º ano e é mesmo isto que gostas os outros a seguir são melhores pois a partir dai já se começa a dar coisas mais interessantes. Estou a falar na universidade onde andei pois não sei se todas são assim.
Em relação ao que foi dito concordo plenamente com o senso em não ligar a tretas do eurostat, não se sabe os métodos usados nos inquéritos logo pode ser bastante impreciso.

Offline senso

  • Global Moderator
  • Mini Robot
  • *****
  • Mensagens: 8.946
  • Helpdesk do sitio
Re: Diário Digital: "Portugueses são dos menos interessados na tecnologia"
« Responder #9 em: 22 de Junho de 2010, 23:23 »
Tirado do site do Diário Digital:
Citar
O inquérito foi conduzido em Portugal pela TNS Euroteste entre 30 de janeiro e 16 de fevereiro passado, junto de 1027 pessoas.
Sim, acho que é uma boa amostra da população sim senhor....
E foi feito onde?
Se for feito aqui em Aveiro em que mais de metade da população são estudantes universitários era capaz de rebentar com a escala, mas deve ter sido feito para ai num bairro esquecido de lisboa, coisa que nem me espanta muito..
Avr fanboy

Offline FET_Destroyer

  • Mini Robot
  • *
  • Mensagens: 213
    • Fet Destroyer
Re: Diário Digital: "Portugueses são dos menos interessados na tecnologia"
« Responder #10 em: 22 de Junho de 2010, 23:40 »
Realmente 0,1% da população de Portugal é sempre um bom inquérito.

Offline bdesigns

  • Mini Robot
  • *
  • Mensagens: 38
  • Return 1
Re: Diário Digital: "Portugueses são dos menos interessados na tecnologia"
« Responder #11 em: 23 de Junho de 2010, 00:09 »
Desde já o Inquérito foi mal feito, para ser bem feito, devia-se ter em conta a taxa populacional da faixa etária onde o estudo se foca-se, em cada distrito e depois obter uma amostra tendo em conta a taxa populacional. Ou seja nunca a amostra de Bragança poderia ser maior que a de Lisboa.

E sinceramente discordo e concordo,
Discordo, porque vejo muito boa gente dos 8 aos 80 interessada em tecnologia, quem nunca ve os familiares curiosos por saber como conseguiram fazer determinada coisa... a minha avó e a sua irmã adoravam conhecer o funcionamento das coisas, ambas com pouca ou nenhuma educação escolar.

Concordo, porque a muita má programação a nível dos média... nunca ou quase nunca orientada para as tecnologias ou descobertas cientificas.
exemplo; muita mulher só sabe que já existe mamografia digital quando vai para fazer os exames! (apesar de já tar a ser mais divulgada nos média.)
Está e outras...

No entanto o que os portugueses têm de bom é o desenrascanso, podemos não conseguir dar a volta a algo, mas mais tarde acabamos por arranjar maneira de o fazer!
 

Offline beirao

  • Mini Robot
  • *
  • Mensagens: 1.341
Re: Diário Digital: "Portugueses são dos menos interessados na tecnologia"
« Responder #12 em: 23 de Junho de 2010, 02:26 »

Estes inquéritos têm muito que se lhe diga. Apesar de serem de uma entidade fiavel, a amostra é, de todo, uma quantidade de pessoas que não representa o país. Para além disso, e como já foi dito, há a questão da faixa etária. Somos poucos, cada vez mais velhotes, e (também como foi dito) estando, tal como outros países, a cair num estilo de vida que assenta nas fofoquices e no comodismo do sofá a fazer zapping... Basta pensar que os estudantes universitários (onde eu me incluo) deram origem, noutros tempos, a manifestações, protestos mas, e acima de tudo, a mentalidades que mostravam que os tugas eram pessoas dinâmicas e interessadas!
Mas, e tal como dizia o outro, a culpa é do sistema... Hoje não se pode chumbar niguém na escola, portanto também ninguém se vai preocupar em estudar (não é uma ideia global, atençao).

Existe também a questão da história, e como alguém também já disse, somos um país que vive do sector primário.. sempre vivemos e apesar de já ninguém querer fazer agricultura, acho que isto vai dar uma grande volta e não tarda temos a malta toda a sair das cidades para voltar ao campo... Mas isto são opiniões  ;)

Mas já tou a fugir do tema... O importante é que quem se interessa por tecnologia, se interesse bem e a "faça" como deve ser!

E já agora senso, a siemens no outro dia abriu um concurso para engenheiros em redes e comunicações e o primeiro critério preferencial era.. ser licenciado em ERC pelo IPLeiria :P heheh (é so para meter fogo:) )
"O único lugar onde o sucesso vem antes do trabalho, é no dicionário" - Albert Einstein

Offline msr

  • Mini Robot
  • *
  • Mensagens: 777
Re: Diário Digital: "Portugueses são dos menos interessados na tecnologia"
« Responder #13 em: 23 de Junho de 2010, 02:36 »
O que mais me faz confusão é:
Porque é que nao construímos helicópteros, submarinos, geradores eólicos, máquinas de linha de montagem de PCBs, outro tipo de maquinaria pesada, etc etc etc Mandamos vir tudo de fora!
O que é que nos falta?

Alguem me sabe responder?

Offline senso

  • Global Moderator
  • Mini Robot
  • *****
  • Mensagens: 8.946
  • Helpdesk do sitio
Re: Diário Digital: "Portugueses são dos menos interessados na tecnologia"
« Responder #14 em: 23 de Junho de 2010, 03:48 »
Vamos a uma pequena lição de história, á muito muito tempo, ainda antes do 25 de abril, no tempo em que toda a gente usava uma motorizada para ir para o trabalho a industria nacional brilhava, tinhas a Casal que era a unica que fazia motores e tinhas muitas outras que importavam motores e faziam os quadros, como a Famel, a Macal, a Motozax, Sis, Fundador, etc.
Nesse tempo a Casal era a maior industria de fundição e de metais do pais, em 1974, sim em 1974 a Casal dispunha da mais avançada tecnologia em termos de produção de motores, tinha até tornos e fresadoras CNC, numa altura que pensar num computador era quase impensavél para o comum dos mortais, no entanto a nossa Casal tinha todo esse material, nesse mesmo passado longinquo mas um pouco mais perto do nosso presente, na década de 80, a Casal em parceria com dois preparadores holandeses, Jan Hubert e Jon Voskamp que deram origem ao mitico nome HuVo criaram as Casal HuVo, 80's de competição que venceram muitos e muitos campeonatos de moto gp da époco, as agora raras HuVo estão em coleções particulares, algumas no Mónaco, outras em França, Itália e a maior parte na Holanda, mas quase nenhuma, aliás só sei de uma verdadeira HuVo em Portugal, máquinas esses que quando mudam de dono são vendidas por mais de 10 mil €, isto era material e engenharia de topo, pensada, feita e paga em Portugal, temos tambem outro exemplo da nossa Casal, que é o facto de ser detentora do record mundial de velocidade para uma 50cc, que é de uns meros 224,34Km/h isto meus caros foi atingido no fim da década de 80, inicios da década de 90, isto como podem ver é excelência no seu estado puro, mas como tudo um dia chegaria ao fim, e o que marcou o inicio do fim foi precisamente a queda do regime Salazarista pois com o fim deste, tornou-se possivel fazer algo muito dificil até á data, que era importar coisas do estrangeiro, ou melhor deixar que o estrangeiro nos invadisse com os seus produtos, isto marcou o fim da nossa industria caseira que apesar de caseira fazia do melhor que já se fez no mundo, naquela data foram os japoneses com as suas motas e a sua electrónica barata pois o que a China está agora a fazer o Japão já o fez á 30 anos e trabalham os dois nos mesmo moldes, ou seja trabalho barato, muito barato, nenhum controlo governamental quanto a exploração dos trabalhadores ou quanto a leis de segurança ou poluição ambiental.
Temos tambem o exemplo da AJP, um senhor da Maia que tinha o sonho de ter a sua própria marca de motas, ele lutou, lutou e lutou mais um bocado contra o governo que sempre lhe impôs entraves, mas lá conseguiu, criando inicialmente a AJP Galp 50r que utilizava um motor Casal claro está, porque o que é nacional é bom, e introduziu algumas inovações nesta pequena 50, como foi o facto de usar um sub quadro desmontavel, algo nunca feito numa 50 de produção, ou o facto de inventar os braços oscilantes de aluminio moldado por injecção, coisa revolucionária e nunca antes pensada, sim é uma invenção portuguesa, no entanto como era uma pequena empresa a patente(ou melhor falta dela) deixou que outros patenteassem a ideia, outra ideia genial deste senhor nas mais recentes AJP pr3 e pr5 foi a de montar o depósito da gasolina da mota debaixo do banco para centralizar as massas, mas mais uma vez  falta de poder falou mais alto e acabou a ideia por ser patenteada e copiada vamos lá a ver, pela BMW e as suas GS.
Temos tambem o caso da UMM, que quer dizer União Metalo-Mecânica, que quase todos devem conhecer os jipes, antigos pois são, um pouco arcaicos e rudimentares, mas de boa qualidade e bastante duraveis e de simples manutenção.
Ou por exemplo a Refer que fazia comboios para todo o mundo, que fez um dos metros de Londres, com tecnologia avançada no mundo dos comboios, mas como sempre, mudou-se para Espanha porque fica mais barato, será mesmo que fica?
E a Bombardier? Que após receber uma estação de soldadura robotizada da mais elevada categoria é fechada sem explicação?

Temos as nossas minas de urânio, á e tal aquilo faz mal, mas ele é minerado noutras localizações e com a devida maquinaria não é assim tão perigoso e é um bom mercado, porque apesar de tudo França obtem quase metade da sua energia a partir de centrais nucleares, temos minas de cobre, prata e volfrâmio abandonadas e sem uso, a criar muitos mais problemas paradas que a minerar, como sempre, de fora é mais barato, pois se calhar até é, mas volta e meia lá ficam umas centenas de chineses debaixo de terra com a brincadeira do é mais barato.

Agora um pouco mais ao lado e sem te saber dizer onde o li, um torno cnc que na europa/américa custa 250 mil €/$ custa na china 30  mil €, como é que tal é possivel?
Mão de obra barata e condições zero, mas como este exemplo tens mais, uma fresa wurth para usar com um saguim pneumático custa 150€, 10 fresas da china ficam-te em 10€, e tambem não são assim tão más quanto isso.
Quero ver é quanto este trabalho barato acabar, até porque de barato nada tem, se formos a pensar apenas no preço de deslocar uma fábrica para outro pais e até amortizar isso, vão anos e anos e anos até amortizar a o preço das instalações, isto vai acabar por mudar porque quanto mais fábricas se mudam para a China mais pessoas se começam a aperceber que no mundo exterior não são tão mal tratados e vão começar a fazer exigências e elas até já começaram, porque a FoxCon que é o maior produtor de electrónica de consumo na China foi obrigada a duplicar os salários devido á vaga de suicídios, mas o que se passa naquela cidade fabril fechada do mundo exterior ninguém sabe.

Tambem há coisas que são muito expecificas, por exemplo os americanos nunca iriam mandar fazer um avião ou um porta-aviões, cruzador, contra-torpedeiro, couraçado, bombardeiro, etc, fora do seu pais, porque afinal á para consumo próprio e o que não falta é tecnologia top secret, afinal o B112 já tem quase 30 anos e no tempo que ele foi feito já usavam reconhecimento de impressões digitais, ou coisas como fly by wire, ou aviões feitos em fibra de carbono, á coisas que não são possíveis de serem outsourced, outras sim, e para todas essas outras venha a China, infelizmente...
Avr fanboy