collapse

* Links de Robótica

* Posts Recentes

Ligar Células de Lithium por Hugu
[Hoje às 02:00]


Encomenda Colectiva N3-2016[@Mouser - Aberta a pedidos!] por Hugu
[Hoje às 01:53]


Printer 3D barata por xmatias
[Ontem às 03:56]


Servidor por almamater
[09 de Dezembro de 2016, 21:39]


mysql server error por andre_f_carvalho
[09 de Dezembro de 2016, 18:56]


Cortar plástico ABS por msr
[05 de Dezembro de 2016, 17:27]


MOVIDO: FPV Drone Racing? por metRo_
[05 de Dezembro de 2016, 10:49]


Módulo gsm por dio123
[04 de Dezembro de 2016, 23:06]


Procuro resistências 220 Ohm de 1% por brunus
[02 de Dezembro de 2016, 15:50]


Package de cond 10uF 35V smd? por KammutierSpule
[02 de Dezembro de 2016, 11:19]

Autor Tópico: Responsabilidades  (Lida 1918 vezes)

0 Membros e 1 Visitante estão a ver este tópico.

Offline EdmundoPT

  • Mini Robot
  • *
  • Mensagens: 3
Responsabilidades
« em: 20 de Agosto de 2013, 22:59 »
Ola a todos, necessito de algumas informações relativamente às responsabilidades de um colaborador num prototipo.
Sou programador de sistemas informaticos, mas recentemente tenho trabalhado com microcontroladores, tenho concluido um prototipo de um HMI(microcontroladores, reles, optocouplers, limit switches, LCD, teclas)  para uma maquina de serigrafia, do tipo carrossel, imaginemos que a pessoa que me pagou o serviço de programação da mesma coloca o prototipo a trabalhar e surge um acidente com um utilizador, será que eu posso ser reponsabilizado por lesões ou morte do mesmo ?
Existe alguma documentação que me proteja ?

Offline Hugu

  • Mini Robot
  • *
  • Mensagens: 5.285
  • Keyboard not found. Press any key to continue.
    • [url=www.g7electronica.net]G7 Electrónica.net[/url]
Re: Responsabilidades
« Responder #1 em: 21 de Agosto de 2013, 00:08 »
Isso qto mto é acidente no trabalho, e as fabricas devem ter os empregados/funcionarios com seguro de trabalho e contra riscos.

Para se provar que foi culpa de terceiros, teria-se de arranjar uma boa peritagem e provar que o acidente foi por culpa dum serviço feito de fora.. se a indeminizaçao for enorme, a empresa pode pagar uma boa peritagem que faça recair a culpa num terceiro caso suspeite que o acidente deveu-se a culpa de outra pessoa/empresa..

É mto estranho culpar programaçao, normalmente quem precisa de certificados rigorosos costumam ser o hardware e materiais usados no hardware.. se a programaçao poder efectuar coisas anormais que podem causar danos fisicos aos operadores, entao é munir com uns codigos extras de segurança e mtos ifs pra evitar execuçoes caso nao cumprido certos passos, ou mm desligar o sistema qdo as coisas estao a falhar ou os sensores detectarem coisas fora do sitio.

Offline senso

  • Global Moderator
  • Mini Robot
  • *****
  • Mensagens: 8.990
  • Helpdesk do sitio
Re: Responsabilidades
« Responder #2 em: 21 de Agosto de 2013, 00:12 »
MISRA, mas não fiques obececado com isso.
Deve existir um watchdog em hardware, se o código não der sinal de vida durante X ms, então pára tudo.
http://en.wikipedia.org/wiki/MISRA_C
Avr fanboy

Online KammutierSpule

  • Mini Robot
  • *
  • Mensagens: 949
Re: Responsabilidades
« Responder #3 em: 21 de Agosto de 2013, 10:24 »
Viva, penso que ja aqui neste forum falamos de algo relacionado, nomeadamente: regulamentacao de maquinas industriais.
Provavalmente existe alguma regulamentacao relacionada com a aplicacao / envolvencia / cenario da maquina que estas a desenvolver. Essa regulamentacao dita quais as regras e mecanismos de seguranca que o equipamento tem de cumprir (por exemplo aquelas maquinas que tem a botoneria vermelha de paragem de emergencia) e tambem tera de cumprir com as normas CE que forem aplicadas.

Se for como a marcacao CE, o fabricante (ou importador), tem de passar uma declaracao de responsabilidade que esta dentro das normas legais obrigatorias.
Nao sei quais sao depois as responsabilidades do comprador da maquina ao usar a maquina e colocar os empregados a trabalhar com ela..

Quanto a quem desenvolve a maquina, nao creio que exista possibilidade directa de ser atribuida responsabilidade, a nao ser, que se prove que se tenha agido de ma fé?.. provavelmente a pessoa que te pagou o servico vai confiar em ti ou eventualmente perguntar "tens a certeza q isto ta tudo bem e posso-me atravessar na minha responsabilidade quando vender a maquina?!" :P

Normalmente este tipo de questoes seriam para "pergunta a um advogado"... mas acho que nao se justifica e so tens de fazer o teu melhor.


* este texto foi escrito sem nenhuma base de fundamentacao.

Offline Sérgio_Sena

  • Administrator
  • Mini Robot
  • *****
  • Mensagens: 1.588
    • Electronics Design Craftsmanship
Re: Responsabilidades
« Responder #4 em: 21 de Agosto de 2013, 10:49 »
A maquina e os sistemas estao conforme e certificados de acordo com as normas IEC ?
Foram feitos os testes e analises laboratoriais por um organismo certificado tipo ANACOM ?

Conforme o teu texto, e como dizes que ehs programador informatico, entao o desenvolvimento do teu hardware nao estah conforme quaisquer normas, pois senao nem vinhas aqui ao forum fazer qualquer pergunta.

O meu conselho eh que entregues o trabalho a profissionais ou entao encontres um bom advogado se a maquina der raia e acidente humano.

Criar instancias e desenrascos em firmware nao resolve problemas.
E o watchdog nao evita que uma pessoa se aleije, por muito bem que o codigo esteja feito.

Nao leves a mal o meu texto, mas ja vi muita coisa a acontecer e muita gente a fugir ah justica por nao haver quem soubesse responsabilizar os culpados pela mediocridade que infelizmente se vai fazendo em termos tecnicos em Portugal.
Hah alguma coisa de excelencia, mas o mercado estah a ser inundado pela debilitante mediocridade de pessoas a quererem fazer tudo aquilo que nao sabem, para conseguirem equilibrar o orcamento mensal. Eh compreensivel mas muito irresponsavel. Entao agora com os arduinos, pior ainda.
Cumprimentos,
Sérgio Sena

Projectos Electrónicos à medida

Follow me on Twitter

Offline EdmundoPT

  • Mini Robot
  • *
  • Mensagens: 3
Re: Responsabilidades
« Responder #5 em: 22 de Agosto de 2013, 01:06 »
Obrigado pelas respostas, penso que a minha solução será me prevenir e tratar de entregar a um advogado um texto de orientação,  para gerar um documento, que sendo assinado pelo proprietário do prototipo me livre de responsabilidades. Por isso vim cá perguntar se alguém já o tinha feito.

KammutierSpule, a resposta é, não é conforme as normas de segurança industrial, não respeita ou implementa Euro Normas,  não foram contactados nem CATIM , nem ISQ ou quaisquer outra entidade, muito simplesmente porque um prototipo é suposto servir como uma base e não como uma solução final.
Aliás o banco de ensaio era suposto ser uma bancada de parede com indicadores luminosos, alguns mecanismos actuadores e por aí...

O prototipo não possui botões de emergência, não possui sistema redundante de controlo, não possui sensores de intrusão em áreas que não devem ser acedidas por utilizadores, não possui e-brakes para os sistemas que quando desligados não possuam a capacidade de terminar o movimento.
Não tem estudo de ergonomia, estudo de interferências com outros dispositivos, áreas de instalação e ...

Como mencionei é um PROTOTIPO.
Voltando ao assunto, alguém tem experiência com este tipo de documentos ?

Offline Sérgio_Sena

  • Administrator
  • Mini Robot
  • *****
  • Mensagens: 1.588
    • Electronics Design Craftsmanship
Re: Responsabilidades
« Responder #6 em: 22 de Agosto de 2013, 09:16 »
Vou relatar o meu caso pessoal, se houver mais alguem que tenha outra experiencia, por favor que o faca. Qts mais houver a elucidar sobre o assunto, conseguimos criar massa critica para melhor servir os clientes.

Qualquer trabalho que eu faca para um cliente, eh sempre alvo de um contrato de prestacao de servico, independentemente da envergadura do projecto.
O contrato eh a unica forma de garantir ahs duas partes que uma tem aquilo pelo q paga e a outra apenas tem q fazer aquil q estah escrito e para o q foi pago. Responsabilizando, claro, a parte se a mesma nao cumprir com o q foi assinado.

O contrato de prestacao de servicos eh normalmente o documento de Requisitos e Especificacoes do proecto. Normalmente confidencial e extremamente detalhado no q toca a o q o projecto faz e nao faz. Tambem poderah conter alineas de exclusao de responsabilidades se o equipamento for usado em situacoes de risco ou apoio de vida. Depende do projecto e depende se alguma das partes quer garantir isencao.
Esta alinea eh mt importante p mim, e normalmente eu insisto em coloca-la, pois garanto q o trabalho q faco cumpre com os documentos de Req/Spec q foram assinados.

Se se notar q o sistema falhou devido a abusos fora das especificacoes do mesmo, qq responsabilidade serah imputada ao cliente q nao seguiu as instrucoes do "designer".

Cumprimentos,
Sérgio Sena

Projectos Electrónicos à medida

Follow me on Twitter

Offline gadelhas

  • Mini Robot
  • *
  • Mensagens: 48
Re: Responsabilidades
« Responder #7 em: 22 de Agosto de 2013, 19:13 »
Viva;

Acho que este assunto é bastante pertinente, pelo que irei deixar também o meu caso pessoal.

À imagem do que o Asena faz, eu também faço sempre um contrato com o cliente, seja ele final ou não, com todas as coisinhas e mais algumas escritas, de forma a salvaguardar a minha pessoa, e o cliente.
Sinceramente não imagino a "coisa" a ser efectuada de outra forma, pelo menos no que a mim e à minha empresa diz direito.

Uma das minha regras é não fazer contratos com "erros e omissões", que tanto se ve por aí. Alerto para esta situação para quem lhe passar um contrato com esta cláusula.

Aqui à poucos meses desenvolvi um equipamento hospitalar. O contrato tinha 10 folhas, com tudo e mais alguma coisa escrita, pormenores como por exemplo o plástico usado ser anti-bacteriano, o teclado usado ser anti-bacteriano e lavável com os desinfectantes utilizados nos hospitais, etc etc etc. A fonte de alimentação tinha de ser toda XPTO. Solução, em vez de projectar a fonte de alimentação, depois a mesma tinha que ser aprovada pelas entidades competentes, pois tem de ser ligada à rede eléctrica de um hospital, utilizei uma fonte comercial para o efeito, já com todas as aprovações possíveis e imaginários assim como os testes. Poupou-me se calhar um ano de preocupações, tendo-me focado no equipamento em si, faltando a apenas a aprovação do Infarmed.

No teu caso particular EdmundoPT, tu vais prestar um serviço remunerado? Se sim, vais passar factura? Recibo verde?

Imagina que fazes uma máquina qualquer para determinado cliente, passas-lhe a factura. Passado uns tempos a máquina aleija ou mata alguém. Após peritagem do seguro, sabe-se que a máquina não cumpre as normas de segurança apropriadas. O cliente vai-te culpar a ti porque vai dizer que te pediu um determindado equipamento, logo tu como projectista do mesmo tinhas de ter pensado nas questões de segurança. Isto depois é uma bola de neve. Até pode não dar em nada, mas que vais andar enrolado nela durante uns anos, acredita que vais, já para não falar da tua reputação no mercado de trabalho, pois tudo se sabe!

As questões que o Asena fala dos arduinos e afins, também são bastantes pertinentes e nada descabidas. Já tenho visto, e mais que uma vez, máquinas industriais que no passado trabalhavam com autómatos, mas entretanto avariaram, e puseram lá arduinos! Não vos posso mostrar fotos por razões óbvias, mas é verdade. O que aconteceu é que surgiram uma série de problemas como EMI, ESD, RFI e afins que fizeram com que aquilo tivesse montes de problemas. Se a máquina não fosse para ter um autómato ela não tinha. O gajo que pôs lá uma autómato, não o colocou lá, só por que quer gastar dinheiro, pois se desse para meter um 10F222 para poupar dinheiro, ele metia.

Obrigado.

Abraço
gadelhas

Offline EdmundoPT

  • Mini Robot
  • *
  • Mensagens: 3
Re: Responsabilidades
« Responder #8 em: 22 de Agosto de 2013, 22:10 »
Desde já obrigado pelas respostas.
Caro Asena e Gadelhas, explicitando o serviço, programei um sistema descentralizado contituido por varior microcontroladores, como tal passei o respectivo recibo verde do serviço da programação do mesmo. Não tenho a capacidade de desenhar maquinas, a especificação do prototipo nem menciona o que ele activa, pois são considerados sistemas externos cujo funcionamente não é da responsabilidade do prototipo. Ou seja, se ligarem uma fonte aos reles, e a estes detonadores de explosivos e confirmarem a activação no HMI certamente que... ou talvez não.
O que eu quero dizer é que eu apenas fiz um modelo de entradas e saidas e implementeio-o, é suposto varias entidades pegarem no prototipo(desde os eng. que enviam pedidos de conformidade e certificação até aos eletricistas que na pratica montam o sistema, eng. mecanicos, civis e por aí) e o modificarem de maneira a que este possa evoluir até uma solução final. Ja estive envolvido em outros projectos e foi exactamente isso que aconteceu, eu programei eles trataram do resto.
Mas pelo que me parece, este caso ira ter um percurso diferente.
Caro Asena e Gadelhas , será possivel enviar um rascunho de um ou  varios contractos que tenham feito, isto é , uma orientação, pois com base neles poderei elaborar um para este caso e apresenta-lo.

Offline jorge_rc

  • Mini Robot
  • *
  • Mensagens: 521
Re: Responsabilidades
« Responder #9 em: 22 de Agosto de 2013, 22:34 »
Tambem gostaria de saber onde poderia encontrar um exemplo de um desses contractos. Apesar de nao ser nada a curto prazo tenho interesse em começar a perceber como funcionam esses aspectos...