collapse

* Links de Robótica

* Posts Recentes

Printer 3D barata por ralex
[Ontem às 22:12]


Procuro resistências 220 Ohm de 1% por brunus
[02 de Dezembro de 2016, 15:50]


Package de cond 10uF 35V smd? por KammutierSpule
[02 de Dezembro de 2016, 11:19]


Videos hipnoticos de mecanica industrial por TigPT
[02 de Dezembro de 2016, 00:07]


FPV Drone Racing? por brunus
[02 de Dezembro de 2016, 00:00]


Decodificar cabo por Hugu
[01 de Dezembro de 2016, 23:11]


Ajuda para replicar e reparar um Dimmer por brunus
[30 de Novembro de 2016, 23:23]


Adaptar impressora 3D a Drill Maschine por Hugu
[30 de Novembro de 2016, 23:20]


Módulo gsm por dio123
[30 de Novembro de 2016, 13:39]


RAM SO-DIMM 256 MB por Hugu
[29 de Novembro de 2016, 22:52]

Autor Tópico: Novo ARM-R da Texas, já viram onde já chegam os MCUs?  (Lida 3760 vezes)

0 Membros e 1 Visitante estão a ver este tópico.

Offline LuísR.A.

  • Mini Robot
  • *
  • Mensagens: 1.223
    • Clube de Robotica
Novo ARM-R da Texas, já viram onde já chegam os MCUs?
« em: 21 de Maio de 2015, 00:50 »
Boas a todos,

Gostava de vos mostrar aqui este MCU que vai ser anunciado 10 de Junho:
http://www.ti.com/product/TMS570LC4357

É dual core (lockstep atenção, não é dual core como nos PCs) de 300Mhz!

Até eu que sou novito me lembro de queixar que o meu picaxe era fraquito, o primeiro que usei era 1Mhz, podia chegar a 8Mhz e queixava-me que com PWM para uma ponte-h + um servo já não podia contar o tempo.


Com isto pergunto ao pessoal se já experimentou usar ARMs-R?
Pelo que me disseram assim muito rapidamente é que ao contrário dos ARM-M, demora bué ciclos a aceder aos periféricos ao ponto de um ARM-M de 80-180Mhz poder ser melhor para tarefas de bit-banging (por exemplo) devido ao tempo de acesso entre o MCU e periférico.
Tiva MCU é que é.

Tutoriais Tiva+codigos exemplo:
https://sites.google.com/site/luiselectronicprojects/

Offline Njay

  • Mini Robot
  • *
  • Mensagens: 2.843
    • Tróniquices
Re: Novo ARM-R da Texas, já viram onde já chegam os MCUs?
« Responder #1 em: 21 de Maio de 2015, 02:03 »
Gostava de vos mostrar aqui este MCU que vai ser anunciado 10 de Junho:
http://www.ti.com/product/TMS570LC4357

É dual core (lockstep atenção, não é dual core como nos PCs) de 300Mhz!

Pelo que vi é um chip para sistemas criticos... tem aplicações muito especificas.

Citar
Até eu que sou novito me lembro de queixar que o meu picaxe era fraquito, o primeiro que usei era 1Mhz, podia chegar a 8Mhz e queixava-me que com PWM para uma ponte-h + um servo já não podia contar o tempo.

Olha, um Z80A tem mais ou menos a performance dum core PIC a 3.54MHz, e fizeram-se jogos espectaculares com ele no ZX Spectrum (há sites com simulador on-line onde podes jogar vários jogos da época como o R-Type, Target-Renegade, Spirits, Saboteur e muitos outros), com N cenas a mexer no ecran + som feito a bit-bang + leitura de teclado; a memória de ecran tinha aproximadamente 6KB organizados de uma forma esquisita, e o CPU tinha que partilhar o acesso com o chip que "copiava" a imagem para a TV. O core dum AVR a 3.54MHz tem aproximadamente 4x a performance do coxo do Z80A.
Os americanos foram à Lua com um computador de bordo de 15bits com um clock de systema de 2.048MHz e 4KB de RAM, que não só fazia os cálculos necessários para guiar a nave como controlava hardware relacionado (e fazia I/O com os astronautas por teclado e display). Provavelmente ele não executava instruções mais depressa que a ~0.085MHz, pois era a velocidade a que as suas memórias podiam ser acedidas.
É só para colocar as coisas em perspectiva :)

Citar
Com isto pergunto ao pessoal se já experimentou usar ARMs-R?
Pelo que me disseram assim muito rapidamente é que ao contrário dos ARM-M, demora bué ciclos a aceder aos periféricos ao ponto de um ARM-M de 80-180Mhz poder ser melhor para tarefas de bit-banging (por exemplo) devido ao tempo de acesso entre o MCU e periférico.

Como já referi o chip tem aplicações muito especificas, e bit-bang não é de todo uma delas :) .
Só por curiosidade, estás a pensar em bit-bang de quê?
« Última modificação: 21 de Maio de 2015, 02:18 por Njay »

Offline LuísR.A.

  • Mini Robot
  • *
  • Mensagens: 1.223
    • Clube de Robotica
Re: Novo ARM-R da Texas, já viram onde já chegam os MCUs?
« Responder #2 em: 21 de Maio de 2015, 02:10 »
o bit-bang era para ADCs externos por SPI,

Talvez consiga, ele tem tipo um co-processador que funciona a 100Mhz... isso + os DMAs talvez dê para tirar o estado dos pins depressa o suficiente para depois o processador processar, guardar, mostrar em LCD, etc.
Tiva MCU é que é.

Tutoriais Tiva+codigos exemplo:
https://sites.google.com/site/luiselectronicprojects/

Online senso

  • Global Moderator
  • Mini Robot
  • *****
  • Mensagens: 8.988
  • Helpdesk do sitio
Re: Novo ARM-R da Texas, já viram onde já chegam os MCUs?
« Responder #3 em: 21 de Maio de 2015, 02:23 »
Usar SPI em vez de bit-bang não era pior ideia...

Isso é tipo os LPC4300, é uma "familia" de micros tão especifica que nota-se bem que foi um pedido especial e acharam que tinha saida e bota para o mercado.

Já ninguem sabe tirar partido de UM core, quanto mais um dual core que só vai ter suporte assim assim a nivel de software via compiladores pagos(nada contra isso), e vamos voltar á conversa de sempre..
Em que basicamente a mentalidade actual é atirar cores e Ghz contra software miserável, tal e qual o que se vê no mundo x86 e na desgraça que é o Android, já vamos na palhaçada dos 10 cores, a Apple a rir-se com um dual core fluido, os Android que daqui a nada precisam de uma bateria extra para correr o supervisor que decide se liga um core ou o outro, e que anda mais tempo a saltar de core em core do que a fazer algo util.

EDIT:
/rant
« Última modificação: 21 de Maio de 2015, 02:32 por senso »
Avr fanboy

Offline LuísR.A.

  • Mini Robot
  • *
  • Mensagens: 1.223
    • Clube de Robotica
Re: Novo ARM-R da Texas, já viram onde já chegam os MCUs?
« Responder #4 em: 21 de Maio de 2015, 02:33 »
Os ADC funcionam por SPI senso.

Sabes que neste caso o dual core é por questões de verificar erros. Não tem nada a ver com dual core de um x86...
E eu tenho suporte igual nas versões grátis do compilador, so não há codigo suficiente. Este tem bue ferramentas de geração de codigo pelos vistos por isso seria muito dificil fugir desses compiladores.

Acho que já tas a pegar num caso muito extremo (ainda por cima os androids



Tiva MCU é que é.

Tutoriais Tiva+codigos exemplo:
https://sites.google.com/site/luiselectronicprojects/

Online senso

  • Global Moderator
  • Mini Robot
  • *****
  • Mensagens: 8.988
  • Helpdesk do sitio
Re: Novo ARM-R da Texas, já viram onde já chegam os MCUs?
« Responder #5 em: 21 de Maio de 2015, 02:55 »
Theres your problem, code generators for everything, not my cup of tea.


Os ADC's desse chip estão pendurados no bus PCR3 não estou a ver o que é que SPI tem a ver com assunto, muito menos SPI por software.

Primeira linha, é um chip para o mercado automovel, cheira a concorrência aos Freescale com eTPU's.

Alguem não está a entender metade das coisas, provavelmente eu.
Avr fanboy

Offline LuísR.A.

  • Mini Robot
  • *
  • Mensagens: 1.223
    • Clube de Robotica
Re: Novo ARM-R da Texas, já viram onde já chegam os MCUs?
« Responder #6 em: 21 de Maio de 2015, 03:05 »
Eu queria o bit-bang para fazer interface com ADCs externos que comunicam por SPI. Usar um modulo de comunicação SPI integrado no MCU não serve mesmo.

Eu pessoalmente também não muito gosto do code generation. Ah e tal dá jeito mas vejo tanta gente a não saber certas coisas que me faz uma confusão...
Tiva MCU é que é.

Tutoriais Tiva+codigos exemplo:
https://sites.google.com/site/luiselectronicprojects/

Offline KammutierSpule

  • Mini Robot
  • *
  • Mensagens: 948
Re: Novo ARM-R da Texas, já viram onde já chegam os MCUs?
« Responder #7 em: 21 de Maio de 2015, 08:54 »
Pelo que me disseram assim muito rapidamente é que ao contrário dos ARM-M, demora bué ciclos a aceder aos periféricos ao ponto de um ARM-M de 80-180Mhz poder ser melhor para tarefas de bit-banging (por exemplo) devido ao tempo de acesso entre o MCU e periférico.

Isso é uma feature, nao é uma limitacao.
Alias, mesmo os processadores CortexM implementam o "bitbanging" como uma funcionalidade, nao é algo directo que hoje em dia se possa fazer.
Isto porque cada vez mais os processadores sao mais rapidos e correm instrucoes "quase em paralelo"(fazem pre-cache das intrucoes), aceder a algo externo a um processador é muito lento == o processador tem de parar durante muito tempo para a accao externa se realizar.

Exemplo nos processadores dos PC actuais, o tempo que demora a escrever / ler da memoria RAM dá para o processador executar ~500...1000 intrucoes enquanto espera que a escrita/leitura termine...

Os microcontroladores implementam os IOs mapeados em enderecos RAM, por isso nao podem executar duas instrucoes seguidas de "bitbanging" sem esperar que a outra termine primeiro.

Por outro lado e mudando um pouco o tema,
por isso é que é necessario escolher cada coisa para o seu proposito. Um microcontrolador serve para certos propositos e finalidades, algo mais parecido com um processador, serve para outro tipo de propositos.

Online senso

  • Global Moderator
  • Mini Robot
  • *****
  • Mensagens: 8.988
  • Helpdesk do sitio
Re: Novo ARM-R da Texas, já viram onde já chegam os MCUs?
« Responder #8 em: 21 de Maio de 2015, 09:10 »
Que ADC's são esses que falam SPI mas não falam SPI?

A referência ao Android é simples, é para onde o mercado agora está virado com a corrida dos cores, á uns anos atrás era Intel vs AMD na corrida pelos Ghz e pelos processadores que tambem serviam de aquecimento central, actualmente tens o mesmo, mas é a atirar cores á parede.
« Última modificação: 21 de Maio de 2015, 09:12 por senso »
Avr fanboy

Offline KammutierSpule

  • Mini Robot
  • *
  • Mensagens: 948
Re: Novo ARM-R da Texas, já viram onde já chegam os MCUs?
« Responder #9 em: 21 de Maio de 2015, 09:38 »
Já ninguem sabe tirar partido de UM core, quanto mais um dual core que só vai ter suporte assim assim a nivel de software via compiladores pagos(nada contra isso), e vamos voltar á conversa de sempre..
Em que basicamente a mentalidade actual é atirar cores e Ghz contra software miserável, tal e qual o que se vê no mundo x86 e na desgraça que é o Android, já vamos na palhaçada dos 10 cores, a Apple a rir-se com um dual core fluido

Isso é verdade, mas a culpa é de do "trade-off" do desenvolvimento de software.

"Já ninguem sabe tirar partido de UM core"

A maior parte dos sistemas e softwares developers, sao "general software developers" e so se preocupam em fazer codigo e esse ser executado correctamente pelo processador. Ate porque questoes comerciais pressionam uma criacao mais rapida do software.

Esta semana vi esta apresentacao:
https://www.youtube.com/watch?v=WDIkqP4JbkE

E fala la que a (equipa de desenvolvimento da) Xbox, tem uma equipa de eng com um "processador ligado as maquinas" onde analizam (profile) os algoritmos que desenvolvem para a Xbox.
Como as Xbox vao ser todas clones umas das outras, entao optimiza-se uma vez, especificamente para aquele processador e serve para todas.. e vale a pena esse esforço (Trade-off)

Em casos como iPhones/iApples/Playstations,etc o cenario deve ser identico, optimizar as bibliotecas o mais possivel para aqueles processadores em especifico.

No caso da "computacao generica" isto nao é possivel acontecer.
Quem faz software para PC, vai ter de correr em varias geracoes diferentes de processadores (desde o 8088.. ate aos dias de hoje)
O mesmo em Androids etc...

A vantagem disto é uma maior rapidez na criacao de software (bom ou mau..) pois nao estao com cuidados ( ou nem e'possivel pensar em optimizacoes).
Contrariamente a desvantagem é que os processadores tem de mastigar tudo e as bibliotecas nao estao optimizadas (ou melhor, "tailored" / feitas ah medida) para o processador. :/

A capacidade de processamento e armazenamento dos computadores hoje é brutal, no entanto, continuam a ser lentos a iniciar o SO, lentos a abrir os softwares.. lentos a processar as coisas..
e a produtividade nao tem evoluido na mesma proporcao.

Online senso

  • Global Moderator
  • Mini Robot
  • *****
  • Mensagens: 8.988
  • Helpdesk do sitio
Re: Novo ARM-R da Texas, já viram onde já chegam os MCUs?
« Responder #10 em: 21 de Maio de 2015, 09:51 »
Eu sei bem que tal não é possivel, aliás no mundo x86 existe uma fragmentação brutal, não só das combinações de hardware que são possiveis, mas as diferenças entre esse mesmo hardware, ou os compiladores têm de se remeter ás intruções mais limitadas, ou metade do código é para ver que instruções é que pode ou não usar(extensões do instruction set, cada processador tem uma combinação diferente).

Os outros casos são ambientes controlados e bem definidos, são mundos á parte.
Avr fanboy

Offline jm_araujo

  • Mini Robot
  • *
  • Mensagens: 1.688
  • NERD!
Re: Novo ARM-R da Texas, já viram onde já chegam os MCUs?
« Responder #11 em: 21 de Maio de 2015, 10:16 »
A capacidade de processamento e armazenamento dos computadores hoje é brutal, no entanto, continuam a ser lentos a iniciar o SO, lentos a abrir os softwares.. lentos a processar as coisas..
e a produtividade nao tem evoluido na mesma proporcao.


Discordo só dessa parte. Ou não usas PCs há muito tempo, ou a memória já te floreou o passado:
www.youtube.com/watch?v=YjJKlisqiZs


Quanto a bitbanging num micro recente, "you're doing it wrong". Nesta categoria, se precisas de SPI e o micro não tem, escolheste o micro errado.
« Última modificação: 21 de Maio de 2015, 10:19 por jm_araujo »

Offline KammutierSpule

  • Mini Robot
  • *
  • Mensagens: 948
Re: Novo ARM-R da Texas, já viram onde já chegam os MCUs?
« Responder #12 em: 21 de Maio de 2015, 10:26 »
Discordo só dessa parte. Ou não usas PCs há muito tempo, ou a memória já te floreou o passado:

Talvez sim... talvez nao.. Uma diferenca, é que quando usava um computador com modem 56K, so fazia uma tarefa com um programa de cada vez:
- se programava, so abria o IDE para isso e fechava todos os outros programas, ate abria o gestor de tarefas para matar algum processo extra que la estivesse.
- se ia ah internet, fechava tudo e so deixava so browser aberto.

Quando trocava de "tarefas", ate era costume reeniciar o windows para ele estar o mais "fresco" possivel :)

Hoje em dia, estao centenas de processos a correr e dezenas de janelas abertas a fazer tudo ao mesmo tempo.

Online senso

  • Global Moderator
  • Mini Robot
  • *****
  • Mensagens: 8.988
  • Helpdesk do sitio
Re: Novo ARM-R da Texas, já viram onde já chegam os MCUs?
« Responder #13 em: 21 de Maio de 2015, 11:18 »
Isso era paranóia a mais tambem, ou então tinhas pouca ram.
Avr fanboy

Offline Sérgio_Sena

  • Administrator
  • Mini Robot
  • *****
  • Mensagens: 1.588
    • Electronics Design Craftsmanship
Re: Novo ARM-R da Texas, já viram onde já chegam os MCUs?
« Responder #14 em: 21 de Maio de 2015, 11:31 »
Boas a todos,

Gostava de vos mostrar aqui este MCU que vai ser anunciado 10 de Junho:
http://www.ti.com/product/TMS570LC4357

É dual core (lockstep atenção, não é dual core como nos PCs) de 300Mhz!

Até eu que sou novito me lembro de queixar que o meu picaxe era fraquito, o primeiro que usei era 1Mhz, podia chegar a 8Mhz e queixava-me que com PWM para uma ponte-h + um servo já não podia contar o tempo.


Com isto pergunto ao pessoal se já experimentou usar ARMs-R?
Pelo que me disseram assim muito rapidamente é que ao contrário dos ARM-M, demora bué ciclos a aceder aos periféricos ao ponto de um ARM-M de 80-180Mhz poder ser melhor para tarefas de bit-banging (por exemplo) devido ao tempo de acesso entre o MCU e periférico.



Estes jeitosos, http://www.xmos.com/ teem bom material.

Tive a oportunidade de mexer nuns SDK deles no ano passado e deliciei-me no baixo nivel enquanto tinha os olhos no processamento e logic analyzers. Gostei bastante.

Agora se ha assim tanta necessidade deste material, comparativamente outros core sno mercado, inclusive FPGA e CPLDs...  a ver vamos.

Cumprimentos,
Sérgio Sena

Projectos Electrónicos à medida

Follow me on Twitter