collapse

* Posts Recentes

Super obsolescência super programada? por SerraCabo
[06 de Agosto de 2022, 11:36]


Motor de aspirador por dropes
[02 de Agosto de 2022, 22:18]


Serviço de dessoldar e soldar micro-usb tlm Samsung GT-S6312 por senso
[01 de Agosto de 2022, 22:20]


Condensador Poly .47K X2 por brunus
[26 de Julho de 2022, 16:11]


pequeno robot arte por Robotarium
[21 de Julho de 2022, 15:45]


Diferença entre fontes por jm_araujo
[13 de Julho de 2022, 09:27]


Dual Op-amp Test board - uma ideia simples, barata e bem esgalhada. por dropes
[10 de Julho de 2022, 20:35]


PHILCO Radio Manufacturing Factory Automation 1929 por SerraCabo
[10 de Julho de 2022, 18:22]


Meu novo robô por josecarlos
[08 de Julho de 2022, 23:06]


Desenvolvimento para RaspberryPi Pico em Windows < 10 por KammutierSpule
[06 de Julho de 2022, 09:15]

Autor Tópico: How I learned to love build systems  (Lida 1044 vezes)

0 Membros e 1 Visitante estão a ver este tópico.

Offline blabla

  • Mini Robot
  • *
  • Mensagens: 235
How I learned to love build systems
« em: 07 de Janeiro de 2022, 10:43 »
Bom dia a todos,

Hoje gostaria de partilhar convosco este vídeo que é uma fascinante viagem pelo mundo dos build systems.

Video - How I learned to love build systems



Depois e ainda do mesmo autor, gostaria de partilhar a fascinante caminhada da detecção de um problema num build system, ultrapassando todas as dificuldades a caminho da solução do problema, esmiuçando o problema em todas as suas camadas até ao “átomo”.

Why is my Rust build so slow?
https://fasterthanli.me/articles/why-is-my-rust-build-so-slow

Nota: São histórias e narrativas como esta que me fazem gostar tanto de Rust, pois uma pessoa chega até a elas por motivos técnicos, pela busca do conhecimento, sempre mais conhecimento para que consiga resolver melhor problemas. Mas acaba por ficar preso à história pela batalha épica de David contra Golias, em que david somos todos nós quando nos deparamos com um problema complexo para o qual não sabemos a solução e Golias é a luta que esse problemas nos inscreve no nosso futuro. Algo que noto, é que em Rust os programadores tendem a contar mais estas histórias do que em outras linguagens, e claro todos nós gostamos de ler uma boa  e emocionante história, bem contada.

Obrigado,

Cumprimentos,
João
« Última modificação: 16 de Janeiro de 2022, 10:05 por blabla »

Offline blabla

  • Mini Robot
  • *
  • Mensagens: 235
Re: How I learned to love build systems
« Responder #1 em: 07 de Janeiro de 2022, 12:22 »
Este artigo também  do mesmo autor também pode ser interessante pois vem no seguimento do mesmo tema…

Como fazer profiling ao linker? (lld e mold)

Profiling linkers
https://fasterthanli.me/articles/profiling-linkers

Este exemplo usa poucas dependências, mas para projetos grandes ou mesmo para projetos pequenos que tenham GUI’s em Rust ou em C/C++ os tempos de gastos na fase de linking podem ser muito grandes (em relação ao tempo total do build) e por isso configurar o processo de linker para linkers mais eficientes como o lld ou o mold podem ser muito úteis para agilizar o processo de desenvolvimento.
Basicamente estes “novos” linkers usam algoritmos melhores que escalam melhor com o número de unidades de compilação.

Cumprimentos,
João