collapse

* Posts Recentes

NiCd por NiMH? por almamater
[Hoje às 10:28]


LusoRobótica - Website - Estado actual por TigPT
[Ontem às 22:34]


PWM com ventoinha por Njay
[Ontem às 13:57]


Concurso Robô Bombeiro 2018 por Tesla
[18 de Maio de 2018, 11:01]


Trafo Amplificador Behrimger ? por jm_araujo
[16 de Maio de 2018, 18:55]


Alfândega / Taxas Alfandegárias / Portes por Njay
[16 de Maio de 2018, 01:26]


Compra Colectiva à Farnell N3-2018 (Maio 2018) por Hugu
[15 de Maio de 2018, 15:34]


Robô BBC micro:bit controlado com gestos no telemóvel Android por Tayeb
[14 de Maio de 2018, 19:41]


Vendo kit condensadores 0603 55 valores por vasco
[14 de Maio de 2018, 18:33]


Motor estore Eléctrico por senso
[14 de Maio de 2018, 17:10]

Autor Tópico: Monição de saídas em centralinas  (Lida 548 vezes)

0 Membros e 1 Visitante estão a ver este tópico.

Offline senso

  • Global Moderator
  • Mini Robot
  • *****
  • Mensagens: 9.500
  • Helpdesk do sitio
Re: Monição de saídas em centralinas
« Responder #15 em: 23 de Janeiro de 2018, 12:21 »
Tem de ler o código do imobilizador de uma e programar na outra, simples de se fazer para quem mexe com centralinas dia e noite..

Ou 200 ou 300€ na marca, ou mais, conforme o lado para onde toca o vento.

Parts cannon não é reparar, isso devia ser visto em condições, seguir cablagem, porque pode ser efectivamente muita coisa.
Avr fanboy

Offline SerraCabo

  • Mini Robot
  • *
  • Mensagens: 611
    • Serra Cabo
Re: Monição de saídas em centralinas
« Responder #16 em: 23 de Janeiro de 2018, 13:42 »


Citar
Ou 200 ou 300€ na marca, ou mais, conforme o lado para onde toca o vento.

Chiiiiiiça!!!!

Offline SerraCabo

  • Mini Robot
  • *
  • Mensagens: 611
    • Serra Cabo
Re: Monição de saídas em centralinas
« Responder #17 em: 10 de Fevereiro de 2018, 22:03 »
Bom, passou algum tempo, o carro foi à Opel e voltou, e foi e voltou, e foi e voltou, e tudo continua na mesma.

A avaria manifesta-se uma vez a cada semana (às vezes duas semanas) e, mais ou menos repetitivamente, o motor fica a 3 cilindros durante 10 minutos 1/4 de hora e depois volta ao normal. Quando fica a 3 fica 100% a 3, e depois volta ao normal.

O motor levou um novo bloco de bobinas de ignição (o conjunto para as 4 velas) e a impressão com que fiquei é que o bloco anterior estava bom (nem me perguntem se ainda tenho o antigo).

Hoje, eu e o meu rebento (que à medida que o tempo passa fica percentualmente mais próximo da minha idade), fomos a Porto Alto, a uma empresa de escaqueiramento de pópós chamada Bentos. Fomos lá num misto de ver o que por lá havia, ver como a coisa se processava .. mas não havia lá qualquer carro parecido com o bicho em causa.

Já agora, o meu carro e o dele têm motores extremamente parecidos (Dez de 2000 e Março de 2001, salvo erro). A cablagem não é bem igual mas o meu bólide tem mais uns extras (ABS, 4 fechos eléctricos, airbags por todo o lado (self destruction garantido) e mede consumos e mais não sei quê. O motor parece igual.

Saídos de lá sem nada trazer, fomos mais a Norte, a outro ... não fomos porque estava fechado. Depois virámos para Sacavém, para aquela azinhaga onde, porta sim porta sim, há peças em segunda mão. Comprámos lá uma bomba de gasolina para o carro dele (muito provavelmente igual à do meu), mas ela precisa que lhe seja ainda substituídas um par de mangueiras. De qualquer forma, isto fica para mais tarde. Comprámos porque estamos convencidos que de alguma forma o sistema desferra quando fica desligado (outra coisa a averiguar). Não sabemos bem como porque não detectámos qualquer fuga de gasolina por onde se possa dar a entrada de ar quando ele está parado. Enfim.

Bom, hoje tentámos encontrar uma forma de poder detectar a avaria por troca de peças. Entre os dois carros trocámos o bloco de ignições e entre os cilindros 1 e 4 (carro dele) trocámos a posição dos injectores. Se a avaria passar para o meu carro é do bloco de ignições (o novo!!!), se passar para o cilindro 4 (no dele) é do injector que estava no cilindro 1.

Substituímos alguns parafusos que estavam manhosos, verificámos que faltavam alguns outros (a qualidade das oficinas da Opel parece andar um bocado por baixo) e colocámos novos, encontrámos algumas fichas (do sistema eléctrico-electrónico) com os trincos de engate partidos ... etc, etc. A rapaziada da Opel nem de dignou limpar o lixo que sobre a cabeça do motor se aloja junto ao bloco de ignições. Havia um arraial de insectos mortos, folhas de árvore, etc, etc. As fichas partidas estavam seguras com uns aranhiços de abraçadeiras de serrilha.

Tudo correu bem, o carro pegou sem dificuldade e já seguiu para as Caldas. Veremos agora o que irá acontecer.

Entretanto, já agora, alguém sabe que tensões são de encontrar aos terminais dos injectores? As tensões vão variando com a aceleração? E quanto ao período dos impulsos? Nunca medi uma coisa daquelas, estou em branco, mas ando com uma ideia maluca (duplamente maluca porque já estou a a trabalhar nela) :) .

Abraço a todos, SC
« Última modificação: 10 de Fevereiro de 2018, 22:05 por SerraCabo »

Offline senso

  • Global Moderator
  • Mini Robot
  • *****
  • Mensagens: 9.500
  • Helpdesk do sitio
Re: Monição de saídas em centralinas
« Responder #18 em: 11 de Fevereiro de 2018, 13:55 »
0 e 12v, é PWM de duty cycle variavel, quanto mais tempo ligado, mais gasolina corre, imagina como sendo uma torneira 12v abre, 0v fecha, quanto mais tempo aberto, mais corre.
Avr fanboy

Offline jm_araujo

  • Mini Robot
  • *
  • Mensagens: 2.306
  • NERD!
Re: Monição de saídas em centralinas
« Responder #19 em: 11 de Fevereiro de 2018, 14:00 »
Chegaste a limpar a EGR e o corpo de admissão como falavam os ingleses no forum?

Offline SerraCabo

  • Mini Robot
  • *
  • Mensagens: 611
    • Serra Cabo
Re: Monição de saídas em centralinas
« Responder #20 em: 11 de Fevereiro de 2018, 16:47 »
Citar
0 e 12v, é PWM de duty cycle variavel

Tks.

Citar
Chegaste a limpar a EGR e o corpo de admissão como falavam os ingleses no forum?

Eu não vi nada que se parecesse com isso, o que não significa que não esteja lá. Limpei a entrada da borboleta da aspiração que estava um bocado suja de óleo da 'respiração' do carter. Não limpámos o manifold de admissão.

Aqui no quintal, apenas durante a tarde, com um frio do catano e tendo o carro em cima do 'pasto', ficámos por ali tanto mais que tínhamos receio de deixar cair alguma coisa que depois dificilmente encontraríamos. Estou a tentar criar condições para poder fazer com mais segurança esse tipo de coisas. Entretanto, as minhas costas não aguentam trabalhar muito tempo inclinado para a frente. Esta coisa de um gajo estar a mexer num carro que é preciso para mais logo é uma porra.

Não tive entretanto notícias da anomalia se ter manifestado.

Ocorreu-me, entretanto, que para resolver problemas de dinâmica e caso o PWM não chegue, que a bomba de gasolina poderá trabalhar de forma a aumentar a pressão à entrada dos injectores. Se faz isso ou não, não sei, mas como irei tentar deixar em bom funcionamento a bomba que comprámos em 2ª mão, poderei investigar se ela tem pinta de poder bombear mais ou menos. A bomba está ainda marcada com um "out" e um "in" mas não consegui ver de onde sai o tudo de retorno à bomba.

Estes carros de compartimento de motor cheio que nem um ovo são chatos. No meu primeiro carro entrava lá para dentro, fechava o capot e fazia o que era preciso :)

Isto é que eram carros:


Offline SerraCabo

  • Mini Robot
  • *
  • Mensagens: 611
    • Serra Cabo
Re: Monição de saídas em centralinas
« Responder #21 em: 11 de Fevereiro de 2018, 18:22 »
Foto do injector.
(não sei por que as imagens colocadas pelo blogger aparecem rodadas a 90 graus)


Offline senso

  • Global Moderator
  • Mini Robot
  • *****
  • Mensagens: 9.500
  • Helpdesk do sitio
Re: Monição de saídas em centralinas
« Responder #22 em: 11 de Fevereiro de 2018, 19:41 »
Esses o-rings podiam ser substituidos.

Existe um regulador de pressão, tipicamente regulado por vácuo, a bomba até pode fazer 5-6 bars num tubo fechado, que o regulador vai sempre ter o rail dos injectores á mesma pressão, porque se a pressão varia, varia a quantidade injectada, e depois ou tens mistura rica, ou pobre, ou um regador de gasolina entre o rail e os injectores todos porque tiras os o-rings todos do sitio com excesso de pressão.
Avr fanboy

Offline SerraCabo

  • Mini Robot
  • *
  • Mensagens: 611
    • Serra Cabo
Re: Monição de saídas em centralinas
« Responder #23 em: 11 de Fevereiro de 2018, 20:06 »
Pode ser que os o-rings estejam desgastados, mas a verdade é que nos fartámos de puxar para que eles saíssem e para que eles entrassem, tanto de um lado como do outro. Estávamos até com medo de os partir.

Citar
" porque se a pressão varia, varia a quantidade injectada"

É isso que se pretende quando se acelera. Pode ser conseguido variando o tempo que o injector está aberto, variando a pressão ou variando ambos.

Se varia apenas o tempo ou também a pressão não sei, mas a necessidade de gasolina varia de forma proporcionalmente inversa ao tempo disponível para a injectar.