LusoRobótica - Robótica em Português

Electrónica => Electrónica Geral => Tópico iniciado por: Njay em 31 de Dezembro de 2018, 03:12

Título: Mais uma reparação - frigorífico Fagor
Enviado por: Njay em 31 de Dezembro de 2018, 03:12
Há dias falhou a electricidade de manhã, e quando voltei à noite a casa o frigorífico (Fagor combinado nofrost A+) não dava sinal de vida.

Fui 1º à zona de trás onde está o compressor (na esperança de encontrar alguma espécie de fusível), mas rapidamente percebi que aí não há "nada de especial", apenas o compressor e uns cabos que desaparecem lá para dentro (230V e ON/OFF do compressor).

Então abri o topo, onde está a interface de utilizador (botões e displays 7 segmentos) e está lá um PCB comprido. Uma breve inspecção visual não revela nenhum potencial problema e vê-se nitidamente que é composto por uma fonte de alimentação comutada (ah ah!!) e uma secção com um PIC. Escusado será dizer que a PSU foi o 1º e quase certo suspeito, o que se veio a confirmar.

Depois de testar alguns componentes (díodos, opto, ESR dos caps) vi que um cap SMD de 10uF 16V tinha uma ESR muito grande. Este cap estabiliza a alimentação (pino VCC) do chip controlador da PSU (NCP1014: https://www.onsemi.com/pub/Collateral/NCP1010-D.PDF) e controla o "startup time"; se este cap não estiver bom o chip arranca em "fault mode" e fica quêdo ( :D ) - de acordo com a datasheet. Não tinha um cap SMD mas tinha TH e como havia espaço soldei-o. E o problema ficou resolvido. Mais uma vez... culpa da PSU.

Agora preciso de ir dormir mas pó ano meto fotos :D

Boa passagem a todos
Título: Re: Mais uma reparação - frigorífico Fagor
Enviado por: Njay em 02 de Janeiro de 2019, 11:17
Algumas fotos. A 1ª é o topo do frigorífico, sem a placa. Tem uma tampa de plástico que esconde a placa (o frigorífico tem uma interface de utilizador de m&rd@, diga-se de passagem). A 2ª é a parte que fica virada para a frente quando instalada no frigorífico, tem os botões e os displays virados para a frente.

A reparação foi feita no lado oposto, e vê-se na 3ª foto. O relé à direita serve para ON/OFF do compressor. O TO-220 em cima é um 7805. A PSU tem ~12V à saída. O chip controlador da PSU é o SMD à esquerda - centro, entre o transformador e o cap grande.
Na 1ª foto ainda se vê o interruptor da luz interior, à direita por baixo de onde diz "class A+".

O frigo tem cerca de 7 - 8 anos.
Título: Re: Mais uma reparação - frigorífico Fagor
Enviado por: edeweld em 02 de Janeiro de 2019, 17:06
Muito bom, Obrigado pela partilha  :D
Título: Re: Mais uma reparação - frigorífico Fagor
Enviado por: KammutierSpule em 02 de Janeiro de 2019, 21:10
Ha qualquer coisa aí que nao me esta a convencer muito :)

Inicialmente estava confuso acerca do "SMD de 10uF 16V", estava a pensar num ceramico e como sabias a tensao, mas depois das fotos, percebi que seria um de tantalo.
Qual sera esse papel do U1 ?
Porque ao usar um tantalo 10uF 16V, esperaria uma funcionalidade do IC que poupasse o condensador ( ie com pouco ripple ).
Tera sido so o problema da idade do condensador ou algo mais tera influenciado?
Esse IC aquece e tera acelerado a morte do condensador?
Título: Re: Mais uma reparação - frigorífico Fagor
Enviado por: brunus em 02 de Janeiro de 2019, 23:47
Ha qualquer coisa aí que nao me esta a convencer muito :)

Inicialmente estava confuso acerca do "SMD de 10uF 16V", estava a pensar num ceramico e como sabias a tensao, mas depois das fotos, percebi que seria um de tantalo.
Qual sera esse papel do U1 ?
Porque ao usar um tantalo 10uF 16V, esperaria uma funcionalidade do IC que poupasse o condensador ( ie com pouco ripple ).
Tera sido so o problema da idade do condensador ou algo mais tera influenciado?
Esse IC aquece e tera acelerado a morte do condensador?

Não é um tântalo, é um electrolítico versão SMD e os condensadores SMD não são só para os cerâmicos.
Só não faço ideia qual a designação ou código para este package e quantos footprints possam existir para estes SMDs, isto se possui um nome próprio para esse package ou se simplesmente diferenciam-se pelo diâmetro e pelo entre-pinos como as versões thru-hole.

Esse condensador é o CVcc que está entre o pino 1 e 4 do IC, correcto? Num ou em um apagão de electricidade tem quase sempre ou a montante ou a jusante um pico de tensão na rede, logo o condensador levou um pico de tensão e foi-se. É a minha hipótese mas vale o que vale pois não sou nenhum especialista na área.

A primeira parte chata é que de certeza perdeu todos os alimentos que tinha no congelador e parte da que teria no frigorífico e foram parar ao caixote do lixo e a segunda terá tido uma inundação na zona e lá foi a água para o flutuante a dentro? Mas há que ver o lado positivo da coisa, conseguiu reparar o frigorífico com um condensador de 10 cêntimos! :)

A outra parte engraçada é que eu também tive uma experiência semelhante e foi mesmo na segunda-feira à noite, a pesar de não ter piada nenhuma, onde a tomada do congelador saltou fora da tripla onde estava ligada. A tripla é uma daquelas triplas com proteção dos orifícios e suspeito que terá sido mesmo esse próprio mecanismo de proteção que fez saltar a ficha fora e o congelador ter começado a descongelar. Quando se deu por ela já todo o gelo já era água. O lado positivo é que tenho duas arcas ligadas nessa tripla e a que se desligou foi a mais pequena. Sou um sortudo do caraças! ::)

Também já são muitas coincidências com algumas situações de alguns users daqui, vou ter de ir jogar! Ainda está em jogo os 129 milhões no euromilhões?  ::)

Título: Re: Mais uma reparação - frigorífico Fagor
Enviado por: Njay em 03 de Janeiro de 2019, 13:25
Sim, como diz o brunus, o cap é electrolítico e está ligado entre os pinos 1 e 4 de U1 (Vcc e GND). U1 é o chip controlador da PSU (NCP1014: https://www.onsemi.com/pub/Collateral/NCP1010-D.PDF ).

Este cap vê um ripple, cerca de 1V, durante o funcionamento normal (figura 16 da datasheet). Também é usado para controlar o softstart. Deve ter pifado por idade / "micro defeito de fabrico", já que o pino Vcc de U1 é regulado e "internally clamped" além de ser carregado com uma fonte de corrente. Provavelmente na próxima vez que desligasse o frigorifico ele já não ia ligar; penso que foi apanhado nesta situação (citação da DS):
"As one can see, the VCC capacitor shall be dimensioned to offer an adequate startup time, i.e. ensure regulation is reached before VCC crosses 7.5 V (otherwise the part enters the fault condition mode)."

Não calculei o valor da ESR mas pareceu-me alto (ainda lá tenho o cap, vou ver se calculo).
Título: Re: Mais uma reparação - frigorífico Fagor
Enviado por: KammutierSpule em 03 de Janeiro de 2019, 16:28
Sim, faz mais sentido agora! Nesse caso parece ter sido mesmo a idade.
Título: Re: Mais uma reparação - frigorífico Fagor
Enviado por: Njay em 03 de Janeiro de 2019, 18:27
Já agora, não se estragou nada, tenho pouca comida no frigo, compro pequenas quantidades para consumo mais imediato.
Título: Re: Mais uma reparação - frigorífico Fagor
Enviado por: almamater em 04 de Janeiro de 2019, 23:36
As minis nunca se estragam!!  8)

Obrigado pela partilha, aprende-se sempre muita coisa!
Título: Re: Mais uma reparação - frigorífico Fagor
Enviado por: brunus em 04 de Janeiro de 2019, 23:55
Já agora, não se estragou nada, tenho pouca comida no frigo, compro pequenas quantidades para consumo mais imediato.
Como falou em um combinado, tudo que tivesse no congelador vai à vida depois de descongelar.

Evitem mesmo re-congelar porque é mesmo um perigo para a saúde. Ha muita gente que pensa que o gelo mata ou elimina as bactérias, fungos, toxinas, pura mentira, apenas estabiliza a sua multiplicação para níveis perigosos para a saúde. A não ser que se volte a congelar mas após uma cozedura deles. Assim como assim, há quem diga que os frigoríficos deviam ser desinfectados uma vez ao ano e eu acabei por aproveitar o momento.
Título: Re: Mais uma reparação - frigorífico Fagor
Enviado por: Njay em 05 de Janeiro de 2019, 15:27
Por regra não se recongela nada, até há avisos nas embalagens.

Tinha pouca coisa no congelador, consumi quase tudo no mesmo dia.
Título: Re: Mais uma reparação - frigorífico Fagor
Enviado por: r16 em 06 de Janeiro de 2019, 01:34
@njay por acaso esse problema que tinhas fazia com que não aparecesse nada no visor..ou seja nem acendia do mostrador dessa placa?
Pergunto isto porque um colega meu deu me também uma placa dessas para ver se eu reparava e diz que não acende nada no mostrador...será o mesmo problema?

Como posso testar ? Da com multímetro?

Obrigado
Título: Re: Mais uma reparação - frigorífico Fagor
Enviado por: Njay em 06 de Janeiro de 2019, 12:27
O frigorífico estava completamente morto, não acendia nada, não trabalhava nada, nenhum sinal de vida. A placa tem um relé que liga/desliga o compressor, por ordem do microcontrolador; como a fonte de alimentação não funcionava, o micro tb não e o compressor nunca era ligado e estava tudo morto. Hoje em dia quase todos os aparelhos de ligar à tomada (de frigorificos a monitores) têm uma PSU comutada, e quando o problema é "não dá nada", geralmente é pelo menos a PSU está pifada.

Não dá para medir ESR de condensadores com o multímetro. Há aí pela net esquemas de medidores de ESR que nem são complicados de construir. Eu não tenho um mas uso o gerador de funções e o osciloscópio para fazer essa medição.

Não se tratando dum frigorífico igual ou da mesma linha do meu, não dá para assumir que o problema é o mesmo. Numa 1ª fase, mesmo não podendo medir ESR de caps podes medir os díodos, se os enrolamentos do transformador não estão abertos (embora eu nunca tenha visto um transformador pifado), se as resistências de potência (caso haja alguma) não estão queimadas nem com resistência muito alta (tem que dar um valor menor ou igual ao da resistência). Se algum condensador estiver com um ar muito inchado, troca. Também dá para testar o optocoupler, o lado do LED tem 1 a 1.1V no teste de díodo do multímetro, o outro lado dá para testar mas é mais complicado para explicar agora aqui.
Título: Re: Mais uma reparação - frigorífico Fagor
Enviado por: jm_araujo em 06 de Janeiro de 2019, 15:17
O "Transistor Tester"  (que pelos poucos mais de 10€ que custa toda a gente devia ter) mede ESR.
Título: Re: Mais uma reparação - frigorífico Fagor
Enviado por: KammutierSpule em 06 de Janeiro de 2019, 17:08
O "Transistor Tester"  (que pelos poucos mais de 10€ que custa toda a gente devia ter) mede ESR.

Podias dar alguma referencia desse equipamento? .. talvez passando publicidade e alguns links directos para equipamentos que sugiras?  ;)
Título: Re: Mais uma reparação - frigorífico Fagor
Enviado por: jm_araujo em 06 de Janeiro de 2019, 18:10
Se procurares por "Transistor Tester" nas lojas do costume (eBay, AliExpress, banggood) encontras várias versões, em kit ou montadas.
A versão mais recomendada costuma ser a "AY-AT" por ter isso escrito na PCB, mas nas lojas costuma vir com o nome "GM328" (pesquisa por esta referência)
O firmware é open source, original do fórum https://www.mikrocontroller.net/articles/AVR_Transistortester , e apesar da idade (e maturidade), ainda continua a ser desenvolvido em dois ramos concorrentes. O desenvolvedor (Marcus) de um deles participa ativamente no EEVBlog e dá apoio numa thread específica que é das mais longas  do fórum http://www.eevblog.com/forum/testgear/$20-lcr-esr-transistor-checker-project/
Título: Re: Mais uma reparação - frigorífico Fagor
Enviado por: Alfredo Garcia em 06 de Janeiro de 2019, 23:32
As minis nunca se estragam!!  8)


Desculpem o of.
estragam sim, experimenta por duas minis pela primeira vez bem frias, tira uma  até ficar a temperatura ambiente  e depois volta a por no frio, após estar fria abre as duas e compara.
Título: Re: Mais uma reparação - frigorífico Fagor
Enviado por: r16 em 07 de Janeiro de 2019, 07:40
@njay a placa é igualzinha à tua referência e tudo...e o frigorífico também está morto.
Vou tentar mudar só isso também...
Depois se alimentar a placa com os 220 o mostrador deve acender não?
Título: Re: Mais uma reparação - frigorífico Fagor
Enviado por: Njay em 07 de Janeiro de 2019, 16:31
Ok, então se é igual, baril, pode muito bem ser o mesmo problema (ou outro :D)
Eu experimentei no frigorifico, é mais fácil e seguro do que andar a ver que pinos são usados para meter os 230V  e fazer o teste na bancada, mas sim, é possível ligar 230V à placa e ver as luzes e display a acender.
Título: Re: Mais uma reparação - frigorífico Fagor
Enviado por: brunus em 09 de Janeiro de 2019, 16:55
Por regra não se recongela nada, até há avisos nas embalagens.

Tinha pouca coisa no congelador, consumi quase tudo no mesmo dia.
Não é suposto, mas nem fazem a ideia as vezes que isso acontece. Quem é que nunca viu gelo formado em embalagens de produtos congelados dos hipers, quando abrimos praticamente no dia da compra e bem dentro da validade. Mas são outras conversas.

Njay: quando referiu que esteve a analisar alguns dos componentes da placa, teve de os dessoldar e analisá-los à parte ou deu,dá para analisar com eles na placa?
"se os enrolamentos do transformador não estão abertos (embora eu nunca tenha visto um transformador pifado)"

O que é um transformador aberto ou como se "vê" isso? Isto vendo se ele apresenta algum aspecto de queimado nos enrolamentos, medir os ohms nos enrolamentos? E como se conhece os ohms que deve-se ter nos enrolamentos quando muitas vezes essa informação sequer aparece associado a ele, qualquer referência do fabricante ou qualquer maneira de se conseguir sequer pesquisar o datasheet dele já que a maioria costumam ser feitos à medida?

E o datasheet do IC também ajudou para identificar o esquema usado nessa PSU com algum dos exemplos que aparece no datasheet dele?

Título: Re: Mais uma reparação - frigorífico Fagor
Enviado por: vasco em 10 de Janeiro de 2019, 09:54
O "Transistor Tester"  (que pelos poucos mais de 10€ que custa toda a gente devia ter) mede ESR.

Podias dar alguma referencia desse equipamento? .. talvez passando publicidade e alguns links directos para equipamentos que sugiras?  ;)

Vá lá! É assim tão difícil meter "Transistor Tester" na ebay ?
Título: Re: Mais uma reparação - frigorífico Fagor
Enviado por: KammutierSpule em 10 de Janeiro de 2019, 10:14
Vá lá! É assim tão difícil meter "Transistor Tester" na ebay ?

Eu fiz pesquisa, mas como vi que aparecia muita coisa, questionei no sentido de saber alguma recomendação.
Título: Re: Mais uma reparação - frigorífico Fagor
Enviado por: almamater em 10 de Janeiro de 2019, 11:10
Em tempos tb comprei um, até abri um tópico por aqui (https://lusorobotica.com/index.php?topic=8738.msg98113#msg98113)

Comprei no ebay o "2016 EZM328 transistor tester/ ESR / frequency meter / square wave genera KITS"

Gosto bastante dele, recentemente imprimi uma caixa 3D para ele: https://www.thingiverse.com/make:511622

No fórum eevblog há tb um tópico sobre ele: $20 LCR ESR Transistor checker project (http://www.eevblog.com/forum/testgear/$20-lcr-esr-transistor-checker-project/msg195093/#msg195093)

Em tempos havia um problema qualquer com o Firmware em algumas versões mas o meu já não vinha com nenhum problema (já nem sei bem o que era).

Se pesquisares por aqueles termos todos no ebay vais encontrar iguais a este. Posso deixar a imagem na altura do vendedor a quem comprei:
(https://i.postimg.cc/1Vt896d2/tester.png) (https://postimg.cc/1Vt896d2)
Título: Re: Mais uma reparação - frigorífico Fagor
Enviado por: jm_araujo em 10 de Janeiro de 2019, 11:51
Se procurares por "Transistor Tester" nas lojas do costume (eBay, AliExpress, banggood) encontras várias versões, em kit ou montadas.
A versão mais recomendada costuma ser a "AY-AT" por ter isso escrito na PCB, mas nas lojas costuma vir com o nome "GM328" (pesquisa por esta referência)
O firmware é open source, original do fórum https://www.mikrocontroller.net/articles/AVR_Transistortester , e apesar da idade (e maturidade), ainda continua a ser desenvolvido em dois ramos concorrentes. O desenvolvedor (Marcus) de um deles participa ativamente no EEVBlog e dá apoio numa thread específica que é das mais longas  do fórum http://www.eevblog.com/forum/testgear/$20-lcr-esr-transistor-checker-project/
Título: Re: Mais uma reparação - frigorífico Fagor
Enviado por: Njay em 10 de Janeiro de 2019, 13:46
Njay: quando referiu que esteve a analisar alguns dos componentes da placa, teve de os dessoldar e analisá-los à parte ou deu,dá para analisar com eles na placa?

Normalmente analiso com eles na placa, conforme o componente. Sim, é preciso pensar no que se está a fazer, e se uma medida parecer esquisita, em último caso dessoldo uma pata para confirmar.

Citação de: brunus
"se os enrolamentos do transformador não estão abertos (embora eu nunca tenha visto um transformador pifado)"

O que é um transformador aberto ou como se "vê" isso? Isto vendo se ele apresenta algum aspecto de queimado nos enrolamentos, medir os ohms nos enrolamentos? E como se conhece os ohms que deve-se ter nos enrolamentos quando muitas vezes essa informação sequer aparece associado a ele, qualquer referência do fabricante ou qualquer maneira de se conseguir sequer pesquisar o datasheet dele já que a maioria costumam ser feitos à medida?

É muito difícil concluir certezas acerca destes transformadores, exactamente porque são custom. Costumam ter uma resistência muito baixa nos enrolamentos, inferior a 1 Ohm. Um vez tive dúvida sobre se não seria problema do transformador e quis testar se não haveria um curto, então fiz o teste da ressonância (condensador em paralelo, aplicar uma onda quadrada através de um díodo e ver que há a oscilação amortecida), mas isto também não garante que ele está bom porque não sabemos que indutância ele deve ter, podem estar em curto apenas meia dúzia de espiras. De qualquer forma, a única PSU que já vi que tinha o transformador pifado foi porque levou um trambolhão e a ferrite partiu. Os transformadores são mesmo muito robustos face aos componentes que o acompanham. Em caso de sobrecargas e afins, pifam 1º os semiconductores.

Citação de: brunus
E o datasheet do IC também ajudou para identificar o esquema usado nessa PSU com algum dos exemplos que aparece no datasheet dele?

Ajuda muitas vezes sim. Normalmente usam um dos esquemas recomendados na datasheet, ou muito aproximado.
Título: Re: Mais uma reparação - frigorífico Fagor
Enviado por: edeweld em 10 de Janeiro de 2019, 13:49
Vá lá! É assim tão difícil meter "Transistor Tester" na ebay ?

Eu fiz pesquisa, mas como vi que aparecia muita coisa, questionei no sentido de saber alguma recomendação.

É para isso que servem os fóruns!  :D ;)
Título: Re: Mais uma reparação - frigorífico Fagor
Enviado por: brunus em 10 de Janeiro de 2019, 18:07
É muito difícil concluir certezas acerca destes transformadores, exactamente porque são custom. Costumam ter uma resistência muito baixa nos enrolamentos, inferior a 1 Ohm. Um vez tive dúvida sobre se não seria problema do transformador e quis testar se não haveria um curto, então fiz o teste da ressonância (condensador em paralelo, aplicar uma onda quadrada através de um díodo e ver que há a oscilação amortecida)

Pois acho que entendi o teste, mesmo que não faça ideia como fazer esse teste, deve ser um teste com a ajuda dos osciloscópio onde injectas um sinal num terminal e vais analisar o sinal que sai no outro terminal do mesmo enrolamento. Sabendo o sinal de entrada, "se os enrolamentos do transformador não estão abertos", pelo que entendi deve estar a referir à existência de um curto-circuito no enrolamento em algum dos rolamentos principais do transformador, ao existir um curto o sinal começa a propagar-se por dois ou mais caminhos e no sinal de saída deve aparecer muito diferente do sinal que se introduziu. Mas sem dessoldar os terminais, o sinal não pode aparecer no outro terminal pelo próprio circuito da placa e levar a uma conclusão inválida.

E há mais alguns componentes que quando queimados poderem ficar em condução? Os díodos bidireccionais ou daqueles especiais como os díodos Shockley e os Zener podem ficar em condução quando avariam?
Título: Re: Mais uma reparação - frigorífico Fagor
Enviado por: Njay em 10 de Janeiro de 2019, 18:58
É muito difícil concluir certezas acerca destes transformadores, exactamente porque são custom. Costumam ter uma resistência muito baixa nos enrolamentos, inferior a 1 Ohm. Um vez tive dúvida sobre se não seria problema do transformador e quis testar se não haveria um curto, então fiz o teste da ressonância (condensador em paralelo, aplicar uma onda quadrada através de um díodo e ver que há a oscilação amortecida)

Pois acho que entendi o teste, mesmo que não faça ideia como fazer esse teste, deve ser um teste com a ajuda dos osciloscópio onde injectas um sinal num terminal e vais analisar o sinal que sai no outro terminal do mesmo enrolamento. Sabendo o sinal de entrada, "se os enrolamentos do transformador não estão abertos", pelo que entendi deve estar a referir à existência de um curto-circuito no enrolamento em algum dos rolamentos principais do transformador, ao existir um curto o sinal começa a propagar-se por dois ou mais caminhos e no sinal de saída deve aparecer muito diferente do sinal que se introduziu. Mas sem dessoldar os terminais, o sinal não pode aparecer no outro terminal pelo próprio circuito da placa e levar a uma conclusão inválida.

Enrolamento "aberto" quer dizer interrompido, fio partido. Aí terias uma resistência alta. Normalmente meço nos 2 sentidos, para o caso de em um deles haver algum díodo ou similar a afectar a medição.

Um link ao calhas acerca da medição de inductância com o método da ressonância LC:
http://www.electronoobs.com/eng_arduino_tut10_3.php
Uso um gerador de funções e o osciloscópio, mais um cap de 1uF filme e um díodo.

Normalmente não é preciso dessoldar os terminais, os circuitos que lá estão agarrados não influenciam nos testes a não ser que eles próprios estejam em curto (algum díodo, cap, IC), mas isso é fácil de detectar nas medições iniciais aos componentes ao redor.
Já cheguei até a testar o circuito de baixa tensão que as PSU alimentam, simplesmente injectando a tensão de alimentação depois do díodo rectificador. Este díodo não deixa a baixa resistência do enrolamento fazer um curto à alimentação injectada. Fiz isto uma vez porque a reparação da PSU ia ser custosa e queria ter a certeza de que o circuito alimentado estava a funcionar, não fosse eu gastar tempo e dinheiro a reparar a PSU e depois o resto não estar a funcionar (tinha ICs proprietários).

Citar
E há mais alguns componentes que quando queimados poderem ficar em condução? Os díodos bidireccionais ou daqueles especiais como os díodos Shockley e os Zener podem ficar em condução quando avariam?

Os zener pifam sempre em curto. Díodos normais pifam em curto, às vezes em aberto. Nunca vi um díodo schokley :) . As avarias que já reparei têm sempre a ver com ICs controladores de PSU comutada, díodos PN/schottky/zener, caps ou resistências pifadas; 1 vez uma pista partida (esfumou-se!) e outra em aberto por causa de corrosão.
Título: Re: Mais uma reparação - frigorífico Fagor
Enviado por: vasco em 13 de Janeiro de 2019, 10:27
Vá lá! É assim tão difícil meter "Transistor Tester" na ebay ?

Eu fiz pesquisa, mas como vi que aparecia muita coisa, questionei no sentido de saber alguma recomendação.

Escolhe um que tenha o controle rotativo, a versão mais antiga só tem um botão e ás vezes é um bocado chato de usar quando se estão a medir vários componentes.
Quanto à qualidade, já se sabe, se parecer demasiado barato, provavelmente é porque é, tentar escolher um vendedor com boa reputação... Nem sempre as funções de frequencímetro e gerador de pwm estão disponíveis, mesmo quando aparecem descritas na lista, tentar adivinhar pelas fotos se essa placa em particular terá ou não essas funções.
Título: Re: Mais uma reparação - frigorífico Fagor
Enviado por: jm_araujo em 13 de Janeiro de 2019, 12:33
A "GM328" que falei anteriormente cumpre todos esses requisitos, tem botão rotativo, pwm e frequencímetro, e ecrã a cores.
Título: Re: Mais uma reparação - frigorífico Fagor
Enviado por: brunus em 13 de Janeiro de 2019, 20:23
Enrolamento "aberto" quer dizer interrompido, fio partido. Aí terias uma resistência alta. Normalmente meço nos 2 sentidos, para o caso de em um deles haver algum díodo ou similar a afectar a medição.

Um link ao calhas acerca da medição de inductância com o método da ressonância LC:
http://www.electronoobs.com/eng_arduino_tut10_3.php
Uso um gerador de funções e o osciloscópio, mais um cap de 1uF filme e um díodo.

Normalmente não é preciso dessoldar os terminais, os circuitos que lá estão agarrados não influenciam nos testes a não ser que eles próprios estejam em curto (algum díodo, cap, IC), mas isso é fácil de detectar nas medições iniciais aos componentes ao redor.
Já cheguei até a testar o circuito de baixa tensão que as PSU alimentam, simplesmente injectando a tensão de alimentação depois do díodo rectificador. Este díodo não deixa a baixa resistência do enrolamento fazer um curto à alimentação injectada. Fiz isto uma vez porque a reparação da PSU ia ser custosa e queria ter a certeza de que o circuito alimentado estava a funcionar, não fosse eu gastar tempo e dinheiro a reparar a PSU e depois o resto não estar a funcionar (tinha ICs proprietários).
Obrigado pelo esclarecimento.

Citar
Os zener pifam sempre em curto. Díodos normais pifam em curto, às vezes em aberto. Nunca vi um díodo schokley :) .
Também não, mas também não os distinguiria, já que também existem...
https://pt.wikipedia.org/wiki/Diodo_Shockley
Queria escrever schottky e fui googlar para não escrever mal e saiu-me o primo...  ::)
Título: Re: Mais uma reparação - frigorífico Fagor
Enviado por: Njay em 13 de Janeiro de 2019, 21:08
Eu sei que eles existem, mas eu realmente nunca vi nenhum :)
Título: Re: Mais uma reparação - frigorífico Fagor
Enviado por: vasco em 16 de Janeiro de 2019, 12:04
A "GM328" que falei anteriormente cumpre todos esses requisitos, tem botão rotativo, pwm e frequencímetro, e ecrã a cores.

tens razão, aparece um monte deles...
ecran a cores para isto é um abuso... penso eu de que.

só não gosto muito é do desenho do pcb, o autor era fan de curvas a 90º, não percebo a vantagem.
Título: Re: Mais uma reparação - frigorífico Fagor
Enviado por: SerraCabo em 16 de Janeiro de 2019, 18:46
O díodo Shockley não conhecia mas conhecia (da papelada) este:

https://en.wikipedia.org/wiki/Tunnel_diode

Parecem iguais. Ou não?

SC