collapse

* Posts Recentes

PWM com ventoinha por jm_araujo
[Hoje às 11:24]


Frequência máxima de pwm com controlo de duty cycle de 0 a 100% por vasco
[Hoje às 11:23]


MKR Vidor4000 por josecarlos
[Ontem às 21:05]


NiCd por NiMH? por jm_araujo
[Ontem às 11:46]


LusoRobótica - Website - Estado actual por TigPT
[19 de Maio de 2018, 22:34]


Concurso Robô Bombeiro 2018 por Tesla
[18 de Maio de 2018, 11:01]


Trafo Amplificador Behrimger ? por jm_araujo
[16 de Maio de 2018, 18:55]


Alfândega / Taxas Alfandegárias / Portes por Njay
[16 de Maio de 2018, 01:26]


Compra Colectiva à Farnell N3-2018 (Maio 2018) por Hugu
[15 de Maio de 2018, 15:34]


Robô BBC micro:bit controlado com gestos no telemóvel Android por Tayeb
[14 de Maio de 2018, 19:41]

Autor Tópico: Adaptação de transformador 3.0, 4.5, 5.0, 6.0, 7.5, 9.0, 12.0 V 600mA  (Lida 1420 vezes)

0 Membros e 1 Visitante estão a ver este tópico.

Offline edeweld

  • Mini Robot
  • *
  • Mensagens: 439
Boas,

O Dropes neste proejcto http://pdropes.blogspot.pt/search/label/Adapta%C3%A7%C3%A3o%20de%20transformador ficou com um transformador que fornece exactamente a tensão de saída correcta. Se antigamente quando o selector do transformador estava no 6 volts e tinha 6,3V, agora tem exactamente 6V. Foi isto que o Dropes ganhou com este projecto?

Obrigado

Offline jm_araujo

  • Mini Robot
  • *
  • Mensagens: 2.308
  • NERD!
Re: Adaptação de transformador 3.0, 4.5, 5.0, 6.0, 7.5, 9.0, 12.0 V 600mA
« Responder #1 em: 23 de Fevereiro de 2017, 14:28 »
Na versão original se tivesses 6.3V quando escolhes 6V era uma sorte nesses transformadores. A tensão de saída não é regulada e depende fortemente da carga. Em vazio então é mesmo uma desgraça, acho que me lembro de ver mais de 10V com o seletor em 6V nalguns que tinha.

O que me parece que o dropes fez é adicionar um circuito regulador que mantém a tensão estável à saída independentemente da carga.


Offline edeweld

  • Mini Robot
  • *
  • Mensagens: 439
Re: Adaptação de transformador 3.0, 4.5, 5.0, 6.0, 7.5, 9.0, 12.0 V 600mA
« Responder #2 em: 23 de Fevereiro de 2017, 15:04 »
Aquele componente é um 2N2055?  ::) Estou a atirar à sorte  :P Apenas tenho este transistor e o encapsulamento é igual (TO-3)

@Dropes podes partilhar o esquema? Estou a estudar transistores e gostava de perceber como fizeste esse esquema.

Obrgiado

Online dropes

  • Mini Robot
  • *
  • Mensagens: 1.941
Re: Adaptação de transformador 3.0, 4.5, 5.0, 6.0, 7.5, 9.0, 12.0 V 600mA
« Responder #3 em: 23 de Fevereiro de 2017, 21:35 »
Boas
O transístor é um NPN mas não é um 2N3055, é outro com maior ganho, tem um 741 que o controla, não tendo corrente suficiente para a impedância do 3055.

As resistências não são de precisão mas consegui ter valores bem certos, neste momento não tenho esquema do que montei e só poderei colocar aqui no final do próximo mês, de qualquer forma é um seguidor de tensão comum.

Este transformador continuo a usar e tem sido útil para muitas situações apesar das baixas especificações.

Offline edeweld

  • Mini Robot
  • *
  • Mensagens: 439
Re: Adaptação de transformador 3.0, 4.5, 5.0, 6.0, 7.5, 9.0, 12.0 V 600mA
« Responder #4 em: 24 de Fevereiro de 2017, 10:30 »
Boas
O transístor é um NPN mas não é um 2N3055, é outro com maior ganho, tem um 741 que o controla, não tendo corrente suficiente para a impedância do 3055.

As resistências não são de precisão mas consegui ter valores bem certos, neste momento não tenho esquema do que montei e só poderei colocar aqui no final do próximo mês, de qualquer forma é um seguidor de tensão comum.

Este transformador continuo a usar e tem sido útil para muitas situações apesar das baixas especificações.

Para que utilizas-te um ampop? Estive a ver o datasheet e o mesmo é uma montagem não inversora. Vejo um ampop como um amplificador de algo, que pode ser utilizado como um transdutor. Algo que é aplicado quando tens um gap grande entre um patamar de tensão e outro que precisas. Estou certo?

Nota: Ainda estou a estudar electrónica e antes que me caem em cima aviso já que não percebo nada disto  :P Ainda estou a aprender!

Offline jm_araujo

  • Mini Robot
  • *
  • Mensagens: 2.308
  • NERD!
Re: Adaptação de transformador 3.0, 4.5, 5.0, 6.0, 7.5, 9.0, 12.0 V 600mA
« Responder #5 em: 24 de Fevereiro de 2017, 11:05 »
Para que utilizas-te um ampop? Estive a ver o datasheet e o mesmo é uma montagem não inversora. Vejo um ampop como um amplificador de algo, que pode ser utilizado como um transdutor. Algo que é aplicado quando tens um gap grande entre um patamar de tensão e outro que precisas. Estou certo?

Parece que apanhaste alguns termos técnicos que não percebes e os atiraste à parede a ver se colam, acabando por não fazer muito sentido o que escreveste.

Os ampop/opamp são extremamente versáteis, amplificam com um ganho brutal (muitas vezes simplificado nos cálculos como infinito)  a diferença de tensão entre as entradas positiva e negativa. Só assim parece que não servem para grande coisa, mas tornam-se verdadeiramente úteis quando usas feedback e metes à entrada parte do sinal que tens à saída. Isso permite controlar o ganho do circuito de forma calculada, eliminar distorções, e muitas outras soluções.
Podes ler esta AN com vários circuitos possíveis: http://www.ti.com/lit/an/snoa621c/snoa621c.pdf , mas como essa AN há muitas mais de vários fabricantes, procura no google por "Application Note Opamp".

Não vendo o esquema, o que o ampop no circuito do regulador faz  é comparar o valor de tensão à saída com uma referência, e a diferença (erro) atua sobre o transístor, fazendo-o passar mais corrente se a tensão à saída estiver baixa, ou cortando parte da mesma se estiver alta. A vantagem de um opamp nesse circuito é que como tem um ganho elevado, uma pequena diferença fá-lo logo corrigir, não havendo grandes variações de tensão à saída mesmo que a carga não seja constante.

Isto é uma simplificação, quando estudares os mesmos vais entrar muito mais fundo, por exemplo não entrei nos problemas de estabilidade (uma tendência a oscilar por ser demasiado rápido), erros internos, limites de velocidade de resposta, e por aí fora.

PS: Um transdutor costuma ser usado para um componente que transforma uma grandeza física numa tensão/corrente elétrica e vice versa. Por exemplo ultrasons (sensores de estacionamento) ou força fisica (balanças).

« Última modificação: 24 de Fevereiro de 2017, 11:09 por jm_araujo »

Online dropes

  • Mini Robot
  • *
  • Mensagens: 1.941
Re: Adaptação de transformador 3.0, 4.5, 5.0, 6.0, 7.5, 9.0, 12.0 V 600mA
« Responder #6 em: 24 de Fevereiro de 2017, 11:48 »
Bem explicado Araujo  :)
A referência é aplicada por um 7812 e um divisor resistivo comutável, podia ter colocado um zener para os 12V mas ficaria completamente ao lado a referência.

Online dropes

  • Mini Robot
  • *
  • Mensagens: 1.941
Re: Adaptação de transformador 3.0, 4.5, 5.0, 6.0, 7.5, 9.0, 12.0 V 600mA
« Responder #7 em: 24 de Fevereiro de 2017, 21:42 »
Encontrei uma cópia do esquema que tinha feito em papel, pode estar alguma coisa mal mas é +- isto:



O principio de funcionamento encontra-se nesta página:
https://i.stack.imgur.com/h3FoB.png

Offline edeweld

  • Mini Robot
  • *
  • Mensagens: 439
Re: Adaptação de transformador 3.0, 4.5, 5.0, 6.0, 7.5, 9.0, 12.0 V 600mA
« Responder #8 em: 25 de Fevereiro de 2017, 14:05 »
Para que utilizas-te um ampop? Estive a ver o datasheet e o mesmo é uma montagem não inversora. Vejo um ampop como um amplificador de algo, que pode ser utilizado como um transdutor. Algo que é aplicado quando tens um gap grande entre um patamar de tensão e outro que precisas. Estou certo?

Parece que apanhaste alguns termos técnicos que não percebes e os atiraste à parede a ver se colam, acabando por não fazer muito sentido o que escreveste.

Os ampop/opamp são extremamente versáteis, amplificam com um ganho brutal (muitas vezes simplificado nos cálculos como infinito)  a diferença de tensão entre as entradas positiva e negativa. Só assim parece que não servem para grande coisa, mas tornam-se verdadeiramente úteis quando usas feedback e metes à entrada parte do sinal que tens à saída. Isso permite controlar o ganho do circuito de forma calculada, eliminar distorções, e muitas outras soluções.
Podes ler esta AN com vários circuitos possíveis: http://www.ti.com/lit/an/snoa621c/snoa621c.pdf , mas como essa AN há muitas mais de vários fabricantes, procura no google por "Application Note Opamp".

Não vendo o esquema, o que o ampop no circuito do regulador faz  é comparar o valor de tensão à saída com uma referência, e a diferença (erro) atua sobre o transístor, fazendo-o passar mais corrente se a tensão à saída estiver baixa, ou cortando parte da mesma se estiver alta. A vantagem de um opamp nesse circuito é que como tem um ganho elevado, uma pequena diferença fá-lo logo corrigir, não havendo grandes variações de tensão à saída mesmo que a carga não seja constante.

Isto é uma simplificação, quando estudares os mesmos vais entrar muito mais fundo, por exemplo não entrei nos problemas de estabilidade (uma tendência a oscilar por ser demasiado rápido), erros internos, limites de velocidade de resposta, e por aí fora.

PS: Um transdutor costuma ser usado para um componente que transforma uma grandeza física numa tensão/corrente elétrica e vice versa. Por exemplo ultrasons (sensores de estacionamento) ou força fisica (balanças).

E foi assim que o jm_araujo me deu um estalado!  ::) :P
É nisto que gosto no processo de aprendizagem. Quando penso que sei sobre um assunto e falo sobre ele rapidamente percebo que não e que ainda me falta muito para estudar.

jm_araujo obrigado pelo post, vou ler mais uma vez e estudar o mesmo. Mais logo coloco as minha dúvidas.