collapse

* Links de Robótica

* Posts Recentes

Preços e fabricantes de pcb por Sérgio_Sena
[Hoje às 10:20]


Palavras Cruzadas por Njay
[Hoje às 02:24]


Isaac Asimov - I, Robot por senso
[Ontem às 03:41]


Apresentação por TigPT
[17 de Setembro de 2017, 07:31]


ic SL440 da Plessey? por senso
[16 de Setembro de 2017, 13:11]


Compra Colectiva RS-Amidata por brunus
[15 de Setembro de 2017, 22:31]


Ideias para construir um quadrúpede simples por zordlyon
[15 de Setembro de 2017, 10:18]


Preparar bancada de testes por jm_araujo
[14 de Setembro de 2017, 10:24]


Mitos: mudança da ilumação tradicional p/ iluminação a LEDs? por LVirtual
[14 de Setembro de 2017, 07:46]


IPV4 IPV6 por Hugu
[13 de Setembro de 2017, 22:01]

Autor Tópico: ELECTRIC VEHICLE SURGE TECHNOLOGY NO BATTERIES NO GAS  (Lida 1688 vezes)

0 Membros e 1 Visitante estão a ver este tópico.

Offline antonio_jose

  • Mini Robot
  • *
  • Mensagens: 336
    • Facebook:
ELECTRIC VEHICLE SURGE TECHNOLOGY NO BATTERIES NO GAS
« em: 23 de Maio de 2009, 13:12 »
ELECTRIC VEHICLE SURGE TECHNOLOGY NO BATTERIES NO GAS

Gostaria que me dessem a vossa opinião sobre este video  ???


Offline microbyte

  • Mini Robot
  • *
  • Mensagens: 1.322
    • http://ricardo-dias.com/
Re:ELECTRIC VEHICLE SURGE TECHNOLOGY NO BATTERIES NO GAS
« Responder #1 em: 23 de Maio de 2009, 19:29 »
Vejo aí muitas horas gastas, mas isso pode bem ser um grande passo. Isso pode vir a ser o futuro...

Offline Pinguin_007

  • Mini Robot
  • *
  • Mensagens: 38
Re:ELECTRIC VEHICLE SURGE TECHNOLOGY NO BATTERIES NO GAS
« Responder #2 em: 23 de Maio de 2009, 21:36 »
Não existe uma lei da termodinâmica que diz que não existe uma máquina 100% eficiente. Segundo essa lei isso é impossível.

Se for verdade é algo espantoso, é só esperar que produzam em massa para dizer adeus à edp.

Offline microbyte

  • Mini Robot
  • *
  • Mensagens: 1.322
    • http://ricardo-dias.com/
Re:ELECTRIC VEHICLE SURGE TECHNOLOGY NO BATTERIES NO GAS
« Responder #3 em: 24 de Maio de 2009, 12:04 »
Há muitas leis da física que são puras convenções. E esta máquina precisa sempre do empurrãozinho inicial... Há transferência de energia...

Offline TigPT

  • Administrator
  • Mini Robot
  • *****
  • Mensagens: 5.234
    • Tiago Rodrigues
Re:ELECTRIC VEHICLE SURGE TECHNOLOGY NO BATTERIES NO GAS
« Responder #4 em: 24 de Maio de 2009, 12:40 »
Para alem disso os imans não são de energia ilimitada.. tal como se os fazem (carregam-se...) também se gastam!

Aos anos que esperava para ver isto a funcionar... vamos ver se vem mais informação e de boas fontes.

Offline Njay

  • Mini Robot
  • *
  • Mensagens: 3.086
    • Tróniquices
Re:ELECTRIC VEHICLE SURGE TECHNOLOGY NO BATTERIES NO GAS
« Responder #5 em: 24 de Maio de 2009, 15:23 »
Bem que podemos todos esperar sentados...

Offline Rebel

  • Mini Robot
  • *
  • Mensagens: 153
    • Raspberry Pi
Re:ELECTRIC VEHICLE SURGE TECHNOLOGY NO BATTERIES NO GAS
« Responder #6 em: 25 de Maio de 2009, 11:26 »
Ou muito me engano ou isto é mais uma daquelas aldrabices...
Se o motor for 100% eficiente, consegue disponibilizar no veio toda a energia que lhe é fornecida. Se este for ligado a um gerador também 100% eficiente, consegue usar toda a energia aplicada ao veio para gerar energia eléctrica na mesma quantidade, que poderia ser aplicada ao nosso motor e assim ter uma máquina que não usava energia externa. Tudo isto é muito bonito (e possível em teoria) se não fosse uma coisa chamada perdas (perdas térmicas, perdas por indução, perdas por fricção, perdas aerodinâmicas, etc). E mesmos que não existissem perdas, ao usar uma ínfima parte da energia gerada no sistemas para fazer acender um led, iria ter um desequilíbrio entre a energia produzida e a energia que chega ao motor. Logo o sistema ia desacelerar até parar. Na teoria até poderia ter energia ilimitada, mas não a podia usar.

Offline antonio_jose

  • Mini Robot
  • *
  • Mensagens: 336
    • Facebook:
Re:ELECTRIC VEHICLE SURGE TECHNOLOGY NO BATTERIES NO GAS
« Responder #7 em: 25 de Maio de 2009, 21:45 »
Eu acho que tens toda a razão Sr. Rebel

Nesse exemplo de um motor ser ligado atravês do veio a um gerador, e o motor consumindo uma pequena parte da corrente do gerador, seria o mesmo que um transformador, ligava-se o primário ao secundário, ou o mesmo um circuito mais simples um LC.

Apesar do transformador ja não possuir certas perdas como referiste, por exemplo as perdas por fricção e perdas aerodinâmicas, mesmo assim iria ter as outras perdas, se o transformador fosse ideal, por exemplo tensão de entrada no enrolamento primário, voltagem/intensidade 200V/10A e no enrolamento secundário fosse fornecido os 200V/10Amperes e ligar a saida a entrada o mais que poderia acontecer, seria uma oscilação da corrente, bastava um minimo de consumo de corrente electrica e desiquilibrava-se, isto se fosse ideal, mas para o esquema do video ser verdadeiro, no caso do transformador, por exemplo teria de ser assim: enrolamento primário 200V 10A e no enrolamento secundário fosse fornecido os 200V mas com 15 amperes, ou seja ligando a saida a entrada, o transformador se autoalimentava e ainda sobrava 5Amperes que daria para ligar por exemplo uma lâmpada. Se fosse possível, para desligar o tranformador, ou se fazia curto-circuito ou se desligava a saida da entrada, para voltar a funcionar, ai fazia-se o mesmo que no video, mas em vez de ter um motor de arranque/mais uma bateria, teria de se fornecer uma tensão ao transformador, por exemplo apartir de um condensador.

Nos circuitos LC é onde se verifica mais este tipo situações, quando a frequência é elevada, os indutores tem tendencia a ser mais "curtos" ou seja diminui a sua resistência ohmica, diminuindo assim as suas perdas por calor, e como estão e paralelo com os condensadores, a corrente oscila, quando o condensador ta carregado, é feita a transferencia para o indutor, quando o indutor tem corrente transformando-se em energia electromagnetica, essa energia descarrega-se no condensador, havendo perdas por ondas radioelectricas por ser de alta frequencia e por a pequena resistência do indutor/capacitor, neste caso nunca seria possivel gerar corrente como no transformador do exemplo que dei

Desculpem os meus erros, o testamento ser demasiado grande, e de tar mal explicado, mas acho que dá para perceber a ideia

LOOOOOOL
 :-\

Offline antonio_jose

  • Mini Robot
  • *
  • Mensagens: 336
    • Facebook:
Re:ELECTRIC VEHICLE SURGE TECHNOLOGY NO BATTERIES NO GAS
« Responder #8 em: 25 de Maio de 2009, 22:18 »
A palavra LASER em inglês significa Light Amplification by Stimulated Emission of Radiation, ou seja, Amplificação da Luz por Emissão Estimulada de Radiação, em que no primeiro laser a ser construido com uma haste de rubi dois espelhos e um tubo de gás para gerar uma luz flash. principio de funcionamento seria a amplificação da luz em que da exitação de um atomo por um foton se produzia 2 fotons desses 2, 4 e por ai adiante, até que atinja um nível suficientemente grande para se dar a luz laser.

Poderia um dia acontecer/descubrir o mesmo com Transformador do exemplo que dei, em que houvesse um material "desconhecido" que magnetizado com uma pequena corrente/energia, se amplificasse dezenas de vezes mais, mesmo com perdas termicas, perdas por indução, etc, conseguisse produzir mais corrente na saida do que, a que, entrava no enrolamento primário.

Mas mesmo no caso do Laser, construido com um material amplificador, nunca se conseguiria, um laser autoalimentar-se, em que tivesse sempre a emitir luz

Nunca se sabe...

 ;D ;D ;D ;D ;D ;D ;D ;D ;D ;D ;D ;D

Offline tr3s

  • Administrator
  • Mini Robot
  • *****
  • Mensagens: 811
  • char x=1, y=5; x^=y^=x^=y;
Re:ELECTRIC VEHICLE SURGE TECHNOLOGY NO BATTERIES NO GAS
« Responder #9 em: 26 de Maio de 2009, 00:53 »
Muito obrigado Antonio_jose! Boa explicação :D
Tr3s
Daniel Gonçalves

Offline Rebel

  • Mini Robot
  • *
  • Mensagens: 153
    • Raspberry Pi
Re:ELECTRIC VEHICLE SURGE TECHNOLOGY NO BATTERIES NO GAS
« Responder #10 em: 26 de Maio de 2009, 10:07 »
No caso do Laser estás a esquecer-te de um pormenor. É que os Laser's consomem muita energia electrica e são pouco eficientes o que demosntra que não á geração de energia mas sim conversão. ;)

Offline antonio_jose

  • Mini Robot
  • *
  • Mensagens: 336
    • Facebook:
Re:ELECTRIC VEHICLE SURGE TECHNOLOGY NO BATTERIES NO GAS
« Responder #11 em: 26 de Maio de 2009, 13:22 »
Eu na minha opinião acho que para o esquema do video funcionar, teria de ser o seguinte, um motor de alta eficiencia, ligado por um veio a um gerador, depois ligar a saida da corrente do gerador ao motor, e depois transformar todas as perdas em corrente electrica.

Por exemplo as vibrações podia ser aproveitas, para serem transformadas em corrente electrica, neste caso vejo o exemplo de um tipo de microfone que existe que transforma as vibrações do ar (sonoras) em pequenos impulsos electricos, no caso do esquema teriam de ser milhares deles. (o que é possivel)

Depois seria as perdas termicas, não tou a ver se existe algum componente que trasnforme o calor em electricidade, mas se existisse de certo que ja haveria ha muito tempo nos motores dos veiculos em que mais de um terço da energia é perdida em calor, e depois ainda se tem de gastar energia (motoventilador) para refrescar o motor. (não sei se seria possivel)

Para as outras perdas, se no caso não existisse maneira de as converter, ao menos reduzilas ao maximo.

Mas no fundo penso que nunca seria possivel, porque o gerador teria de fornecer muito mais energia do que recebe do motor. ou o motor fornecer muito mais energia (mecânica) do que consumisse.

Ja pensaram se um dia fosse possivel? ja não precisavamos de petroleo nem nada que nos fizesse depender dos outros, e podiamos construir os nossos robôs com energia ilimitada

 8) 8) 8) 8) 8) 8) 8) 8) 8) 8) 8) 8) 8) 8) 8) 8) 8) 8) 8) 8) 8) 8)

Offline antonio_jose

  • Mini Robot
  • *
  • Mensagens: 336
    • Facebook:
Re:ELECTRIC VEHICLE SURGE TECHNOLOGY NO BATTERIES NO GAS
« Responder #12 em: 28 de Maio de 2009, 21:08 »

Infelizmente e resumindo para este video só tenho uma coisa a dizer:

Segundo a teoria de Antoine-Laurent de Lavoisier

"Na Natureza, nada se cria, nada se perde, tudo se transforma."


 :(

Offline antonio_jose

  • Mini Robot
  • *
  • Mensagens: 336
    • Facebook:
Re:ELECTRIC VEHICLE SURGE TECHNOLOGY NO BATTERIES NO GAS
« Responder #13 em: 28 de Maio de 2009, 21:53 »
Sr Rebel no que toca a comparação do laser com o transformador, que por acaso e nem me apercebi que expliquei mal, "que tá sempre acontecer aos piores - lol"

Sim voçê tem razão, no que toca ao Laser de Rubi (no de rubi e nos outros - lol), em que há absorção/conversão de energia, que nesse caso para um laser de cristal rubi será uma lampada flash de alta intensidade, que para gerar essa alta intensidade será preciso muita energia.

Mas se não ouvesse um espelho 100% reflector e outro 99% reflector deixando passar 1% da luz (que será a luz laser) nas extremidades da haste do rubi, esse laser (rubi) sem espelhos comportava-se simplesmente como se fosse um tubo de neon vermelho acesso durante o tempo da luz flash, ou seja a luz teria vários comprimentos de onda dentro do vermelho que ronda os 600nm a 700nm (não serão estes valores é só um exemplo - lol), não seria concentrada (não ha amplificação), as fases não iriam ser em paralelo, ou seja a luz seria mais espalhada...

E assim com espelhos essa luz para além de ser amplificada (porque dois espelhos reflectores em paralelo em que no meio existe algo exitador, essa luz começa a ser amplificada), ou seja, oscilando para um lado e para o outro na ordem dos milhares de Gigahertz, exitando ainda mais os atomos, que por sua vez exitarão outros atomos (quando digo atomos é mais precisamente os ions de cromo) numa unica direção, e assim amplificada milhares de vezes em comparação com a luz de que foi bombiada, normalmente branca), e com as fases todas em paralelo, com um único comprimento de onda...

Bem para quem não percebia como seria feito um laser (que por acaso nunca fiz nenhum - lol), acho que com esta explicação, ficaram com uma ideia, mas quem tiver algum interesse nesse despositivo podem sempre procurar no google que encontram todo o tipo e das mais variadas explicações, e com imagens que torna melhor a compreensão.

E mais uma vez desculpem os meus erros, o testamento ser demasiado grande, e de tar mal explicado, mas penso que dá para ter uma ideia.

Abraço a todos os LusoRobotianos

 ;D ;D ;D ;D ;D ;D ;D ;D ;D ;D ;D ;D ;D ;D ;D ;D ;D