collapse

* Posts Recentes

Esquema electrico de uma tv-box android? por Hugu
[Ontem às 21:54]


strobe lights por Hugu
[Ontem às 00:27]


Silkscreen com efeitos natalícios p/ Eaglecad? por Hugu
[20 de Novembro de 2019, 17:53]


Circuito de proteção para ferro de soldar. por vasco
[20 de Novembro de 2019, 15:27]


Caixa de música por Hugu
[16 de Novembro de 2019, 20:26]


Robot Extreme - Lisboa Games Week 2019 por guilhermexbot
[15 de Outubro de 2019, 15:21]


tecnologias web para servidor num MCU por jm_araujo
[09 de Outubro de 2019, 14:47]


Limitador de corrente simples por jm_araujo
[08 de Outubro de 2019, 10:29]


Assemblagem de PCBs - JLCPCB por jm_araujo
[06 de Outubro de 2019, 13:46]


"Arduino vs PIC" por jm_araujo
[06 de Outubro de 2019, 13:42]

Autor Tópico: Software para organizar componentes  (Lida 3897 vezes)

0 Membros e 1 Visitante estão a ver este tópico.

Offline msr

  • Mini Robot
  • *
  • Mensagens: 796
Re: Software para organizar componentes
« Responder #15 em: 28 de Abril de 2017, 01:59 »
Espero não ter chegado demasiado tarde à conversa.
Usa o BOMER :)

(sou eu o developer)

Se o problema é não correr em Linux, vai deixar de o ser brevemente.
Está planeada uma release para linux, talvez ainda durante a próxima semana.

Ao contrario do PartKeepr, o BOMER está integrado com o Octopart o que permite fazer "auto complete" dos nomes dos componentes (à medida que vais escrevendo) e preenchimento automático de informação relevante (descrição, valor, package, preço em tempo real)

Tens ainda outra vantagem que é o facto de o BOMER estar neste momento a ser activamente desenvolvido e por isso ser possivel integrar rapidamente (bem, tão rapido quanto possivel) sugestões de utilizadores.


Offline KammutierSpule

  • Mini Robot
  • *
  • Mensagens: 1.322
Re: Software para organizar componentes
« Responder #16 em: 28 de Abril de 2017, 02:19 »
sei que o linux/unix em termos de controlo de hardware é mais rapido que o windows e em muitas situaçoes mais eficaz

Não tenho conhecimento para dizer se a determinado nivel é mais rapido ou eficaz.. talvez existam maneiras diferentes .. e se calhar menos compicadas no linux em certas situações do ponto de vista do developer..

No entanto se falarmos mais em termos gerais, eficiência, rapidez, então discordo pois o Windows é melhor, por dois motivos:
- relativamente ao hardware os fabricantes desenvolvem e optimizam mais os drivers para (ou só para) Windows (caso mais notório sao os drivers GPUs).
- o compilador MSVC é (era?) melhor que o GCC, logo se comparar-mos um igual código, ele será mais eficientemente e optimizado no Windows.*

*no entanto pelo pesquisei, nos últimos anos o GCC em geral está tao bom ou melhor que o MSVC,
https://www.g-truc.net/post-0369.html
os rumores que tenho ouvido falar é que a MS tem abandonado a linguagem C/C++ focando-se no C# (no. entanto as coisas lowlevel continuam a ser desenvolvidas em C/C++.. por isso tem sempre que haver uma actualização do compilador em relação aos avanços nos CPUs)
actualmente o Visual Studio ja suporta integração do GCC.








Offline senso

  • Global Moderator
  • Mini Robot
  • *****
  • Mensagens: 9.617
  • Helpdesk do sitio
Re: Software para organizar componentes
« Responder #17 em: 28 de Abril de 2017, 02:41 »
Por muitos e diversos motivos não posso como é óbvio mostrar esse tipo de informação..

Reddit Microsoft Software Swap.

Por acaso já existem uns quantos POS a correr Android, 4.x com kernels de 2011/2012 sem ponta de upates, ligados ás internets, viva a segurança..
Máquinas, hummm, que tipo de máguinas?
Se for linhas de montagem e tiveres lá um ecrã, será um HMI/PLC's e essas tretas hoje em dia é tudo Cortex Ax a correr linux e a mandar comandos para um Mx que trata das entradas/saidas, que sinceramente acho uma parvoíce, já chega a a quantidade de tralha com SCADA pendurados na internet mal configurados com portas/pass's default, ter um kernel linux mal configurado em cima do bolo para brincar com reverse shells e afins para ter ainda mais acesso á rede interna de uma empresa/fábrica, é, deplorável..

O linux pode é ser mais flexivel no que toca a brincar com portas, Win10 não te deixa falar com uma porta paralela, mas olha que elas continuam a existir até nas boards mais recentes, em muitas está por lá um header não populado com uma LPT.

Um compilador estupidamente optimizado é o ICC, mas requer obviamente processador Intel.
Avr fanboy

Offline KammutierSpule

  • Mini Robot
  • *
  • Mensagens: 1.322
Re: Software para organizar componentes
« Responder #18 em: 28 de Abril de 2017, 02:51 »
Uma licença para Windows custa qualquer coisa como 10€, e para retail as chaves ficam a 1-2€ cada..

Onde eu posso comprar uma licença para mim do Windows 10 por esse preço?

O primeiro vendedor que me surgiu, com um numero de vendas que falam por si:
http://www.ebay.com/sch/aapmieco/m.html

Poix nao sei que dizer "legalmente" sobre isso..
antigamente os softwares vinham com keys que eram activadas "offline".. bastava usar uma key qq valida (copiada) ou gerada por um generator...mas isso nao fazia com que eu tivesse licença para usar esse software
Sera que ter essas keys estou na posse legal de uma licença?

vamos considerar que sao "licenças em segunda mão", portanto alguém as comprou em primeira mão, quanto custam essas licenças? com uma factura e papel de licença valido da Microsoft?

este tema, sobre esse vendedor, é discutido aqui:
https://forums.macrumors.com/threads/are-the-ebay-windows-10-oem-licenses-legit.1988507/

Digamos que isso ate pode funcionar para mim pessoalmente.. compro uma key (nao licença?) valida.. aquilo é validado online.. tudo bem.. funciona sempre.. serve-me.
e se eu trabalhar numa empresa que vai instalar X sistemas? (podem ser pessoais ou maquinas / equipamentos q usem PCs e Windows).. também lhes posso sugerir para comprarem as keys no ebay? Serve para eles?





Offline KammutierSpule

  • Mini Robot
  • *
  • Mensagens: 1.322
Re: Software para organizar componentes
« Responder #19 em: 28 de Abril de 2017, 03:20 »
Por muitos e diversos motivos não posso como é óbvio mostrar esse tipo de informação..

as pesquisas que fiz em notícias davam valores perto da centena de $ para licensas (OEM? retail?)

Sugeres que esses preços estao acessíveis aos comuns mortais.
O que procuro é pagar pelos direitos completos de poder usar o software. Ter a factura e o papel da licença das máquinas em caso de uma inspecção.

Se poder fazer isto pelo preço que indicas era óptimo.
Porque nao fazem todos assim?

Máquinas, hummm, que tipo de máguinas?
Se for linhas de montagem e tiveres lá um ecrã, será um HMI/PLC's e essas tretas hoje em dia é tudo Cortex Ax a correr linux

Olha q nao.. se não, nao me estava aqui a chatear :)
Eu ja trabalhei numa empresa que os equipamentos (maquinas) que desenvolvia para linhas de produção /montagem era baseados em computadores normais windows.. ou PCs embutidos windows.
Outras empresas q trabalhei tambem usavam PCs windows para correr serviços simples (tipo gateways serial ethernet)
Outras usavam WindowsCE..

Se vires por ai, ha muitas coisas a correr Windows que não teriam necessariamente dependencia dele ou de drivers...
ate ja coisas feitas em java..

Se estiveres atento ves por exemplo os PCs de ecras de informação e publicidade em lojas e aeroportos.. display do número de senhas.. (quando por algum motivo nao funcionam vê-se q tem o windows a. correr.. ou podes ver o autocolante da licença na caixa..)

Ja dei exemplo de terminais POS, mas também se vêem em outros equipamentos..equipamentos de teste.. estou a falar de coisas que o utilizador da máquina nao é suposto ter acesso ao SO.

Na minha opinião quem decide o SO neste tipo se equipamentos, decide "so porque sim.." porque é o que "toda a gente conhece ou esta habituado a usar" e supõe que os software developers estão mais confortáveis e perferem o Windows..

isto para mim foi válido por muito tempo porque na altura destas decisões o linux nao estava tao proliferado como agora..
se calhar futuramente quem decide também podera considerar Linux se ele próprio ja estiver familiarizado ou os seus pares com ele(linux)..

até lá.. paga-se as licenças ah Microsoft e "nao se pensa mais nisso"..





Offline senso

  • Global Moderator
  • Mini Robot
  • *****
  • Mensagens: 9.617
  • Helpdesk do sitio
Re: Software para organizar componentes
« Responder #20 em: 28 de Abril de 2017, 04:48 »
Se queres uma fatura, compras uma licença numa loja(que são 80-120€ para um Windows 10 normal, e 120-150€ pelo Pro), se queres comprar 10 ou 20 ou 50 ou 100, falas com a MS e pedes um pacote para empresa.
Essas chaves a 10-20€ são chaves compradas em volume, pelo TOS da MS sim, são ilegais, mas são legítimas(no sentido em que não são repetidas nem vendidas 10 vezes), tenho dois Windows 8.1 Pro por 25€ cada a funcionar á mais de um ano, estão activados e são legítimos desde o dia que as comprei, se fosse para uma empresa, compras um pack de chaves..
https://www.microsoft.com/Licensing/servicecenter/default.aspx

Preços para volumes na gama de milhões de chaves não vais encontrar na Internet, terás de negociar com a MS, agora só acreditas ou não, mas nenhum OEM de pc's/portáteis paga sequer 5€ por cada chave que vem incluida no sistema. Se te custa a entender o non disclosure, pensa que é como a tua mesa/bancada de 4 pernas, its a secret, e nunca disse que estão acessiveis ao comum dos mortais, alias o nome da licença OEM dá para entender que não é retail.
Quer dizer, até está, se comprares um portátil com Windows 8 para cima tens lá uma licença OEM enfiada numa tabela da BIOS, não podes é comprar outra, mas podes usar á vontade qualquer outra licença.

Preços á solta na internet não encontras, depende do mercado, das quantidades e do que queres, mas 5 chaves de Windows+MS+Skype enterprise+Office+ferramentas de gestão vai-te saber ai a 1000€, se é caro ou barato, só depende de quanto é que a tua empresa paga, uma licença de CATIA também são 10 mil € e quem precisa dele para fazer dinheiro paga e pronto.
Tens de te lembrar que estás a comprar suporte, e antes que me digas que Linux é de graça remeto-te para aqui:
https://www.redhat.com/en/store/linux-platforms

São 100€ tal e qual uma chave de Windows 10 para um Linux com self-support durante UM ano:
https://www.redhat.com/en/store/red-hat-enterprise-linux-developer-suite#?sku=RH2262474

E eu conheço umas quantas empresas que fazem dessa maquinaria á medida e usam coisas específicas para o assunto e nada corre Windows, painéis informativos, sim, costumam correr Windows, mas o mais facil é ligares ao gajo que os faz, maior parte dos que se vêem por cá são feitos em Braga se não estou em erro, e sim, aquilo tem um pc, usa Windows porque muito provavelmente quem os programou estava mais á vontade em gerir um parque de sistemas Windows que Linux, e como já dito acima, linux com suporte para o mundo empresarial também não é sacar o ubuntu e cruzar as pernas..

Windows CE está um bocado/praticamente morto, logo isso deve ter sido á uns anos, tens actualmente coisas como isto:
http://www.profaceamerica.com/en-US/content/programmable-hmi

PLC+HMI touchscreen tudo em um, estupidamente rápido de se desenvolver nesse sistema, o IDE tanto programas o lado do PLC como o HMI com montes de ferramentas de design do GUI, e como esse, tens mais, e olha que esses não correm Windows.

Vamos então supor que neste lindo e florido mundo idílico em que ninguém paga por Software, vais-me dizer que vão ser 20 neck-beards que vão continuar com o linux e não empresas como a Red Hat ou a Canonical a pagar a devs que trabalham 8h+ por dia no SO e que são pagos para o fazer, ou o Open Office ou lá como se chama esta semana o fork que está na moda que começou como um projecto da Sun.
Ou os gajos da AMD, e da Intel, e da Nvidia que fazem drivers para linux dos seus componentes.

Eu não entendo a azia com a MS, se achas que é um bicho papão, podes sempre ter uma distro tua de linux e ofereces suporte, otimização e updates de segurança de borla.

Este post pode(vos) soar estupidamente arrogante, mas faz-me confusão como é que não entendem que FOSS não é de todo um modelo de negócio funcional, porque o exemplo de sempre (Unix) é feito por pessoal pago para o manter, e se querem suporte que não seja um post num fórum(e rezem ao robot jesus que o que rebentou não seja as internetz) e esperar que alguém saiba a solução, para usar em casa, epá, se calhar até podes tolerar estar sem pc, para uma empresa teres uma pessoa que depende do pc, ficar sem ele por um bug e a tua resposta, é espera que alguem responda, lol, alguem ia ser despedido bem depressa..

E quanto a equipamentos sem licença, tens montes de portateis sem SO no mercado, e qualquer desktop que montes ás peças tambem não terá qualquer licença incluida em nenhum dos componentes.
« Última modificação: 28 de Abril de 2017, 05:13 por senso »
Avr fanboy

Offline KammutierSpule

  • Mini Robot
  • *
  • Mensagens: 1.322
Re: Software para organizar componentes
« Responder #21 em: 28 de Abril de 2017, 13:05 »
Obrigado aí pela melhor clarificação das licenças. Mas como referes ao nível pessoal não é assim tao barato. A melhor forma é de certo modo usar a licença (que supostamente nao custou "nada") OEM que veio com os PCs.

Side question: de que modo posso usar a licença / key OEM que veio no PC/portatil e ir instalar (e eventualmente legalmente fazer upgrade) do Windows? Ha algum site que possa verificar a licença ou como sei qual a licença que veio no PC? (se nao estiver no autocolante? :S)

Eu não entendo a azia com a MS, se achas que é um bicho papão, podes sempre ter uma distro tua de linux e ofereces suporte, otimização e updates de segurança de borla.

Não tenho nenhuma azia ou bicho com MS, como já disse em cima, quem poder usa e quem precisar tem de usar.
Podes achar que eu sou biased mas nao sou, defendo mais que as coisas sejam feitas de modo a dar mais opções a quem usa SOs.
Custa-me ver quem faz aplicações que podiam ser feitas de modo a correr em multi OS que limitem a penas ao Windows.. porque "eu só gosto de Windows por isso vou obrigar os outros a só dependerem do Windows"
as vezes até são aplicações que nativamente já correm em multi OS (eg: Java based ou scripts ou mesmo C#)

E é o que muitas empresas que desenvolvem tools tem feito ultimamente, exemplo para os IDEs para microcontroladores,etc, que eram baseados em Eclipse passaram a lançar a versao para os dois OS...

Nos dias de hoje em minha opinião, em termos gerais, é muito simples criar aplicaçoes multi OS sem haver grandes dores cabeça com diferenças ou esforço de portar a coisa de um para o outro.. tudo depende de como a arquitectura do software é pensado.

Se considerares outras areas de Software, para aplicações web / ethernet / basedados etc, mesmo soluçoes proprietarias tem suporte para ambos OS, até porque como o produto foi desenvolvido usou linguagens (script, etc) que sao multi OS.
Ou seja, existem muitos produtos que não foram desenvolvidas pelas típicas linguagens e ambientes da MS (Visual x / .NET etc) e que se calhar de raíz ja tiveram de ser pensados para multi OS.
Talvez por isso (fortemente influenciado pelas areas web/internet) a Microsoft está a começar a integrar módulos que provem do Linux (BASH, ubuntu,etc)
Anteriormente já havia algumas soluções para criar um ambiente unix em Windows (o MingGW)
estes ambientes, mesmo para quem vá desenvolver soluções proprietárias eventualmente recorrendo a bibliotecas ou modulos GNU ou opensource, são muito mais fáceis de trabalhar e gerir do que tentar fazer as coisas em ambiente MSVisual..



Esta discussão começou porque o @edeweld queria uma solução multiplataforma e não queria ficar preso ao Windows.
O @MSR já veio aqui responder que também irá suportar Linux.
Seria interessante o MSR falar-nos da experiência, dificuldades, diferenças que teve em suportar os dois OS.



Este post pode(vos) soar estupidamente arrogante, mas faz-me confusão como é que não entendem que FOSS não é de todo um modelo de negócio funcional

Eu nunca pensei muito nisso.. não tenho conhecimento nem capacidade filosofica para visualizar e avaliar isso.
Em relação ao aspecto "sustentavel" de usar FOSS, a minha posição é a mesma de quem instala software proprietário pirata e não pensa "estas pessoas também precisam de pao para comerem.. e eu estou a roubar-lhes / não lhes estou a pagar os direitos que eles moral e legalmente merecem" - I don't care, nem penso nisso...