collapse

* Links de Robótica

* Posts Recentes

Feira de electricidade e eletrónica por artur36
[Ontem às 23:07]


Power_OK Enermax por almamater
[Ontem às 12:10]


Recomendação de um opamp para um DAC r2r por jm_araujo
[23 de Novembro de 2017, 10:48]


RN42 e TP-Link MR3020 por doiga
[22 de Novembro de 2017, 19:22]


Ajuda Projecto IR / RF por senso
[22 de Novembro de 2017, 13:15]


Ideias para construir um quadrúpede simples por dropes
[21 de Novembro de 2017, 22:43]


Ajuda com TRIAC por senso
[17 de Novembro de 2017, 18:00]


TV LG White Screen por almamater
[15 de Novembro de 2017, 08:37]


Pergunta sobre prototipagem ( Pesquisa ) por luisjustin
[14 de Novembro de 2017, 23:22]


Medir Agua que está no Poço por Njay
[14 de Novembro de 2017, 13:28]

Autor Tópico: Preparar bancada de testes  (Lida 2527 vezes)

0 Membros e 1 Visitante estão a ver este tópico.

Offline filjoa

  • Mini Robot
  • *
  • Mensagens: 212
Preparar bancada de testes
« em: 28 de Agosto de 2017, 21:09 »
Viva
Estou a projectar a minha offina de lazer e reparações, mas estou aqui com um problema que não sei b3m como resolver...

Pretendia ter umas tomadas AC 230V para testar diferentes equipamentos, de maneira que devia ter algo que me limita-se a corrente e protegesse de meter o quadro principal abaixo...
Inicialmente estou a pensar colocar da seguinte forma (uma tomada por cada disjuntor):
Diferencial 25A 30mA
- disjuntor 6A
- disjuntor 10A
- disjuntor 16A
Diferencial 25A 300mA
- disjuntor 6A
- disjuntor 10A
- disjuntor 16A

Conhecem outra forma de ter alguma coisa para testes a 230V controlando a corrente?

Cumps

Offline KammutierSpule

  • Mini Robot
  • *
  • Mensagens: 1.142
Re: Preparar bancada de testes
« Responder #1 em: 28 de Agosto de 2017, 22:58 »
Nao percebo nada da area,
mas existem duas opcoes que me ocorrem, transformadores 1:1 (auto transformadores?)
e existem uns transformadores 1:1 digitais que limitam a corrente, controlam tensao.. etc

o problema eh que os mais simples / baratos poderao nao aguentar com essas correntes que necessitas..

Offline senso

  • Global Moderator
  • Mini Robot
  • *****
  • Mensagens: 9.402
  • Helpdesk do sitio
Re: Preparar bancada de testes
« Responder #2 em: 28 de Agosto de 2017, 23:28 »
Auto-transformadores não são isolados!
Um transformador de isolamento 1:1 poderá dar jeito, mas cuidado! Dá jeito para medir coisas referênciadas á fase/neutro com osciloscópio sem teres de ter pontas diferenciais, mas mesmo assim, CUIDADO, quando mudas as referências das coisas o que antes era seguro torna-se inseguro ou mesmo mortal..

Um Variac é tido como super util para brincar com 230v, mas só te altera a tensão, limitar corrente em AC é algo mais chato, podes usar um TRIAC, mas muita electrónica não vai achar piada a 230v chopped, e mesmo coisas eletromecânicas vão-se passar.
Avr fanboy

Offline jm_araujo

  • Mini Robot
  • *
  • Mensagens: 2.167
  • NERD!
Re: Preparar bancada de testes
« Responder #3 em: 28 de Agosto de 2017, 23:35 »
Normas de instalações elétricas sei só o básico, mas a tua ideia parece-me má como a colocas
Os disjuntores térmicos não são para proteger os equipamentos, mas sim as instalações. Quando disparam já os estragos vão longe.
Também não entendi a razão de dois diferenciais. Num equipamento em bom estado a corrente aceitável à massa é 0(zero). Se tiveres mais que 0 esse é o principal problema a resolver pois está em questão a segurança de quem opera o equipamento. E por isso acho que um diferencial basta, mas o mais sensível que puderes arranjar. E confirma que tem boa terra!

Não sei que alternativas existem a disjuntores térmicos, mas não me admira que exista algo mais rápido a cortar e que seja também regulável, é ver os catálogos das marcas desse gênero de equipamento (ABB, Schlumberger, Schneider(ex Merlin Gerin), etc).
Um auto-transformador também pode ser útil para poder ir subindo a tensão gradualmente e manter um olho na corrente para evitar estragos de maior.

E uma das melhores regras que vi até hoje é manter sempre uma mão atrás das costas/no bolso quando se lida com tensões altas. Num azar o caminho da corrente não será através do peito/coração, e pode-se evitar a pior consequência...
« Última modificação: 28 de Agosto de 2017, 23:39 por jm_araujo »

Offline Hugu

  • Mini Robot
  • *
  • Mensagens: 5.490
  • Keyboard not found. Press any key to continue.
    • [url=www.g7electronica.net]G7 Electrónica.net[/url]
Re: Preparar bancada de testes
« Responder #4 em: 29 de Agosto de 2017, 02:40 »
E uma das melhores regras que vi até hoje é manter sempre uma mão atrás das costas/no bolso quando se lida com tensões altas. Num azar o caminho da corrente não será através do peito/coração, e pode-se evitar a pior consequência...

fiquei curioso com a dica que deixaste..é mesmo uma dica verdadeira?..é que ao estar a trabalhar só com uma mão está-se a aumentar a probabilidade de acontecer a asneira ..mas ter a mão no bolso das calças?..é que o caminho mais facil/curto entre uma mão e os pés é passar pelo corpo e não dar a volta pelo outro braço que está a tocar em tecido...
« Última modificação: 29 de Agosto de 2017, 02:43 por Hugu »

Offline LVirtual

  • Mini Robot
  • *
  • Mensagens: 373
  • http://www.s-tronika.com
    • S-Tronika - Serviços Técnicos de Electrónica
Re: Preparar bancada de testes
« Responder #5 em: 29 de Agosto de 2017, 10:36 »
Viva
Estou a projectar a minha offina de lazer e reparações, mas estou aqui com um problema que não sei b3m como resolver...

Pretendia ter umas tomadas AC 230V para testar diferentes equipamentos, de maneira que devia ter algo que me limita-se a corrente e protegesse de meter o quadro principal abaixo...
Inicialmente estou a pensar colocar da seguinte forma (uma tomada por cada disjuntor):
Diferencial 25A 30mA
- disjuntor 6A
- disjuntor 10A
- disjuntor 16A
Diferencial 25A 300mA
- disjuntor 6A
- disjuntor 10A
- disjuntor 16A

Conhecem outra forma de ter alguma coisa para testes a 230V controlando a corrente?

Cumps

Esses aparelhos electricos protegem-te a instalaçao electrica e eventualmente a tua pessoa de apanhares descargas mortais.
Se queres proteger tambem o quadro usa tomadas duplas ou triplas conforme te der mais jeito com interruptor e  fusiveis bem dimensionados. Existem a venda em qualquer loja de chines e tambem nas melhores casas de material electrico. agora parecia um anuncio da Tv... ;)

Resta saber que tipo de equipamentos queres testar/brincar.
Sendo possivel usa alimentaçoes de 24 ou 12 volts. Com fontes comutadas tens boas alimentaçoes para brinquedos para alem de ja terem circuitos e fusiveis de proteção.

Se vais ter varios equipamentos ligados em simultaneo num disjuntor o de 6 amperes e o de 10 nao te servem de muito.
O que é obrigatorio pelos regulamentos das instalaçoes electricas, é tomadas com disjuntor de 16 amperes e iluminaçao com disjuntores de 10 Amp.

O Diferencial so se aplica o de 30 miliamperes nas casas de banho e cozinhas e outros locais onde se lide com agua. Para instalaçoes a "seco" aplica-se o de 300 mA.

Alem disso convem que todas as partes metalicas da bancada estejam ligadas a terra. senao nao te serve de nada teres diferenciais no quadro.

Tudo isto consta dos regulamentos das instalaçoes electricas feitos pela Certiel. ;)
"O defeito mais grave dos humanos, aquele que coloca mais obstáculos à sua evolução, é a crença profundamente arreigada na infalibilidade dos seus raciocínios e dos seus pontos de vista."

Offline filjoa

  • Mini Robot
  • *
  • Mensagens: 212
Re: Preparar bancada de testes
« Responder #6 em: 29 de Agosto de 2017, 12:15 »
viva

isto não é para passar em nenhuma certificação,

unicamente tenho uma bancada de testes para tensões reduzidas até 30VDC c/ 10A, no entanto, uma vez que estou a projectar um aumento à minha zona técnica, gostava de ter tb uma banca de testes para aparelhos 230V, pois por vezes aparecem cá vários para reparar, cuja potencia já é considerável.

o que idealizei com o modelo acima é só, testar por exemplo motores...

se me chega um motor que eu sei que o consumo maximo é de 2A, mas que está a colocar o diferencial do cliente abaixo, depois de verificar o que ele tem, sejam rolamentos, escovas ou bobines danificadas, com a bancada que estou a projectar, depois do motor reparado ia o ligar na tomada de 6A para verificar se continuava a consumir muito...

andei a procura de disjuntores que regula-sem corrente, mas não encontrei...

devia ser algo tipo isto:
http://www.vivacity.com.br/website/exibe_txt.asp?conteudo_txt=1051&link=produtos
http://www.intelengi.com.br/produtosDetalhes.asp?id=249&link=Manuten%E7%E3o%20e%20teste%20de%20motores%20el%E9tricos%20-%20BP1&subCat=138&idCat=98

cumps
 
« Última modificação: 29 de Agosto de 2017, 12:31 por filjoa »

Offline LVirtual

  • Mini Robot
  • *
  • Mensagens: 373
  • http://www.s-tronika.com
    • S-Tronika - Serviços Técnicos de Electrónica
Re: Preparar bancada de testes
« Responder #7 em: 29 de Agosto de 2017, 15:02 »
um motor que deita um diferencial abaixo é porque tem uma passagem de corrente á terra. isso consegues detectar com um simples multimetro medindo as bobines entre si e entre as mesma e a massa.

se usares um amperimetro em serie com a alimentaçao do equipamento e sabendo de antemao qual o consumo do mesmo consegues verificar se ha excesso de consumo ou nao.

e se tiveres umas tomadas com interruptor e fusivel e se tiveres a mao que fica atras das costas junto ao botao da tomada, e se ligares o botao e começar a sair faiscas por todo o lado so tens que reagir em um segundo e desligar o botao.
isto imaginando o pior cenario de todos.
coisa que nao é assim tao corriqueiro acontecer quando se faz reparaçao ou manutençao de equipamentos electricos a 230 V.

No caso basta-te ter alguma capacidade de discernimento quando algo nao esta a correr bem para desligares o interruptor da tomada a tempo.

quando se lida com tensoes de 230 Volts para baixo as coisas nao explodem assim como se estivessem alimentadas a 10 Kvolts e 500 amperes...

Tambem nao é preciso exagerar no panico da eletricidade...
"O defeito mais grave dos humanos, aquele que coloca mais obstáculos à sua evolução, é a crença profundamente arreigada na infalibilidade dos seus raciocínios e dos seus pontos de vista."

Offline senso

  • Global Moderator
  • Mini Robot
  • *****
  • Mensagens: 9.402
  • Helpdesk do sitio
Re: Preparar bancada de testes
« Responder #8 em: 29 de Agosto de 2017, 18:59 »
Se calhar medir resistência e/ou continuidade antes de ligar coisas á tomada, não se perde nada..
E 230v dá para rebentar com muita coisa..
Já dancei agarrado a 230v trifásico, portanto 400 e picos volts, e espero não voltar a repetir a experiência, foram os 15-20 segundos mais longos da minha vida(ou pelo menos fica em segundo lugar quando me ia afogando numa praia com 12-13 anos).

O primeiro passo para a coisa correr mal é subestimar as coisas, cria-se um ambiente de á vontade que leva a erros.
Avr fanboy

Offline filjoa

  • Mini Robot
  • *
  • Mensagens: 212
Re: Preparar bancada de testes
« Responder #9 em: 29 de Agosto de 2017, 19:52 »
eu se calhar nao me estou a expressar bem...

eu nao tenho qualquer equipamento de momento com problemas ou não faço os devidos testes antes de ligar os equipamentos que se encontram danificados.

mas por vezes um tipo precisa de fazer varias experiências, sabe-se lá do quê em que é conveniente ter as respectivas protecções não só para nos protegermos, como também não ter de ouvir a mulher a dizer "porque raio foi a luz novamente abaixo..." :P

a bancada de testes serve precisamente como usar uma fonte DC que usamos numa bancada em vez de um simples transformador, que na maior parte dos casos até servia...

eu dei esses exemplos nas fotos, porque são bancadas parecidas com as da universidade, que não sei se se compra ou se a fazemos...

cumps

Offline Alfredo Garcia

  • Mini Robot
  • *
  • Mensagens: 401
Re: Preparar bancada de testes
« Responder #10 em: 29 de Agosto de 2017, 22:50 »
Como já disseram o melhor é medir primeiro, resistência das bobines, passagem a terra, etc. para ver se se detetam anomalias.
Para evitar de mandar o diferencial da casa abaixo, tens de ter um transformador de isolamento e um diferencial a seguir para segurança, um diferencial com uma corrente abaixo do diferencial do quadro é uma pequena ajuda( no caso de não utilizar o transformador), mas por vezes o defeito de corrente manda tudo a baixo.
Para limitar a corrente tens o disjuntor de proteção de motor que por norma tem afinação e botões de armar/desarmar, tens com varias gamas de corrente, onde podes afinar para a especifica do que estás reparando.
http://www.tme.eu/pt/details/gv2me14/disjuntores-para-protecao-de-motor/schneider-electric/?brutto=1&currency=EUR&gclid=Cj0KCQjwoZTNBRCWARIsAOMZHmE8Q4qk21ciDEviSulev1zT7JitGIs3fSfux_US3yY0NBqjAkrsh_IaAr4-EALw_wcB

No caso de utilizar algo que possas desligar/ligar para alimentar algo que estejas reparando aconselho por duas lâmpadas de sinalização para servir de chamada de atenção de que se tem corrente ativa.
PDI

Offline Hugu

  • Mini Robot
  • *
  • Mensagens: 5.490
  • Keyboard not found. Press any key to continue.
    • [url=www.g7electronica.net]G7 Electrónica.net[/url]
Re: Preparar bancada de testes
« Responder #11 em: 30 de Agosto de 2017, 03:17 »
Acho que o filjoa só quer ter um mini-quadro para ensaiar elementos que usam a rede electrica AC e evitar que mande o quadro da casa a baixo sempre que ha um curto ou problema no sistema electrico do equipamento.. acho que muitas bancadas de ensaio veem com um quadro para as tomadas que existem na bancada, para evitar mandar a baixo o quadro geral smp que ha um ensaio com curtocircuito ou quando ha um dedo humano a tocar onde nao deve.. e deve haver soluçoes plug-and-play para bancadas. Já viste nos AKIs e lojas do género?


Offline LVirtual

  • Mini Robot
  • *
  • Mensagens: 373
  • http://www.s-tronika.com
    • S-Tronika - Serviços Técnicos de Electrónica
Re: Preparar bancada de testes
« Responder #12 em: 30 de Agosto de 2017, 08:12 »
Já dancei agarrado a 230v trifásico, portanto 400 e picos volts, e espero não voltar a repetir a experiência, foram os 15-20 segundos mais longos da minha vida.

ja me aconteceu a mesma coisa com uma maquina de soldar por pontos trifasica 400 V...
tinha eu 15 anos. aconteceu na fabrica de aquecedores onde trabalhava na altura.
o cabo da maquina estava por baixo dos pes metalicos do banco onde eu estava sentado e claro que de tanto uso,
o isolamento do cabo ja estava todo ratado.

Nunca consegui determinar com exactidao o tempo em que estive do "lado de lá" depois de começar a ver tudo branco, mas tambem deve ter sido uns 10 segundos.
quando dei conta estava a mais de 20 metros da maquina com dois colegas ao meu lado e ainda se ouvia o eco dentro do armazem do grito que eu dei...
Foi so o que consegui fixar daquele momento.
Só sei que fiquei com tres pontinhos marcados no dedo que encostou na estrutura do banco durante varias semanas.
Serviu para nunca mais ter acidentes electricos nos ultimos 36 anos...


e agora voltando ao topico:

Para uma uma segurança minima e confortavel, um disjuntor de 16 amperes e diferencial de 300 mA a protegerem directamente a tomada usada para testar os motores será suficiente para nao andar sempre a deitar o quadro abaixo. mas tambem convem que o material seja de boa qualidade senao é capaz de nem disparar a proteção.

Se a tomada for daquelas com fusivel (basta um de 2 Amp no maximo) e se tiver em serie um amperimetro e em paralelo um voltimetro daqueles analogicos como aparecem nas fotos que o filjoa meteu aqui e se forem feitos primeiro testes fisicos e visuais ao motor antes de o mesmo ser ligado, nao acredito que a casa exploda ou a bancada ou ate mesmo o tecnico ficar com os cabelos em pé e com a cara toda mascarrada como acontece nos filmes para rir.
"O defeito mais grave dos humanos, aquele que coloca mais obstáculos à sua evolução, é a crença profundamente arreigada na infalibilidade dos seus raciocínios e dos seus pontos de vista."

Offline artur36

  • Mini Robot
  • *
  • Mensagens: 776
Re: Preparar bancada de testes
« Responder #13 em: 30 de Agosto de 2017, 10:15 »
Para uma protecção relativamente simples crias um pequeno quadro parcial com protecções mais finas que as existentes a montante no ramo que vai alimentar esse quadro.
Se vais alimentar a partir de um diferencial com 300mA de sensibilidade (o standard para aplicações domésticas em zonas "secas") usas no teu quadro parcial um diferencial de 30mA (normalmente usado nos circuitos de zonas "húmidas", casas de banho e afins), por norma a diferença de sensibilidades vai-te garantir alguma seletividade e "proteger" os restantes circuitos da casa de disparos por falhas na tua bancada (dispara o diferencial da tua bancada e isola o defeito antes de disparar o diferencial do quadro principal).
Quanto aos disjuntores deves garantir uma protecção também mais fina do que a existente no quadro principal, para isto colocas um disjuntor com um limite de corrente abaixo do que existe no quadro principal e com uma curva de disparo mais rápida (provavelmente tens disjuntores de curva C no quadro principal logo terias de colocar curva B no quadro parcial) assim garantes seletividade em caso de sobretensão, o caso de curto-circuito é mais complicado pois nos equipamentos de proteção standard o corte por curto-circuito é "imediato" pelo que sem mexer no quadro principal podes sempre em caso de curto-circuito ter um disparo intempestivo das protecções do quadro principal.
Se queres um proteção fina no caso de sobretensões usas um disjuntor-motor que te permite regular o grau de proteção dentro de uma certa gama, se os motores que pretendes testar forem de um modo geral todos idênticos, por exemplo motores de máquinas de lavar ou outros electrodomésticos de baixa potência safas-te com apenas um disjuntor-motor, se quiseres testar uma maior gama de potências terás que ter vários disjuntores-motores pois a sua gama de ajuste é relativamente reduzida.

Offline vasco

  • Mini Robot
  • *
  • Mensagens: 83
Re: Preparar bancada de testes
« Responder #14 em: 03 de Setembro de 2017, 02:14 »
A acreditar no que se lê na Net a única maneira de ter uma proteção real para dentro da bancada é ter um transformador de isolamento que assegura a separação galvânica com a rede. Mas como já foi dito pode complicar algumas medições.
A associação que normalmente se encontra de transformador de isolamento com o variac terá mais a ver com a metodologia de teste que usam para testar os equipamentos, começam por testar a 'vitima' a uma voltagem baixa. :-D

A mão no bolso tem com ser complementada com solas de borracha...
Pergunto-me se não haverá uma pulseira semelhante ás que se usam por causa da eletricidade estática mas que sirva ou para descarregar logo para a terra tensões perigosas ou para disparar um equipamento qq de proteção.
« Última modificação: 03 de Setembro de 2017, 02:17 por vasco »