collapse

* Posts Recentes

Autor Tópico: Plataforma Fritzing  (Lida 3867 vezes)

0 Membros e 1 Visitante estão a ver este tópico.

Offline jm_araujo

  • Mini Robot
  • *
  • Mensagens: 2.528
  • NERD!
Re: Plataforma Fritzing
« Responder #15 em: 26 de Janeiro de 2018, 12:29 »
...Eagle parou no século passado...
Não parou nada. Da versão 6 para a 7 atualizaram os icones, e quando saiu a 8 reviram outra vez os mesmos. Sempre a evoluir!!!

O Fritzing só para diagramas (diferente de esquemas!). É bom para ilustrar como se faz as ligações a uma breadboard ou entre módulos, torna-se muito rápido e prático. É uma espécie de Visio para eletrónica.

Está aqui um artigo que demonstra bem as limitações do fritzing: https://hackaday.com/2016/10/11/creating-a-pcb-in-everything-friends-dont-let-friends-use-fritzing/
O texto é bastante completo.
E concorda com o que eu dizia: "greatest use case for Fritzing is creating graphics of breadboard layouts"


Offline LVirtual

  • Mini Robot
  • *
  • Mensagens: 472
  • http://www.s-tronika.com
    • S-Tronika - Serviços Técnicos de Electrónica
Re: Plataforma Fritzing
« Responder #16 em: 26 de Janeiro de 2018, 12:34 »
...Eagle parou no século passado...
Não parou nada. Da versão 6 para a 7 atualizaram os icones, e quando saiu a 8 reviram outra vez os mesmos. Sempre a evoluir!!!

O Fritzing só para diagramas (diferente de esquemas!). É bom para ilustrar como se faz as ligações a uma breadboard ou entre módulos, torna-se muito rápido e prático. É uma espécie de Visio para eletrónica.

Está aqui um artigo que demonstra bem as limitações do fritzing: https://hackaday.com/2016/10/11/creating-a-pcb-in-everything-friends-dont-let-friends-use-fritzing/
O texto é bastante completo.
E concorda com o que eu dizia: "greatest use case for Fritzing is creating graphics of breadboard layouts"

como utilizador a serio do visio desde que foi inventado pela Visio Corporation concordo plenamente com o que diz o Araujo.
ja usei o visio para desenhar pcbs, como se pode definir a grid da pagina em polegadas decimais, ate fica muito bom.
pelo menos para pcbs feitas á mao em placas perfuradas.

Para principiantes nao vejo nenhum defeito no fritz...
ate mesmo para quem quer evoluir para outras plataformas mais avançadas, é um bom começo.

para se fazer uma pcb pequena numa placa perfurada que muitas vezes ate simula uma breadbord
é mais que suficiente o fritz.
"O defeito mais grave dos humanos, aquele que coloca mais obstáculos à sua evolução, é a crença profundamente arreigada na infalibilidade dos seus raciocínios e dos seus pontos de vista."

Offline vasco

  • Mini Robot
  • *
  • Mensagens: 382
Re: Plataforma Fritzing
« Responder #17 em: 26 de Janeiro de 2018, 12:58 »
para se fazer uma pcb pequena numa placa perfurada que muitas vezes ate simula uma breadbord
é mais que suficiente o fritz.

No Fritzing podes usar diretamente uma placa perfurada em vez da breadboard, testei uma vez mas não fiquei muito satisfeito, encontrei melhor para essa função especifica, não me lembro do nome, está no PC de casa, se houver interesse eu depois vejo.
Stupid men are often capable of things the clever wouldn't dare to contemplate.

Offline LVirtual

  • Mini Robot
  • *
  • Mensagens: 472
  • http://www.s-tronika.com
    • S-Tronika - Serviços Técnicos de Electrónica
Re: Plataforma Fritzing
« Responder #18 em: 26 de Janeiro de 2018, 14:09 »
para se fazer uma pcb pequena numa placa perfurada que muitas vezes ate simula uma breadbord
é mais que suficiente o fritz.

No Fritzing podes usar diretamente uma placa perfurada em vez da breadboard, testei uma vez mas não fiquei muito satisfeito, encontrei melhor para essa função especifica, não me lembro do nome, está no PC de casa, se houver interesse eu depois vejo.

ha sempre interesse em conhecer novas tecnologias ou softwares da minha parte ;)
"O defeito mais grave dos humanos, aquele que coloca mais obstáculos à sua evolução, é a crença profundamente arreigada na infalibilidade dos seus raciocínios e dos seus pontos de vista."

Offline jm_araujo

  • Mini Robot
  • *
  • Mensagens: 2.528
  • NERD!
Re: Plataforma Fritzing
« Responder #19 em: 26 de Janeiro de 2018, 15:13 »
Para stripboards há um sw alemão muito fixe, mas acho que era pago, tenho de pesquisar e já venho aqui dizer qual era.


Era este:
https://www.electronic-software-shop.com/lochmaster-40.html?language=en

Mas ao pesquisar por esse, encontrei este tópico com montes de dicas:
https://electronics.stackexchange.com/questions/1600/stripboard-veroboard-matrix-board-design-software
« Última modificação: 26 de Janeiro de 2018, 15:24 por jm_araujo »

Offline Njay

  • Mini Robot
  • *
  • Mensagens: 3.433
    • Tróniquices
Re: Plataforma Fritzing
« Responder #20 em: 26 de Janeiro de 2018, 16:46 »
Ora isso é que é uma grande asneira. Uma "foto" duma breadboard não serve para apresentar um projecto, a não ser que se tenha 5 anos e o projecto seja ligar um LED a uma pilha.

Não me parece uma grande asneira se o objetivo for apresentar um projeto no âmbito mais educativo como eu falava acima.

Mas é, a não ser que seja uma actividade só para entreter um par de horas a seguir instruções para montar um circuito. O diagrama de breadboard é bom para mostrar como montar o circuito (se for uma coisa simples), mas mais nada.

Citar
Há que saber separar as coisas e não pensar que a electrónica apenas se restringe a uma utilização mais profissional e por pessoas com formação superior.
Para a criança ou adulto que quer brincar um bocado num fim de semana e ligar uns sensores a uma devboard arduino, consegue entender mais um esquema numa breadboard (que se aproxima mais da vida real com uma representação física dos componentes) do que com um esquema “praticamente monocromático” e já com uma camada de abstração maior.

E depois quando quer comunicar sobre o circuito com alguém, chapéu. A linguagem da electrónica é o esquema, e não é assim tão difícil aprender 2 ou 3 símbolos para desenhar um esquema com 1 arduino e 2 sensores, o que aliás torna muito mais fácil a sua compreensão do que olhar para uma breadboard com fios.

Offline LVirtual

  • Mini Robot
  • *
  • Mensagens: 472
  • http://www.s-tronika.com
    • S-Tronika - Serviços Técnicos de Electrónica
Re: Plataforma Fritzing
« Responder #21 em: 26 de Janeiro de 2018, 17:43 »
o fritzing permite exportar os projectos para gerber e outros formatos reconhecíveis por melhores softwares para elevar a qualidade do projecto caso seja necessario.

Deixo aqui links para 3 prints do projecto que usei para experimentar o Fritz.
Vinha tudo com as linhas tracejadas da net list e eu entretanto para ver como funcionava
redesenhei as ligaçoes tanto no esquema como no pcb, no breadbord nao cheguei a fazer.

Como se pode ver no print do pcb é possivel exportar o file para varios formatos reconhecidos pelo KiCad e pelo Eagle.
Tenho cá ambos bem como o Altium, este fds vou ver como se portam as exportacoes do pcb para estes tres softwares.
Depois digo como correu. ;)

https://www.dropbox.com/s/o6wnku67w28a07f/Fritz%20-%20CODE.jpg?dl=0
https://www.dropbox.com/s/ikltwl1qsvxk94a/Fritz%20-%20PCB.jpg?dl=0
https://www.dropbox.com/s/m83s3hfye3qrlye/Fritz%20-%20Schema.jpg?dl=0

« Última modificação: 26 de Janeiro de 2018, 17:56 por LVirtual »
"O defeito mais grave dos humanos, aquele que coloca mais obstáculos à sua evolução, é a crença profundamente arreigada na infalibilidade dos seus raciocínios e dos seus pontos de vista."

Offline jm_araujo

  • Mini Robot
  • *
  • Mensagens: 2.528
  • NERD!
Re: Plataforma Fritzing
« Responder #22 em: 26 de Janeiro de 2018, 17:57 »
Os gerbers não são facilmente editáveis, muito menos em EDAs.

Não sei que outros formatos suporta, mas tanto quanto sei não há um standard de exportação de PCBs que ofereça capacidades de edição e netlist integrada, e sem esta não consegues correr um DRC que deve ser a parte mais importante de qualquer software de desenho de PCBs, fora do desenho propriamente dito.

Além disso era uma workflow que faria pouco sentido: desenhar em fritzing para exportar para um software melhor para alterar a qualidade dos resultados. Nesse caso porque não fazer diretamente no software melhor?
O fritzing tem um lugar, mas para desenhar PCBs será sempre um desenrasque. Para alguns será tudo o que precisam, mas para quem quer aprofundar em esquemas e eletrónica, é preferível usar um software mais adequado.

Offline LVirtual

  • Mini Robot
  • *
  • Mensagens: 472
  • http://www.s-tronika.com
    • S-Tronika - Serviços Técnicos de Electrónica
Re: Plataforma Fritzing
« Responder #23 em: 26 de Janeiro de 2018, 18:02 »
Os gerbers não são facilmente editáveis, muito menos em EDAs.

Não sei que outros formatos suporta, mas tanto quanto sei não há um standard de exportação de PCBs que ofereça capacidades de edição e netlist integrada, e sem esta não consegues correr um DRC que deve ser a parte mais importante de qualquer software de desenho de PCBs, fora do desenho propriamente dito.

Além disso era uma workflow que faria pouco sentido: desenhar em fritzing para exportar para um software melhor para alterar a qualidade dos resultados. Nesse caso porque não fazer diretamente no software melhor?
O fritzing tem um lugar, mas para desenhar PCBs será sempre um desenrasque. Para alguns será tudo o que precisam, mas para quem quer aprofundar em esquemas e eletrónica, é preferível usar um software mais adequado.

Sim. Estou completamente de acordo quanto ao que dizes.

Por exemplo para desenhar este tipo de circuitozinho é suficiente e mais rapido a fazer do que se usar o Altium ou DS PCB.
Para montar isto numa breadboard ou num bocado de pcb perfurado é mais do que suficiente.
Agora para produçao profissional, claro que nao serve.
"O defeito mais grave dos humanos, aquele que coloca mais obstáculos à sua evolução, é a crença profundamente arreigada na infalibilidade dos seus raciocínios e dos seus pontos de vista."

Offline senso

  • Global Moderator
  • Mini Robot
  • *****
  • Mensagens: 9.615
  • Helpdesk do sitio
Re: Plataforma Fritzing
« Responder #24 em: 26 de Janeiro de 2018, 18:24 »
So depente da biblioteca que já tens, espeto tralha bem complexa em esquema no Altium em 2 minutos, e sacas um BOM pronto a meter na Mouser copy paste..
Avr fanboy

Offline jm_araujo

  • Mini Robot
  • *
  • Mensagens: 2.528
  • NERD!
Re: Plataforma Fritzing
« Responder #25 em: 26 de Janeiro de 2018, 18:25 »
E num "circuitozinho" se tiver um erro corta-se de x-acto e/ou passa um fio por cima que não vem mal ao mundo.
A menos que faças como estes (link):

Apreciar a área junto ao circuito integrado. Alguém não dominava o conceito de PCBs de duas faces :D

E não é para implicar, mas essas pistas todas que não estão na esquadria lembram-me um software que já aqui foi falado  ;)
« Última modificação: 26 de Janeiro de 2018, 18:28 por jm_araujo »

Offline LVirtual

  • Mini Robot
  • *
  • Mensagens: 472
  • http://www.s-tronika.com
    • S-Tronika - Serviços Técnicos de Electrónica
Re: Plataforma Fritzing
« Responder #26 em: 26 de Janeiro de 2018, 18:30 »
xiça...

nunca faria nem fiz uma aberração dessas, nem mesmo quando andava a brincar com percloreto de ferro em tempos idos...

Eu prefiro usar pcb perfurado que dá menos trabalho a fazer furos.
com um software que possa desenhar directamente na placa perfurada virtual
imprimo logo o desenho das pistas na posiçao invertida e que se torna muito mais facil de
de fazer as pistas depois no pcb e tambem a face dos componentes na posiçao certa.
Mesmo com softwares profissionais faço o mesmo para coisas pessoais ou ferramentas de trabalho.
Nao vou estar a mandar fazer pcbs à Altium ou à DesignSpark ou a outra empresa qualquer.

Para alem do tempo que demoram, o custo tambem conta.

Como tambem ja aqui falei, as pistas cruzadas no fritz nao sao pistas, sao as linhas da netlist.
Depois é preciso desenhar as pistas em condiçoes como mostrei nos prints mais acima.

« Última modificação: 26 de Janeiro de 2018, 18:39 por LVirtual »
"O defeito mais grave dos humanos, aquele que coloca mais obstáculos à sua evolução, é a crença profundamente arreigada na infalibilidade dos seus raciocínios e dos seus pontos de vista."

Offline samc

  • Mini Robot
  • *
  • Mensagens: 438
Re: Plataforma Fritzing
« Responder #27 em: 26 de Janeiro de 2018, 21:07 »
E depois quando quer comunicar sobre o circuito com alguém, chapéu. A linguagem da electrónica é o esquema, e não é assim tão difícil aprender 2 ou 3 símbolos para desenhar um esquema com 1 arduino e 2 sensores, o que aliás torna muito mais fácil a sua compreensão do que olhar para uma breadboard com fios.

São opiniões diferentes e por isso vou deixar a discussão por aqui. Só vou mencionar um último ponto, um esquema será sempre uma abstração maior do circuito fisicamente.
Alguém pode aprender os símbolos básicos de um componente, mas e depois transportá-los para a vida real como é... não basta apenas conhecer o símbolo do componente como é preciso saber conectá-lo de forma correta e isso envolve saber identificar cada pino (exemplo básico: identificar cada pino num transístor ou nalgumas breakout boards com sensores).
Compara lá o nível de compreensão necessário para copiar o que se vê numa breadboard e o que se vê num esquema...
Não é por nada que os esquemas tipo os do fritzing dominam tudo o que é sites educativos e mais generalistas , e os esquemas no eagle ou outro EDA dominam tudo o que é site mais profissional ou para utilizador mais experiente.
Para públicos diferentes, realidades diferentes!

Offline Njay

  • Mini Robot
  • *
  • Mensagens: 3.433
    • Tróniquices
Re: Plataforma Fritzing
« Responder #28 em: 26 de Janeiro de 2018, 22:56 »
Não se pode só aprender os símbolos. A questão é que lidar apenas com um diagrama de breadboard é tão limitativo e tão básico e tão "beco sem saída" que só serve para mostrar como montar determinado circuito a alguém que está mesmo a zero; repara que a pessoa que está a montar um circuito assim nem tem noção de que existem ligações entre pinos na breadboard. Não é preciso ser-se profissional para aprender um símbolo e aprender a ligação entre um símbolo e um componente. O que eu defendo principalmente é que para quem é iniciante (ou seja, quem tenciona levar o conhecimento nem que seja um pouquinho mais à frente e não está a apenas a fazer um workshop pontual a montar o circuito X), incitá-lo a usar o fritzing e a "pensar" electrónica como imagens de "breadboard e fios" é um grande erro.

Offline LVirtual

  • Mini Robot
  • *
  • Mensagens: 472
  • http://www.s-tronika.com
    • S-Tronika - Serviços Técnicos de Electrónica
Re: Plataforma Fritzing
« Responder #29 em: 27 de Janeiro de 2018, 07:30 »
Citar
incitá-lo a usar o fritzing e a "pensar" electrónica como imagens de "breadboard e fios" é um grande erro

acho que a esmagadora maioria das pessoas que trabalham com eletronica e que de alguma forma tem que ensinar outros na mesma area,
nao vai estar a incitar a que nao saiam da estaca zero no ambito da aprendizagem.
Eu pessoalmente nao gosto das breadbords para simular prototipos, acho que fica demasiado confuso com tanto fio por cima
dos componentes. Prefiro fazer como ja disse antes uma plaquita perfurada e fazer as pistas com fio fino.
Assim é algo ja muito mais proximo da fabicaçao do pcb do que a breadboard.
Mas o facto é que em todas as escolas de electronica o ensino começa pelas breadboards e nao pelo desenho dos pcbs e
fabricaçao com percloreto como a malta DiY fazia antigamente. Ja vi engenheiros mais que formados andarem a simular
prototipos em breadboards, por isso...

Eu acho que todos estes processos de prototipagem sao bons conforme a situaçao.
Nem todas as empresas tem Softwares de desenho de circuitos profissionais nem empresas nem pessoal por conta propria.
Hoje em dia ja ha muitos softwares pagos e gratuitos para todo o tipo de tabalhos.

ha 20 so existiam os pagos e um ou outro gratuito e muito limitado.
Eu sempre usei o Tango para fazer esquemas e pcbs, arranjaram-me uma copia do pacote completo, funcionava bem em todos os pcs
ate surgir o Windows XP e aquilo começar a dar barraca. Depois disso passei muito a usar o visio para desenhar as placas que precisava para o meu trabalho
nao estou a falar de criar circuitos para produçao em massa. Isso a empresa onde trabalhava mandava fazer a um engenheiro free-lancer que se encarregava de tudo.
Hoje ja ha muitos softwares e eu tenho alguns pagos e gratuitos. se cada um deles ja tem as bibliotecas e o suporte especifico para a sua area,
tambem nao vale a pena andar a inventar circuitos para o arduino com o Altium quando o Fritz tem tudo o que é preciso para isso.

A popularidade das plataformas de desenho de electronica tem mais a ver com a integraçao que o IDE tem para todo o projecto do que o resto.
E tambem com o preço claro.

Todos os softwares que se falaram neste topico eu tenho ca no PC, ja experimentei todos.
Para mim, sao todos bons com as limitaçoes que cada um tem.
No fundo é como as linguagens de programaçao e as linguas dos povos. Cada uma é boa para a finalidade que foi criada.
"O defeito mais grave dos humanos, aquele que coloca mais obstáculos à sua evolução, é a crença profundamente arreigada na infalibilidade dos seus raciocínios e dos seus pontos de vista."