collapse

* Posts Recentes

Ajuda na identificação de componente de portatil por jm_araujo
[15 de Setembro de 2019, 11:41]


Loja online "McMaster" na europa? por senso
[09 de Setembro de 2019, 23:54]


Carregador Solar para Baterias - EBay por almamater
[09 de Setembro de 2019, 22:47]


Pasta térmica por thx1011
[04 de Setembro de 2019, 19:35]


Livros opensource de electrónica, transístores e OpAmps. por thx1011
[03 de Setembro de 2019, 19:56]


Que métodos utilizam para limpar as vossas placas após soldadura? por KammutierSpule
[21 de Agosto de 2019, 22:42]


Contas para saber a duração das baterias. por vasco
[21 de Agosto de 2019, 11:10]


Fabricantes de PCB e Assemblage (produção em massa) por Kristey
[21 de Agosto de 2019, 08:51]


Máquina de soldar a fio sem gás LIDL por Hugu
[16 de Agosto de 2019, 18:28]


Hugu por jm_araujo
[14 de Agosto de 2019, 00:50]

Autor Tópico: O nosso trabalho  (Lida 1517 vezes)

0 Membros e 1 Visitante estão a ver este tópico.

Offline josecarlos

  • Mini Robot
  • *
  • Mensagens: 308
O nosso trabalho
« em: 25 de Abril de 2019, 12:37 »
Olá :)

Abro este tópico com o objectivo os nossos empregos e o que fazemos, parece-me uma boa ideia.
Muitos de nós temos empregos criativos outros bem interessantes era giro partilhar um pouco do nosso dia a dia fica aqui o desafio  ;)

O meu trabalho, ontem fui trabalhar com um mostro de 30 toneladas e 450 mil euros Wirtgen W210 i foi difícil
meter tudo na minha memoria sensores, botões, câmaras ,tapetes, alturas de corte, etc,etc

Para piorar em plena Marginal S João estoril com os utentes da via a dizer faz isso de noite ó seu **f+++c** ninguém quer esperar dois minutos mas querem tudo arranjado  >:( >:( amanha volta a ser mais um dia  ;)



Depois faço um video e meto aqui
 
 

Offline TigPT

  • Administrator
  • Mini Robot
  • *****
  • Mensagens: 5.348
    • Tiago Rodrigues
Re: O nosso trabalho
« Responder #1 em: 26 de Abril de 2019, 09:59 »
Para remover betuminoso ? Brutal.

Eu tenho um trabalho mais calmo, estou no El Corte Inglés ligado à equipa de ecommerce, numa função entre o Full-Stack e DevOps, a fazer de tudo um pouco para ajudar os colegas. De manter alguns dos softwares existentes a criar plataformas para uso interno do zero.

Quem tiver nesta área ou interessado em saber mais avise, quem quiser vir a esta zona beber um café e falar é só combinar.

Offline josecarlos

  • Mini Robot
  • *
  • Mensagens: 308
Re: O nosso trabalho
« Responder #2 em: 26 de Abril de 2019, 19:23 »
Olá  :)

Tiago só nós é que trabalhamos isto não pode ser :o :o  ;D


Parece fácil  ;)
« Última modificação: 26 de Abril de 2019, 19:26 por josecarlos »

Offline KammutierSpule

  • Mini Robot
  • *
  • Mensagens: 1.303
Re: O nosso trabalho
« Responder #3 em: 26 de Abril de 2019, 21:53 »
estas máquinas parecem aviões! também treinaste no simulador ? :p

gostava de programar/desenvolver uma máquina destas...

Offline josecarlos

  • Mini Robot
  • *
  • Mensagens: 308
Re: O nosso trabalho
« Responder #4 em: 26 de Abril de 2019, 22:48 »
Ui isto não  se treina no simulador vem com os anos de experiência mas o funcionamento é  básico.
Depois é só adaptar a máquina esta é  uma  demonstração para a empresa ver se gosta para comprar.
Algumas características litros de gasóleo 630 água 2200 L prefundidade de corte 30cm 1metro e oitenta  de rolo de corte . ;D ;D um avião

Offline brunus

  • Mini Robot
  • *
  • Mensagens: 236
Re: O nosso trabalho
« Responder #5 em: 28 de Abril de 2019, 22:20 »
As "apitadelas" são da máquina? Algum sensor de proximidade automático para ir avisando o camião a avançar?

O corte é por jactos de água? E como fazem quando aparecem as tampas de saneamento ou de águas, ou nas grelhas das sarjetas? desligam nessa zona e continua a remover o asfalto?
 

Offline josecarlos

  • Mini Robot
  • *
  • Mensagens: 308
Re: O nosso trabalho
« Responder #6 em: 29 de Abril de 2019, 21:28 »
As apitadelas é  um código de cumunicação com o motorista um toque para andar dois toques para parar ;)
O corte é feito com bicos de diamante que estão implementados  no rolo a água é para arrefecer os mesmos.
Nas tampas de saneamento levantamos e passamos a frente depois temos uma fresa mais pequena para esse trabalho de volta da tampa.
Há máquinas que estão equipadas com um detector de metais esta não tem .
Nesta há duas câmaras uma no tapete que leva o material fresado para o camião e outra para a traseira quase podemos ver toda a máquina  de dentro da cabine  ;)

Agora quero ver o vosso trabalho ou vive tudo do rendimento mínimo  ;D ;D ;D ;D


Offline jm_araujo

  • Mini Robot
  • *
  • Mensagens: 2.528
  • NERD!
Re: O nosso trabalho
« Responder #7 em: 30 de Abril de 2019, 10:23 »
Eu alinho, apesar de não ser tão fixe como o teu trabalho (maquinaria pesada a mim fascina-me, por vezes dou a pensar se não devia ter seguido mecânica em vez de eletrónica/computadores).

Este é o meu posto de trabalho:

As minhas funções são mais difíceis de descrever (como acontece com muitos engenheiros). Planeamento e projeto da rede de transmissão ótica nacional (continente, ilhas e submarina) num grande operador de telecomunicações.
A rede de transmissão são circuitos de alto débito: 1GbE, STM16 (2.5G), 10GbE e 100GbE (10GbE é o mais comum atualmente). A interligar as centrais da rede (não lido com a rede de acesso que liga das centrais à "rua"). Tudo por fibra ótica.
Recebemos as necessidades de várias áreas de negocio e garantimos que temos capacidade disponível quando se materializam, seja por mobilização de recursos vagos, seja por encomenda de equipamento novo. Também temos função de cadastro para controlarmos o que temos instalado, vago e em vias de ocupação.
A maior parte da rede está ocupada por circuitos internos de interligação de routers core, ligação de DSLAMs a esses routers (quando o DSLAM está na zona de uma central e tem de ligar a outra), e ligação de routers GPON(internet por fibra) à rede de routers core. Além disso há ligações internacionais, circuitos de televisão para eventos, ligações de clientes externos, e todas as outras necessidades que forem surgindo.
Trabalho com redes de vários fornecedores e tem havido um forte investimento no aumento de capacidade e modernização da rede. A rede mais recente no Core (ligações principais) já é Coerente, Colorless e Directionless (tudo palavrões). Num par de FO (fibras óticas) podem ir uns 80 canais em simultâneo, que no caso da rede coerente são todos a 100G. O "Coerente" obriga a alguns cuidados para garantir a integridade do sinal na rede, os sinais 100G são desmodulados de forma coerente tal e qual como se fossem RF, mas em ótico. Colorless implica que a se pode mudar a cor/frequência de um canal num terminal de gestão, sem ter ir ao terreno mudar FO de portos ou trocar módulos, e Directionless implica que um canal pode ser encaminado para qualquer saída da central mais uma vez só por por sistema de gestão. A grande vantagem destas redes é que se houver um corte (Obras, incêncios, tempestades) é possível reencaminhar os circuitos por outras vias mesmo que o canal já lá estivesse repetido. É possível configurar a rede para que seja feito de forma automática.
Todo o equipamento que permite isto não é barato, apesar do preço ter vindo a descer significativamente. Por exemplo para estabelecer um canal 100G custa por volta de 50k€ o equipamento, sem contar com o custo das partes comuns como a FO, bastidores e shelfs onde encaixam, etc.
Por vezes brinco com colegas que fazem as instalações que andam com uma casa melhor que a deles na mala do carro, mas felizmente na feira da ladra ninguém quer saber de umas placas eletrónicas numas caixas de cartão.

Basicamente é isso. Se tiverem dúvidas digam que tento esclarecer (é uma área tão fora que me esqueco de explicar conceitos que para mim se tornaram básicos ao longo do tempo)

Offline poliveira1978

  • Mini Robot
  • *
  • Mensagens: 335
Re: O nosso trabalho
« Responder #8 em: 30 de Abril de 2019, 10:34 »
Boas...
Há uma série de tempo que não vinha aqui ao fórum... :-D

Eu faço desenvolvimento web e uns "pós" de SQL, tb já desenvolvi uma ou outra aplicação de desktop para fins especificos.

Offline zordlyon

  • Mini Robot
  • *
  • Mensagens: 1.744
Re: O nosso trabalho
« Responder #9 em: 30 de Abril de 2019, 11:34 »
Viva,

Eu sou DevOps/DBA da rede de postos elétricos Mobi.E, Autocarros Mobicascais, Mobime etc..

Tudo o que envolva carros eléctricos/scooters/trotinetes, basicamente ando envolvido neste meio. :)
« Última modificação: 30 de Abril de 2019, 17:08 por zordlyon »
Cumprimentos,
André Carvalho.

Offline KammutierSpule

  • Mini Robot
  • *
  • Mensagens: 1.303
Re: O nosso trabalho
« Responder #10 em: 30 de Abril de 2019, 16:52 »
As minhas funções são mais difíceis de descrever (como acontece com muitos engenheiros).

Trabalho de engenharia: Email aberto, Exel e um lapiz  :P
Inveja ai dessa "cleandesk"!

Offline josecarlos

  • Mini Robot
  • *
  • Mensagens: 308
Re: O nosso trabalho
« Responder #11 em: 01 de Maio de 2019, 10:26 »
Eu alinho, apesar de não ser tão fixe como o teu trabalho (maquinaria pesada a mim fascina-me, por vezes dou a pensar se não devia ter seguido mecânica em vez de eletrónica/computadores).

Este é o meu posto de trabalho:


Por vezes eu penso porque não estudei, hoje talvez estivesse atrás de um computador rodeado de boas (colegas :D) enfim a galinha da minha vizinha é sempre melhor que a minha ;D ;D ;D

Boas...
Há uma série de tempo que não vinha aqui ao fórum... :-D

Eu faço desenvolvimento web e uns "pós" de SQL, tb já desenvolvi uma ou outra aplicação de desktop para fins especificos.

APPs muito bom utilizo uma ou duas, hoje quase tudo depende de aplicações
Penso que o smartphone vai ser o principal veiculo de comunicação com tudo o que nos rodeia  ;)
 

Viva,


Tudo o que envolva carros eléctricos/scooters/trotinetes, basicamente ando envolvido neste meio. :)

Mobilidade eléctrica é o futuro uma área bem interessante ;)

Offline vasco

  • Mini Robot
  • *
  • Mensagens: 382
Re: O nosso trabalho
« Responder #12 em: 02 de Maio de 2019, 13:50 »
Só no meu primeiro emprego no inicio dos anos 90 é que trabalhei com maquinaria "interessante", não encontro uma imagem mas podem ver a versão atual do laser nesta página https://www.elcede.de/en/products/laser/lcs-evo/
Não faço ideia da potencia da coisa (nem da versão da altura nem da versão atual), mas sempre achei que era algo extremamente overkill para fazer cortes em madeira.
O contrato de manutenção era tal que nem a própria manutenção da fabrica podia sequer espreitar lá para dentro, qualquer problema tinha que vir o técnico da ELCEDE da Alemanha e eventualmente escalar para o fabricante do laser (Ferranti) que vinha da Escócia.
Foi o único emprego que tive onde o meu trabalho produzia algum objeto fisico, a partir daí foi sempre tudo virtual, quanto muito produzia listagens... Fiz um CD-ROM uma vez... mas nada de muito útil.
Stupid men are often capable of things the clever wouldn't dare to contemplate.

Offline Alfredo Garcia

  • Mini Robot
  • *
  • Mensagens: 418
Re: O nosso trabalho
« Responder #13 em: 02 de Maio de 2019, 22:55 »
O meu trabalho, alem de passar cabos e fazer esteira é ligar estas meninas,



e estes meninos,

 ,

 claro que não fui só eu e não são só estes quadros, estes são os de gestão técnica centralizada, alimentação do equipamento de calor, o equipamento de frio está na cobertura.
PDI

Offline TigPT

  • Administrator
  • Mini Robot
  • *****
  • Mensagens: 5.348
    • Tiago Rodrigues
Re: O nosso trabalho
« Responder #14 em: 02 de Maio de 2019, 23:24 »
Já vi quadros desses em que dá gosto ver o cuidado que tiveram a fazer tudo direitinho.

Verdadeiras obras de arte.