collapse

* Posts Recentes

Aplicação de IC TP4056 - dissipador por SerraCabo
[Hoje às 22:37]


Problema em Impressora por senso
[Hoje às 12:46]


Ajuda atualizar hora NTP Verão/Inverno por vasco
[Ontem às 01:31]


Audio - Controlo Volume por SerraCabo
[17 de Janeiro de 2020, 21:20]


Mau condutor por vasco
[14 de Janeiro de 2020, 16:44]


Pequena impressora por jm_araujo
[13 de Janeiro de 2020, 10:34]


Martelo??? por Njay
[13 de Janeiro de 2020, 02:30]


Circuito de proteção para ferro de soldar. por vasco
[11 de Janeiro de 2020, 20:49]


Como criar Gerber F.Cu a partir do ficheiro BottomCu.gbr? por senso
[09 de Janeiro de 2020, 14:42]


Construir tanque ultrassons com nebulizadores? por senso
[09 de Janeiro de 2020, 14:42]

Autor Tópico: Alimentação microfones simples a condensador  (Lida 1741 vezes)

0 Membros e 1 Visitante estão a ver este tópico.

Offline SerraCabo

  • Mini Robot
  • *
  • Mensagens: 813
    • Serra Cabo
Alimentação microfones simples a condensador
« em: 10 de Dezembro de 2019, 15:13 »
Oi,

Estou a congeminar um amplificador decente para microfones e cabeças de gira-discos (incluindo equalização RIAA). Nessa coisa, poderei alimentar microfones de condensador tipo Phantom a 12, 24 ou 48V, e tipo AB a 12V (até aqui não há dúvida). A impedância de entrada (áudio) do bicho andará pelos 3K, valor suficientemente alto para o que suponho serem os micros mais esquisitos.

Gostava ainda de prever o uso daqueles micros manhosos, simples e geralmente baratos, não balanceados. Aquelas coisas manhosas como os que se usam nos telemóveis. Acontece que não consigo perceber se há um valor típico de resistência de alimentação a aplicar a tal coisa.

Refiro-me a R1:



Alguém sabe algo sobre isto? Já vi valores de resistências que variam entre 1K e 27K e tensões que vão de 3V a 9V.

Poderei, eventualmente, congeminar algumas variantes mas parece haver um pântano de variantes.

Obrigado,
Abraço
SC.
« Última modificação: 14 de Dezembro de 2019, 20:09 por SerraCabo »

Offline KammutierSpule

  • Mini Robot
  • *
  • Mensagens: 1.328
Re: Alimentação microfones sinples a condensador
« Responder #1 em: 11 de Dezembro de 2019, 10:33 »
Essas resistencias dependem dos ganhos pretendidos / tensoes de alimentacao..etc
Nao é a minha área :)

Mas como sugestão,
se fosse eu procuraria ICs especializados nessas funcões, que terao informacoes como o chip deve ser usado com as contas todas feitas.
Ou talvez circuitos (que tenham uma boa explicacao) baseados em OPAMPs.

Ideal era encontrares um artigo deste genero para o que pretendes:
http://www.ti.com/lit/ug/tidu765/tidu765.pdf

Não ha valores "tipicos", dependem todos da equação que se quer resolver :)

Offline SerraCabo

  • Mini Robot
  • *
  • Mensagens: 813
    • Serra Cabo
Re: Alimentação microfones sinples a condensador
« Responder #2 em: 11 de Dezembro de 2019, 20:11 »
Oi, Tks,

No caso dos micros de uso geral, há exemplos para todos os gostos.

Pensando alto, talvez coloque um par de selectores, um para 3 ou 4 valores de resistências e outros para 3 ou 4 valores de tensão e depois, cada qual que se desenrasque :)

SC

Online jm_araujo

  • Mini Robot
  • *
  • Mensagens: 2.572
  • NERD!
Re: Alimentação microfones sinples a condensador
« Responder #3 em: 12 de Dezembro de 2019, 11:00 »
Não se justifica essa complexidade.

Não há um valor ótimo de tensão ou resistência, basicamente qualquer coisa que metas entre 1k e umas dezenas de k vai funcionar, muda um bocado o ganho, mas como também depende de muitos outros factores (distância ao micro, qualidade e caraterísticas do mesmo) podes (e deves) compensar na amplificação.

Offline SerraCabo

  • Mini Robot
  • *
  • Mensagens: 813
    • Serra Cabo
Re: Alimentação microfones simples a condensador
« Responder #4 em: 14 de Dezembro de 2019, 16:18 »
Não consegui colocar aqui as imagens directamente.

Andando às voltas com a alimentação de micros de condensador, resolvi fazer esta postagem provavelmente meio descabida porque diz respeito a hardware antigo e estes amplificadores de micro são de qualidade regular mas não boa.

As duas câmaras que se seguem são de processamento de sinal 100% analógico. Há microcontroladores apenas para um cheirinho de 'homekeeping'.

Este é o esquema do amplificador de micro de uma câmara ITC-735 que não tenho comigo. Era uma câmara industrial de 3 tubos Saticon H4299 (2/3"). Trabalhei muito com ela. Tinha a melhor geração de Saticons que foi fabricada. A variante com Plumbicom tinham um nadinha menos de persistência mas eram mais facilmente danificáveis por pontos de luz intensa. Não era possível aplicar um gravador de encastrar nesta câmara. Toda a câmara é ocupada por circuitos.






Este amplificador não alimenta microfones mas reparem que o sinal directo da saída dos microfones passa por um comutador 4053!



Esta mesma câmara tinha outro amplificador de microfone mas para intercomunicação:



Reparem que tem um comutador para se usar microfones dinâmicos (bobina móvel) ou .. de carvão. E carvão porque resistia a tudo e os de bobina apanhavam facilmente o campo magnético do varrimento vertical do viewfinder, muito embora a qualidade de som fosse muito mau (para intercom pouco interessa). Algum tempo depois a Sennheizer fez sair um auscultador com microfone (vulgarmente designado 'casco') que trabalhava a condensador e tinha um amplificador pelo menos de 2 andares (para poder competir com o nível de saída do de carvão).

O seguinte é o amplificador de microfone de programa de uma Hitachi Z1. Não encontrei imagem na Internet, fotografei uma das minhas (tenho 2).



O que vêm não tem muito pó porque tirei a maior parte dele. Trabalhei muito, muito com ela.

É uma câmara a CCD (IT - Interline Transfer) de 2/3". Habitualmente usava-se com um gravador de encastrar (tenho um igual ao da imagem mas não é de um amigo):



O amplificador do micro (não balanceado) que se encontra na parte frontal da câmara é este:



Lá está uma resistência de 6K8 e 9V.

Abraço
SC.

« Última modificação: 14 de Dezembro de 2019, 20:08 por SerraCabo »

Offline KammutierSpule

  • Mini Robot
  • *
  • Mensagens: 1.328
Re: Alimentação microfones simples a condensador
« Responder #5 em: 14 de Dezembro de 2019, 21:37 »
Grande post!
Essas coisas "analogicas" ja sou muito novo para as conseguir compreender :)

Duvida: como 'e que as camaras analogicas convertiam a imagem para coaxial ao vivo? Isto e' .. qual e' o equivamente a um sensor CCD em analogico?  ::)

Resistencia: o microfone varia a sua resistencia interna, essa resistencia polaria (da tensao) nesse ponto.
A tensao a que esse ponto esta , nao interessa muito, porque a seguir tem um condensador grande (C20 no segundo esquema e o C404 no ultimo esquematico) em serie que funciona como passa alto, eliminando o DC.


Offline SerraCabo

  • Mini Robot
  • *
  • Mensagens: 813
    • Serra Cabo
Re: Alimentação microfones simples a condensador
« Responder #6 em: 15 de Dezembro de 2019, 14:42 »
Gostaria que as imagens tivessem mais qualidade mas o servidor não me deixa obrigando-me a usar o Google como trampolim.

Duvida: como 'e que as camaras analogicas convertiam a imagem para coaxial ao vivo? Isto e' .. qual e' o equivamente a um sensor CCD em analogico?  ::)

:)

Ao vivo, era simples. A imagem era lida por linhas e à medida que a linha era lida por um tubo de imagem era processada analogicamente pelos circuitos subsequentes.


^^ Tubo de imagem XQ3427, plumbicon, de 2/3". Nunca trabalhei com este mas trabalhei com o anterior, o XQ2427. A placa (zona fotossensível) do XQ3427 era apenas o pequeno contacto que se vê do lado esquerdo enquanto no XQ2427 era um anel à volta do tubo. O XQ3427 tinha a vantagem de implicar menos alguns pF de capacitância mas não permitia que se rodasse o tubo em busca da melhor posição.

Diagrama de blocos da Ikegami ITC-735:



Para sacar a imagem dos tubos havia que provocar o varrimento do feixe em cada tubo. Diagrama de blocos do circuito de deflexão:



Do circuito acima (triplo) tinha que resultar um varrimento coerente nos 3 tubos (ler simultaneamente o mesmo 'ponto' de imagem). Nada ali era trivial porque nem se conseguia fazer circuitos e bobinas deflectoras iguais nem a imagem a 'ler' era igual por causa do prisma cujo uso implicava que a imagem que chagava a cada tubo tinha dimensões ligeiramente diferentes e geometria ligeiramente diferente. O desajuste deste circuito era particularmente destrutivo da imagem. Muitas empresas perdiam os clientes por não conseguirem domar este bicho.

Outro circuito difícil e curioso era o de 'detalhe'. Fazia, no x e no y, aquilo a que hoje se chama 'sharpening'. Fazer 'detalhe' no x era fácil, no 'y' ... o bom e o bonito. Usava-sem duas memórias analógicas piezoeléctricas de 64uS cada (aprox). O fim da picada.

Cá vai o diagrama de blocos e o esquema:




Segue-se o processador (geral) onde muita coisa acontecia:





Finalmente o Encoder, que gerava o sinal PAL, neste caso PAL-B:





Se houver perguntas, disponham.
Abraço
SC.
« Última modificação: 15 de Dezembro de 2019, 23:53 por SerraCabo »

Offline KammutierSpule

  • Mini Robot
  • *
  • Mensagens: 1.328
Re: Alimentação microfones simples a condensador
« Responder #7 em: 16 de Dezembro de 2019, 15:20 »
Essas coisas para mim, sao como as piramides: foram feitas por extraterrestres!  :o
Hoje em dia nem haveria engenheiros electronicos suficientes para trabalhar em tamanha monstrosidade de electronica analogica :)


Ficou-me uma duvida ainda, "varrimento do feixe por linhas", "defleccao"
Mas como e' feita essa defleccao? Sao espelhos electromecanicos?
Esse sensor em formato de tubo, era so para um feixe (pixel) ?

Nos monitores CRT, o feixe e' emitido e a defleccao e' feita por campo electromagnetico... mas nao estou a ver isto a acontecer ao contrario (para capturar) ou sera possivel? Dai que so estou a imaginar um varrimento por via de lentes opticas e espelhos...

Citar
Segue-se o processador (geral) onde muita coisa acontecia:
""processador geral"".. eu vejo so praticamente uns espelhos de corrente, amplificadores e alguns circuitos logicos  ;D


Obrigado pela partilha!

Offline SerraCabo

  • Mini Robot
  • *
  • Mensagens: 813
    • Serra Cabo
Re: Alimentação microfones simples a condensador
« Responder #8 em: 16 de Dezembro de 2019, 23:20 »
Citar
Hoje em dia nem haveria engenheiros electronicos suficientes para trabalhar em tamanha monstrosidade de electronica analogica :)

Acho que há, mas no Japão. Fora daí, não sei.

Citar
Nos monitores CRT, o feixe e' emitido e a defleccao e' feita por campo electromagnetico... mas nao estou a ver isto a acontecer ao contrario (para capturar) ou sera possivel?

É exactamente como nos CRTs dos televisores mas ao contrário. O foco do feixe é magnético, nos TVs é electrostático.

A Sony fez uns tubos com deflecção electrostática mas não sei como seria o foco. Nunca mexi nesses.

Citar
"processador geral".. eu vejo so praticamente uns espelhos de corrente, amplificadores e alguns circuitos logicos  ;D

No processador geral há muita coisa mas a mais castiça são dois amplificadores não lineares: o do gamma e o do knee. O resto é quase tudo compensações DC em função do nível médio de sinal (flare - atenção que há mais que uma coisa chama flare) ou multiplicadores (amplificadores de ganho variável). Há, entre outras menos numerosas, as compensações de shading que são compensações DC e multiplicadores (amplificadores controlados por tensão). A compensação é feita tendo como base combinações de dentes de serra e parábolas. Nalguns casos há compensações parabólicas a aplicar apenas aos cantos da imagem.

Agora, em combinações e correcções de vários tipos, aditivas, multiplicativas, parabólicas, de dente de serra, horizontais e verticais e em R, G e B. São larguíssimas dezenas de ajustes a trimmer.

Algumas desses ajustes vão interferir noutros. Ou há uma estratégia de afinações (ordem, etc) ou o gajo que se meter na coisa estatela-se.

Abraço;
SC