collapse

* Posts Recentes

Do I have - APP Android para gestão simplificada de inventário pessoal por jm_araujo
[Hoje às 09:30]


Lojas Portuguesas de Eletrónica por thx1011
[23 de Maio de 2020, 20:19]


RF e Micro-ondas – Sequência de bons livros gratuitos por thx1011
[23 de Maio de 2020, 19:53]


SD Card Corrompido por senso
[20 de Maio de 2020, 10:13]


Impressora 3D por jm_araujo
[19 de Maio de 2020, 22:24]


sensor impacto por Hugu
[19 de Maio de 2020, 16:12]


Baterias Lipo Potentes por jm_araujo
[17 de Maio de 2020, 16:01]


Como funciona um OpAmp com construção usando componentes discretos. por blabla
[15 de Maio de 2020, 01:12]


BostonDynamics - Vai uma mãozinha? por almamater
[11 de Maio de 2020, 20:52]


Ajuda, escolha fonte alimentação para CCTV por senso
[09 de Maio de 2020, 19:22]

Autor Tópico: Covid-19  (Lida 2947 vezes)

0 Membros e 1 Visitante estão a ver este tópico.

Offline Njay

  • Mini Robot
  • *
  • Mensagens: 3.505
    • Tróniquices
Re: Covid-19
« Responder #30 em: 31 de Março de 2020, 11:53 »
Ventilador OpenSource, mas parece "sério":

https://www.corovent.com/

Offline senso

  • Global Moderator
  • Mini Robot
  • *****
  • Mensagens: 9.681
  • Helpdesk do sitio
Re: Covid-19
« Responder #31 em: 31 de Março de 2020, 15:03 »
Não encontro source de nada desse tal open source..

Dá para ver um HMI Beckhoff num quadro inox que não é bem bem IP-69 porque tem dobradiças exteriores e um módulo de IO da Beckhoff meio ao pendurão numa mesa, agora esquemas ou programa, não vi em lado nenhum..
Avr fanboy

Offline dropes

  • Mini Robot
  • *
  • Mensagens: 1.971
Re: Covid-19
« Responder #32 em: 31 de Março de 2020, 18:16 »
Muito suspeita aquela página, realmente o Senso tem razão numa coisa, então como querem produzir em massa quando só está reprentada uma foto muito duvidosa e completamente fora do âmbito hospitalar.

. Engineers with combined experience in industrial automation, medical devices including regulatory (not unicorns, it could be a team of people from both groups)

Ao ver melhor no site, a equipa é formada por... tbd
exactamente, tbd
https://www.corovent.com/team/

O manual rápido também o acho incógnito e nada rápido:
https://assets.publishing.service.gov.uk/government/uploads/system/uploads/attachment_data/file/876167/RMVS001_v3.1.pdf

Parece que foi feito tudo em cima do joelho, publicar algo, para se dizer que se fez alguma coisa para combater este surto, tem de se ter mais cuidado.


Offline Njay

  • Mini Robot
  • *
  • Mensagens: 3.505
    • Tróniquices
Re: Covid-19
« Responder #33 em: 31 de Março de 2020, 18:41 »
A versão checa do site tem mais coisas e é ligeiramente diferente mas boa questão, já enviei um email a perguntar pela source.

Isso não é o manual, Dropes.

Offline almamater

  • Mini Robot
  • *
  • Mensagens: 1.695
    • GrcByte - Projectos
Re: Covid-19
« Responder #34 em: 01 de Abril de 2020, 23:17 »

Offline Njay

  • Mini Robot
  • *
  • Mensagens: 3.505
    • Tróniquices
Re: Covid-19
« Responder #35 em: 02 de Abril de 2020, 02:48 »
Proof-of-concept of a minimalist pressure-controlled emergency ventilator for COVID-19
https://arxiv.org/abs/2004.00310


Investigadores e engenheiros portugueses desenvolvem ventilador de código aberto:

https://jornaleconomico.sapo.pt/noticias/investigadores-e-engenheiros-portugueses-desenvolvem-ventilador-de-codigo-aberto-570116

Offline KammutierSpule

  • Mini Robot
  • *
  • Mensagens: 1.386
Re: Covid-19
« Responder #36 em: 10 de Abril de 2020, 00:37 »
Estou a ver e' que este forum esta muito animado.
Temos umas 2 a 3 mensagens novas por dia nesta altura! :)

Offline almamater

  • Mini Robot
  • *
  • Mensagens: 1.695
    • GrcByte - Projectos
Re: Covid-19
« Responder #37 em: 10 de Abril de 2020, 10:52 »
O pessoal anda todo ocupado.. da cama para o sofá..do sofá até à cama... e por aí fora.. :)

Offline Njay

  • Mini Robot
  • *
  • Mensagens: 3.505
    • Tróniquices
Re: Covid-19
« Responder #38 em: 10 de Abril de 2020, 14:12 »
Desenvolvendo a preocupação inicial do almamater na criação deste tópico, além de ficar em casa ou, melhor dizendo, evitar contacto social, que mais poderíamos fazer aqui "enterrados" nas fileiras? Não tem que ser algo directamente relacionado com a pandemia. Acho que tudo isto também é uma oportunidade para a generalidade da população e o poder político perceberem na pele o quão estamos dependentes do estrangeiro, em particular da China, em particular no que diz respeito a "bens de primeira necessidade", da comida aos medicamentos e material de saúde. Há dias o Costa disse qualquer coisa de passagem, aquando da chegada de um avião com material de saúde vindo da China, que mostra alguma sensibilização em relação ao problema da dependência do exterior. Talvez seja uma boa oportunidade para criar ou trazer para o país a produção de bens em que neste momento estamos completamente dependentes de terceiros. Sempre fui a favor da produção nacional dos produtos essenciais, incluindo energia (*), pois ficar dependente de terceiros em alturas criticas é muito mau... ficamos bem sem consolas telemóveis e outras coisas mas sem comida medicamentos energia etc, já é uma questão de sobrevivência, e até de soberania nacional. Há problemas que nem o dinheiro resolve... e ainda por cima nós também não temos muito. Não temos dinheiro mas temos cabeça, criatividade, e liberdade de agir.

O melhor que neste momento se pode fazer já todos estamos a fazer.
A seguir podemos tentar o desenho/produção de algum equipamento que possa estar em falta. Em parte isto também já está a ser feito, dentro do possível e do conhecimento que há sobre as necessidades no terreno.
No nível seguinte temos o futuro. O que é que podemos fazer para estarmos melhor preparados para lidar com situações similares a esta. É aqui que entra a aposta na redução da dependência do exterior, desenvolvendo e produzindo nacionalmente produtos essenciais.

Ideias, comentários?...


(*) Esta é a principal razão pela qual eu não tenho gás em casa, apesar de provavelmente ficar um pouco mais barato e a casa ter instalação para gás; tenho tudo eléctrico, pois Portugal não produz gás nem outros combustíveis fósseis mas tem sol, vento e mar pa caraças.
« Última modificação: 10 de Abril de 2020, 14:16 por Njay »

Offline KammutierSpule

  • Mini Robot
  • *
  • Mensagens: 1.386
Re: Covid-19
« Responder #39 em: 10 de Abril de 2020, 17:53 »
O que é que podemos fazer para estarmos melhor preparados para lidar com situações similares a esta. É aqui que entra a aposta na redução da dependência do exterior, desenvolvendo e produzindo nacionalmente produtos essenciais.

Na minha perspectiva nao podemos pensar nas coisas assim.
Nem teoricamente nem na pratica. Seria ate periogo, como explico mais no final.

Na pratica, algo que se quisesse fazer do genero das "coisas que se tem falado" acabam por cair numa qualquer necessidade ou dependencia em algum ponto do estrangeiro.

Tentar diminiuir ao maximo essas dependencias, seria tambem insustentavel para o pais, porque haveria coisas que se tinham que estar a sustentar que a maior parte das vezes, nao estavam a ser usadas ou rentabilizadas.
Esse arsenal, so seria usado em caso de emergencia, mas mante-lo, ficava muito caro ao povo.

Um exemplo, sao os paises (pobres ou em zonas quentes de conflito) que actualmente apostam em manter um forte dispositivo militar e no entanto nao tem nenhuma guerra. Esse esforco de manutencao vai roubar orcamento a outras areas.

Com as dificuldades economicas que temos em Portugal e os poucos recuros que temos (eg: naturais, tecnologicos, etc), estamos naturalmente dependentes de outros.

Por isso, na minha opiniao, a solucao para Portugal, esta em usufruir da Uniao Europeia. A UE tem de ser fortalecida para estarmos descansados neste tipo de cenarios.
Deste modo mais alargado com varios paises, ai sim, ja se pode pensar como diminuir as dependencias e usar melhor os recursos dos paises da uniao.

Um exemplo disto, a UE coordenou uma compra conjunta (nao interessa os moldes, que tb nao sei..) de ventiladores.
O Reino Unido, ja fora da UE?, ainda assim foi convidado a participar nessa compra conjunta, que recusou (porque tinha os seus meios para o fazer).
Neste exemplo, um pais como Portugal, fora da UE, teria muito menos forca para conseguir algo externamente.


Por outro lado e um pouco ja a sair do tema, na questao de conhecimento cientifico, devemos conseguir o maximo para nos e estar em igualdade.
Nao temos nenhuma central nuclear, mas deviamos ter pessoas com conhecimento e formacao na area.
Mas tambem aqui volta a funcionar a articulacao entre paises e UE.

Offline Njay

  • Mini Robot
  • *
  • Mensagens: 3.505
    • Tróniquices
Re: Covid-19
« Responder #40 em: 10 de Abril de 2020, 21:45 »
Não seria um perigo porque 1) estamos a falar de coisas essenciais e 2) a produção dessas coisas tem que ser minimamente sustentável. Se nós desenvolvermos e produzirmos, também podemos vender a outros. Se outros fazem, nós também podemos fazer.
E basta que nós, os consumidores, façamos a escolha na hora da compra. Não vamos pagar absurdamente mais por algo nacional, mas também temos a mania de "se é igual e um cêntimo mais barato..." que nos vai enterrando. Pagar menos 20% por algo é pouparmos individualmente 20% mas perdermos 80% como país.

Repare-se que pode ficar mais barato comprar, digamos uma máscara, à China. Se fosse produzida cá era mais cara. Mas também o dinheiro ficava cá; isso aumenta o dinheiro a circular cá, e portanto beneficia-nos a nós. Podemos vender cortiça ou vinho do Porto e assim compensar a importação com a exportação, mas a China pode ficar sem a cortiça ou o vinho e nós não nos podemos dar ao luxo de ficar sem a máscara...
Eu não defendo isto para tudo, muito menos sob o controle do Estado, mas para alguns produtos, acho que era essencial termos um certo grau de auto-suficiência.

Nunca seremos independentes em tudo, até porque não temos certos recursos. Mas se produzirmos coisas essenciais e também as exportarmos, temos uma "moeda" de troca forte e não ficamos à mercê de ninguém.

Quanto à UE sou a favor da sua manutenção, só que é tudo muito bonito até um partido extremista chegar ao poder em algum país, e temos visto algumas investidas recentemente. Não nos podemos fiar que vamos ter sempre uma Europa unida e compadre. E como habitual, essas coisas acontecem da noite para o dia.

Como em tudo há que haver um certo equilíbrio. Mas uma dependência tão grande como temos agora...
« Última modificação: 10 de Abril de 2020, 21:46 por Njay »

Offline senso

  • Global Moderator
  • Mini Robot
  • *****
  • Mensagens: 9.681
  • Helpdesk do sitio
Re: Covid-19
« Responder #41 em: 10 de Abril de 2020, 22:49 »
Nem na comida és independente, quanto mais em máscaras..

Há muitos anos atrás, a produção de milho(grão) só chegava para cobrir o consumo de Janeiro e Fevereiro, actualmente estará ainda pior..
Avr fanboy

Offline Alfredo Garcia

  • Mini Robot
  • *
  • Mensagens: 429
Re: Covid-19
« Responder #42 em: 10 de Abril de 2020, 23:10 »
Sermos independentes é impossível, a solução que vejo é a resposta de algumas empresas que tiveram a capacidade de se converterem e começarem com produções que não era o habitual, deve ser por ai, considero esta situação uma guerra, e como tal as empresas e trabalhadores tem de ter a capacidade de produzir as armas necessárias, neste caso as mascaras, viseira, fatos etc.
PDI

Offline KammutierSpule

  • Mini Robot
  • *
  • Mensagens: 1.386
Re: Covid-19
« Responder #43 em: 11 de Abril de 2020, 09:35 »
Mesmo considerando coisas essenciais (e o que e' essencial tambem e' politicamente discutivel), manter uma estrutura de producao pronta e em funcionamento, tem custos elevados.

Um exemplo, em Portugal existe o https://pt.wikipedia.org/wiki/Laboratório_Militar_de_Produtos_Químicos_e_Farmacêuticos
que tem o proposito, entre outros, de "aquisição, produção e distribuição de medicamentos", "Constituição de reservas estratégicas para situações de emergência"
curiosamente, a ler ai na wikipedia,
este laboratorio esteve em 2015 para ser extinguido (governo do tempo da troika), mas o governo seguinte, "decidiu modernizar o equipamento e colocá-lo a produzir medicamentos para o SNS"

Ora aqui faz entender que hajam diferentes opcoes politicas em aceitar sustentar este tipo de recursos.
Neste momento de emergencia esta a ser usado, mas quanto custa depois a manutencao desta estrutura?
Mesmo produzindo e vendendo internamente (para o SNS) ou externamente, qual e' o resultado das contas na balanca no final?

Haverao diferentes opcoes para abordar estas problematicas cada uma com um custo associado.
Noto que: a opcao de "nao ter nada", tambem tem um custo! :)


Offline Njay

  • Mini Robot
  • *
  • Mensagens: 3.505
    • Tróniquices
Re: Covid-19
« Responder #44 em: 11 de Abril de 2020, 10:45 »
A máscara foi só um exemplo, claro que comida é mais importante.

É verdade que não conseguiremos ser independentes, até porque não temos certos recursos naturais. Mas podemos ser independentes ou quase em áreas que hoje não somos. E ao mesmo tempo, a produção que nos dá essa independência, se for em excesso e for exportada, é uma moeda de troca forte, mais uma vez salvaguardando a nossa independência de bens essenciais e como nação.
Podemos falar em comida e máscaras que são coisas simples, mas também há coisas complexas das quais somos dependentes, de material hospitalar a medicamentos e energia etc etc. Estas coisas são bens de alto valor acrescentado, o que quer dizer que também há mais dinheiro a ganhar nestes produtos. Um exemplo ao lado... temos lítio, uma das maiores reservas da Europa ou do mundo. Podemos vender a concessão e vêm uns estrangeiros explorar, dão-nos uma pequena fatia. Ou podemos pegar naquilo e explorar nós, não só mantendo todo o valor da matéria prima no país como podemos logo saltar para a produção de produtos de valor acrescentado, as baterias. Teríamos muito mais a ganhar com isso, não só no produto final como em toda a estrutura para chegar a esse produto final (empregos, aquisição de conhecimento, desenvolvimento da economia => melhor vida para todos).

Um exemplo, em Portugal existe o https://pt.wikipedia.org/wiki/Laboratório_Militar_de_Produtos_Químicos_e_Farmacêuticos
que tem o proposito, entre outros, de "aquisição, produção e distribuição de medicamentos", "Constituição de reservas estratégicas para situações de emergência"
curiosamente, a ler ai na wikipedia,
este laboratorio esteve em 2015 para ser extinguido (governo do tempo da troika), mas o governo seguinte, "decidiu modernizar o equipamento e colocá-lo a produzir medicamentos para o SNS"

Ora aqui faz entender que hajam diferentes opcoes politicas em aceitar sustentar este tipo de recursos.
Neste momento de emergencia esta a ser usado, mas quanto custa depois a manutencao desta estrutura?
Mesmo produzindo e vendendo internamente (para o SNS) ou externamente, qual e' o resultado das contas na balanca no final?

Podemos apenas especular. Sem dados não se pode concluir nada, a não ser que partas do princípio que sendo gerido pelo estado... só que também não tem que ser gerido pelo estado, nem tem que haver só um. Mas a questão é quanto estaríamos a gastar na compra desses produtos ao exterior? Comprar ao exterior é enviar dinheiro para fora. Já esquecendo a questão da dependência. Uma estrutura dessas (focando na produção) bem gerida é sempre rentável, sabemos como são as margens das farmacêuticas (não estou a criticar essas margens), medicamentos precisamos sempre em qualquer situação geral (obviamente que não vai produzir todos os tipos de medicamento, mas tudo o que pudermos produzir, poupamos e reduzimos dependências).
« Última modificação: 11 de Abril de 2020, 10:59 por Njay »