collapse

* Links de Robótica

* Posts Recentes

Pendentes de compras colectivas por Hugu
[Hoje às 00:51]


Preços e fabricantes de pcb por vasco
[Ontem às 23:18]


Palavras Cruzadas por LVirtual
[Ontem às 20:54]


[Projecto] Bomba Airsoft por jm_araujo
[Ontem às 19:01]


Apresentação por Tech_JA
[23 de Setembro de 2017, 09:19]


Medir Agua que está no Poço por filjoa
[21 de Setembro de 2017, 20:58]


URGENTE - display de 7 segmentos com backpack por helderjsd
[20 de Setembro de 2017, 12:30]


Isaac Asimov - I, Robot por senso
[18 de Setembro de 2017, 03:41]


ic SL440 da Plessey? por senso
[16 de Setembro de 2017, 13:11]


Compra Colectiva RS-Amidata por brunus
[15 de Setembro de 2017, 22:31]

Autor Tópico: Mont. Inversora com ampop LM324  (Lida 497 vezes)

0 Membros e 1 Visitante estão a ver este tópico.

Offline edeweld

  • Mini Robot
  • *
  • Mensagens: 416
Mont. Inversora com ampop LM324
« em: 01 de Maio de 2017, 01:00 »
Olá a todos,

Realizei esta montagem: https://drive.google.com/open?id=0BzJ2AtyPGEWseEVYWEpLWWZpYWc
Ao colocar um led no pino 1 do ampop pensei eu que ele iria queimar quando o submete-se ao valor máximo de saída, que é de -4,96V. Quando o liguei lembrei-me logo que isso não acontece porque parte da tensão vai para o led, logo não volto a conseguir medir uma tensão negativa máxima de -4,96V. Até aqui eu percebo. A questão é "Para onde vão os restantes -2.96V (-4,96V - (-2V))?" Ou será que o facto de eu colocar algo "pendurado" no pino 1 vai influenciar o valor que tenho nesse mesmo pino?

Another test
Descobri que se colocar uma resistência de 820 ohms entre o pino 1 e o led já consigo ter novamente o valor de -4,96V, pois parte caí na resistência e outra parte caí no led!

Conclusões meus senhores e minha senhoras!?
Obrigado

Offline beirao

  • Mini Robot
  • *
  • Mensagens: 1.483
Re: Mont. Inversora com ampop LM324
« Responder #1 em: 01 de Maio de 2017, 12:31 »
Como um led não é mais que um díodo, o que acontece é que ele limita a tensão aos terminais dele, e como tens a malha R1->R2->LED, se fores medir a tensão nas resistências tens lá a tensão que te falta dos 2,96V

Quando meter a resistência de 860 ohms, como ela não te limita nada, funciona ok.

(mais tarde posso ser mais detalhado na explicação)
"O único lugar onde o sucesso vem antes do trabalho, é no dicionário" - Albert Einstein

Offline SerraCabo

  • Mini Robot
  • *
  • Mensagens: 536
    • Serra Cabo
Re: Mont. Inversora com ampop LM324
« Responder #2 em: 01 de Maio de 2017, 16:52 »
Citar
Para onde vão os restantes

Em relação ao LED , circuito tem dois componentes: o OPAMP e o LED. A tensão que não está no LED está no OPAMP.
serra-cabo.blogspot.com

Offline SerraCabo

  • Mini Robot
  • *
  • Mensagens: 536
    • Serra Cabo
Re: Mont. Inversora com ampop LM324
« Responder #3 em: 01 de Maio de 2017, 17:03 »
o que acontece é que ele limita a tensão aos terminais dele

Não é ele que limita a tensão aos terminais dele. É o OPAMP que, limitando a corrente, limita a tensão no LED.

Se se aplicarem 10V ao LED, ficam lá 10V (ele não limita) durante 1ps, o tempo suficiente para que o LED se volatilize. O que limita a tensão num componente nunca é esse componente propriamente dito mas o que estiver antes e/ou depois dele (à volta dele) por via da limitação de corrente imposta pelo conjunto (lei de Ohm).
serra-cabo.blogspot.com

Offline beirao

  • Mini Robot
  • *
  • Mensagens: 1.483
Re: Mont. Inversora com ampop LM324
« Responder #4 em: 01 de Maio de 2017, 17:45 »
o que acontece é que ele limita a tensão aos terminais dele

Não é ele que limita a tensão aos terminais dele. É o OPAMP que, limitando a corrente, limita a tensão no LED.

Se se aplicarem 10V ao LED, ficam lá 10V (ele não limita) durante 1ps, o tempo suficiente para que o LED se volatilize. O que limita a tensão num componente nunca é esse componente propriamente dito mas o que estiver antes e/ou depois dele (à volta dele) por via da limitação de corrente imposta pelo conjunto (lei de Ohm).

Sim, mas o LED é que vai limitar a corrente e consequentemente a tensão aos seus terminais. A tua explicação está melhor tecnicamente, a minha foi mais arcaica.
"O único lugar onde o sucesso vem antes do trabalho, é no dicionário" - Albert Einstein

Offline SerraCabo

  • Mini Robot
  • *
  • Mensagens: 536
    • Serra Cabo
Re: Mont. Inversora com ampop LM324
« Responder #5 em: 01 de Maio de 2017, 17:54 »
O LED não limita coisa alguma, limita-se a cumprir o papel dele na malha em que estiver inserido.

Acontece que o LED, pela sua própria natureza, é o componente mais incapaz de limitar o que quer que seja. É por isso que foram desenvolvidos milhentos métodos para controlar, externamente aos LEDs, a corrente que os atravessa e não o contrário.

Vejamos o caso do Zenner. O zener limita a tensão apenas se houver uma resistência-balastro. Se não houver, estoira.
serra-cabo.blogspot.com

Offline SerraCabo

  • Mini Robot
  • *
  • Mensagens: 536
    • Serra Cabo
Re: Mont. Inversora com ampop LM324
« Responder #6 em: 01 de Maio de 2017, 19:32 »
Vou tentar atacar a confusão.

Uma boa parte dos componentes têm um comportamento substancialmente previsível, outros não.

O comportamento de uma resistência não oferece surpresas ou dúvidas mas o comportamento dos semicondutores, uns mais que outros, é algo que se deve encarar com cuidado porque é difícil prever-se o que farão exactamente.

Vejamos o caso dos Zeners. Quando a tensão directa sobe aos seus terminais e chega à zona em que começa a conduzir, ele entra em condução, mas ... quanto? Bem, ele conduzir conduz mas depende bastante da temperatura a que estiver, ao ponto a temperatura ter, neste cálculo, um lugar de primeiro plano. Sendo a temperatura difícil de calcular com a precisão suficiente para se poder determinar o grau de condução do díodo (tanto mais que a temperatura ambiente varia como tiver que variar), a precisão dos cálculos fica grandemente afectada. De se notar ainda que a imprecisão intrínseca a cada díodo torna ainda mais difícil calcular o seu comportamento.

O LED é mais ou menos igual, muito embora aquilo que pretendemos dele seja apenas que dê luz coisa que, regra geral, não implica um grande grau de precisão ... a não ser que ele trabalhe em conjunto com outros e, por exemplo, contribua, com outros, para gerar uma dada cor, precisa.

Suponhamos que temos um LED de 2V à intensidade máxima de corrente, 100mA. Isto chega? Não. É preciso saber-se a que temperatura ... por exemplo, a 20grC. Podemos então aplicar 2V a um LED a 20grC? Podemos mas, o mais provável é que estoire em menos de um fósforo. E estoira porquê? Porque, mesmo dando de barato que a variabilidade natural de cada LED é irrelevante, ou instalamos um mecanismo que GARANTA que a temperatura do LED não sobe além (coisa basicamente inviável) de 20grC ou ele aquecerá provocando uma subida de corrente e o estoiro ou envelhecimento rápido.

Deste cenário resulta que um LED, regra geral, no mínimo, trabalha com uma resistência em série cujo valor é calculado de forma que, na pior circunstância previsível não haja, no LED, face à tensão de alimentação aplicada ao conjunto resistência+LED, mais corrente que a máxima admitida pelo LED.

Se a tensão de alimentação for baixa (próxima da tensão de funcionamento do LED) há que, como mecanismo de defesa, de se fazer contas para se obter uma corrente um pedaço abaixo do limite do LED.

É claro que isto é tudo muito bonito se ao comprarmos um LED tivermos a certeza do que estamos a comprar porque, fora disso, é tudo-ao-molho-e-fé em-Deus. Nas lojas compram-se transístores pelo tipo e LEDs pela 'pinta'.

Quando há necessidade que um LED trabalhe em conjunto com outros de forma precisa usam-se integrados controladores de LEDs cuja missão principal é a de manter controlada a corrente no LED entre limites bastante apertados.
« Última modificação: 01 de Maio de 2017, 19:45 por SerraCabo »
serra-cabo.blogspot.com

Offline SerraCabo

  • Mini Robot
  • *
  • Mensagens: 536
    • Serra Cabo
Re: Mont. Inversora com ampop LM324
« Responder #7 em: 01 de Maio de 2017, 19:35 »
Já agora, o caso de diacs, tiristores, triacs, e lâmpadas neon é aida mais matreiro.



O DIAC tem um comportamento idêntico ao da neon acima.



Repare na reacção do diac: a tensão sobe e, chegando ao joelho, ele entra em condução quase perfeita fazendo disparar a intensidade para a vizinhança de infinito.

Por que a tensão baixa depois do joelho? Porque ou há uma resistência-balastro em série ou ele irá imediatamente estoirar que nem uma castanha.
« Última modificação: 01 de Maio de 2017, 19:39 por SerraCabo »
serra-cabo.blogspot.com

Offline Njay

  • Mini Robot
  • *
  • Mensagens: 3.089
    • Tróniquices
Re: Mont. Inversora com ampop LM324
« Responder #8 em: 02 de Maio de 2017, 01:16 »
Um ampop não tem "pinos".
Tem uma entrada inversora, uma entrada não-inversora, e uma saída.