collapse

* Posts Recentes

Placa BMS Desliga por almamater
[Hoje às 11:16]


Vende-se MUITO e BOM material por m90mine
[13 de Novembro de 2018, 23:32]


LusoRobótica - Website - Estado actual por TigPT
[11 de Novembro de 2018, 16:08]


Circuito para distinguir fase do neutro por TigPT
[10 de Novembro de 2018, 15:50]


leitura de voltagens com o analogRead(A0) por vasco
[08 de Novembro de 2018, 13:59]


Controlar Velocidade Motor AC por senso
[06 de Novembro de 2018, 23:05]


Placa misteriosa por edeweld
[04 de Novembro de 2018, 16:41]


Gearbox por josecarlos
[04 de Novembro de 2018, 11:36]


Referencias de standards tubagens industriais por KammutierSpule
[29 de Outubro de 2018, 23:23]


Maneira correta de ler o ADC do Arduino ? por Njay
[28 de Outubro de 2018, 01:44]

Autor Tópico: Como abordar um projeto ?  (Lida 763 vezes)

0 Membros e 1 Visitante estão a ver este tópico.

Offline Spectrall

  • Mini Robot
  • *
  • Mensagens: 10
Como abordar um projeto ?
« em: 19 de Março de 2018, 22:28 »
Boas

Ultimamente tenho brincado com um arduino que me foi emprestado juntamente com algum material , aquilo trazia um manual de instrucoes/iniciacao ( teclado estrangeiro) ao arduino , fui fazendo tudo o que la dizia , tanto com leds , sensores de temperatura e luminosidade , servos e motores.

Sendo que ja nao tenho o que folhear e aprender ali queria comecar a explorar algumas ideias que estou a ter , mas daqui surgem algumas duvidas :

1 - Quando estao a pensar e a decompor o projeto , voces desenham o bixo e tentam entender o que precisa cada parte ?
2 - Depois de entenderem o que precisam , como sabem que material especifico precisam , um motor X , um servo Y ( isto para nao comprar material que me será desnecessário para este projeto)
3 - Quanto a circuitos , que tipos de boas práticas seriam ideais de aprender ? ( Tenho visto uns quantos modelos de circuitos e quando comeca a ser algo mais exigente fica uma autentica confusao )
4 - Tudo o que se lembrarem a mais que nao falei aqui é bem vindo , sendo que a minha área é mais código agradeco ajuda nas restantes áreas.


Offline ricardo-reis

  • Administrator
  • Mini Robot
  • *****
  • Mensagens: 1.338
Re: Como abordar um projeto ?
« Responder #1 em: 19 de Março de 2018, 22:54 »
hmm.. pra ser mais fácil guiar-te é capaz de ser mais simples se deres alguns detalhes sobre o projecto que tens em mente..
se não o aconselhamento é tão vago (ou longo) que é capaz de gerar mais confusão do que suportar nos primeiros passos..

Offline Spectrall

  • Mini Robot
  • *
  • Mensagens: 10
Re: Como abordar um projeto ?
« Responder #2 em: 19 de Março de 2018, 22:59 »
Neste momento estou entre dois , o tipico braco robotico , que suponho que seja maioritariamente trabalhar com servos pelos que andei a explorar , e o outro seria um quadcopter basicamente tentativa de controlo por wifi /bluetooth , controlo de velocidade dos motores e estabilidade , isto é o que me lembro que possam necessitar , estarei a esquecer-me de algo ?


Offline ricardo-reis

  • Administrator
  • Mini Robot
  • *****
  • Mensagens: 1.338
Re: Como abordar um projeto ?
« Responder #3 em: 19 de Março de 2018, 23:05 »
parecem-me ambos projectos complexos para um iniciante (se entendi bem)..

de qualquer forma, sim, para braços, o mais comum é usar servos ou stepper motors.. requer muito menos componentes electronicos que um quad copter, mas mais componentes mecânicos (ou partes pra fazer um braço em condições).

para o quad, talvez seja melhor ver videos no youtube como começar, porque depende do que quiser que ele faça..
mas um muito basico, já precisará de motores brushless, ESC, controlador e baterias lipo decentes.. (o custo vai ser muito provavelemente bastante superior a um braço..)
eu recomendo esta série de videos:
está em inglês, espero que n seja problema..

Offline Spectrall

  • Mini Robot
  • *
  • Mensagens: 10
Re: Como abordar um projeto ?
« Responder #4 em: 19 de Março de 2018, 23:13 »
Sim sou iniciante ainda , como tal também nao consigo distinguir a complexidade de um projeto assim vendo de fora mas puxa-me tentar fazer uma coisita dessas , quanto a minha duvida de circuitos que é o que me sinto mais limitado agora , alguma coisa em que me possas ajudar ?

Obrigado pelo video , sem problemas com inglês.
« Última modificação: 19 de Março de 2018, 23:15 por Spectrall »

Offline ricardo-reis

  • Administrator
  • Mini Robot
  • *****
  • Mensagens: 1.338
Re: Como abordar um projeto ?
« Responder #5 em: 19 de Março de 2018, 23:24 »
se tens curiosidade, não te sentes capaz de fazer os circuitos por ti mesmo, e o investimento inicial não é problema, o projecto do quadcopter não tem que ser um problema..
há imensos kits que trazem tudo o que precisas, sem ter que fazer circuitos nenhuns.

mas se a ideia é aprender como ligar e estimar todos os componentes que precisas, começa por algo mais simples, tipo o smalluino:
https://lusorobotica.com/index.php?topic=9.0

Offline Spectrall

  • Mini Robot
  • *
  • Mensagens: 10
Re: Como abordar um projeto ?
« Responder #6 em: 19 de Março de 2018, 23:33 »
hm , o investimento inicial é um problema , dai ter dito que precisava de entender o que comprar relativamente a um projecto para nao acabar com pecas inuteis ou em demasia. Quanto aos circuitos , nao me parece ideal tentar aprender robotica e deixar metade de lado , pode ser um problema agora mas lá está , quero aprender.
Vou dar uma espreitadela no smalluino , obrigado

Offline ricardo-reis

  • Administrator
  • Mini Robot
  • *****
  • Mensagens: 1.338
Re: Como abordar um projeto ?
« Responder #7 em: 19 de Março de 2018, 23:39 »
acho que há por aqui um smalluino v2, que, se a memória não me falha, usa motores DC..
pessoalmente prefiro. não gosto de servos de rotação contínua.. :)

se fores com motores DC, vais precisar de uma ponte-h (L293D ou L298N, normalmente, pra estes projectos pequenos) e talvez valha a pena comprar motores DC com encoders.. ou pesquisar por projectos (aqui no fórum acho que há vários do género) onde aprendas a usar cada um dos componentes descritos..

começa com uma base sólida, e adiciona componentes à medida que vá aparecendo alguma coisa que queiras experimentar..

acelerómetro, giroscópio, bussola, gps, sei lá, há tanta coisa.. :) se precisares de ajuda a escolher componentes específicos, nós ajudamos..

Offline Spectrall

  • Mini Robot
  • *
  • Mensagens: 10
Re: Como abordar um projeto ?
« Responder #8 em: 19 de Março de 2018, 23:51 »
Certo  :) , obrigado pela ajuda , caso daqui a uns tempos tenha algo já construido vou dando novidades por aqui.

Offline jm_araujo

  • Mini Robot
  • *
  • Mensagens: 2.416
  • NERD!
Re: Como abordar um projeto ?
« Responder #9 em: 20 de Março de 2018, 10:26 »
Boas

Ultimamente tenho brincado com um arduino que me foi emprestado juntamente com algum material , aquilo trazia um manual de instrucoes/iniciacao ( teclado estrangeiro) ao arduino , fui fazendo tudo o que la dizia , tanto com leds , sensores de temperatura e luminosidade , servos e motores.

Sendo que ja nao tenho o que folhear e aprender ali queria comecar a explorar algumas ideias que estou a ter , mas daqui surgem algumas duvidas :

1 - Quando estao a pensar e a decompor o projeto , voces desenham o bixo e tentam entender o que precisa cada parte ?
É aquela velha metáfora: "Como se come um elefante? Um bocado de cada vez"
Usas o método que mais jeito te der (desenhar, escrever, pensar) para decompor o problema em partes o suficientemente pequenas que sejas capaz de abordar e resolver.
 
Citar
2 - Depois de entenderem o que precisam , como sabem que material especifico precisam , um motor X , um servo Y ( isto para nao comprar material que me será desnecessário para este projeto)
Se estudares o problema o suficiente acabas por limitar as tuas escolhas, seja por caraterísticas seja por orçamento.
Mas raramente(?nunca?) existem soluções ótimas e às vezes lá se compra algo que não serve. Mas isso não implica que seja desnecessário, acho que toda a gente que se dedica a eletrónica/robótica acaba com uma coleção de componentes e peças que não serviram/o projeto ficou a meio/etc. Fica para stock e às vezes surgem ideias novas ao tentarmos dar uso a esse material.

Citar
3 - Quanto a circuitos , que tipos de boas práticas seriam ideais de aprender ? ( Tenho visto uns quantos modelos de circuitos e quando comeca a ser algo mais exigente fica uma autentica confusao )
A melhor maneira é mesmo mãos na massa. Nenhuma lista de regras substitui a experiência. E aprende-se muito mais com o que corre mal do que com o que corre bem.

Citar
4 - Tudo o que se lembrarem a mais que nao falei aqui é bem vindo , sendo que a minha área é mais código agradeco ajuda nas restantes áreas.

A engenharia (refiro-me à arte e não ao diploma) é construída sobre o trabalho dos que vieram antes. Não é preciso estar sempre a reiventar a roda. Se tens um projeto que te interesse, pesquisa um bocado sobre projetos semelhantes, e depois pesquisa mais um bocado. Além do google, tens o youtube, hackaday, instructables, thingiverse (modelos 3d mas apanham-se componentes de projetos), eevblog, github/ projetos open-source relacionados e blogs pessoais. Tens carradas de informação disponível.

E nesses projetos que pretendes a componente de SW é tudo menos fácil, pelo que trabalhar sobre uma base existente é uma grande ajuda. Se julgas que estou a exagerar, procura no google por "reverse kinematics" para o braço, e "kalman filters" para o quad.

E se trabalhares sobre uma base existente open-source, tens a grande vantagem que podes contribuir para o projeto e ajudar quem vier depois de ti. É um prazer enorme veres o teu nome na lista de commits do github de um projeto ;)



Offline vasco

  • Mini Robot
  • *
  • Mensagens: 313
Re: Como abordar um projeto ?
« Responder #10 em: 20 de Março de 2018, 10:57 »
Quando comecei a brincar com os Arduinos concentrei-me em perceber o conceito de input e output, ou seja, o que é que era necessário fazer para os arduinos fazerem "coisas".
Comecei pelos outputs, dos leds simples aos leds RGB, aos displays LCD e Nokia, as matrizes de leds, primeiro só com uma 8x8 depois com 4, etc, etc. O raciocínio foi, se queremos fazer alguma coisa temos que saber como por os resultados cá fora.
Depois os inputs, botões, o que me levou ao conceito de debouncing, em software e em hardware. Potenciómetros, ainda tenho que explorar os rotary encoders, botões capacitivos.
Sensores, os mais óbvios são os de temperatura, e luminosidade como já referiste, como tens interesse em coisa que mexem terás que explorar também os giroscópios e acelerometros, o que acaba por levar aos gps.
Comunicações, quase sem dar por isso estás a pegar no ESP8266 e se quiseres bt acabas por ir parar ao ESP32.
Como tenho algum interesse por geração de sons é um assunto que estou constantemente a explorar, não só na geração 100% baseada nos arduinos mas noutras coisas como osciladores, o que leva aos 555 e aos circuitos schmitt triger, e sem querer já tinha necessidade de usar amplificadores operacionais.
E reconhecer que não é possível avançar muito com os arduinos sem aprender eletrónica. Não é facil aprender sozinho e uma coisa que as vezes me faz querer desistir de tudo é querer fazer qq coisa e não ter material, portanto julgo que é má politica comprar apenas as peças que se necessitam para um projeto.
Há muito de LEGO (tm) na eletrónica, tem que se ter as peças para fazer qq coisa que não seja 100% igual ao que alguém já fez.
A e-bay ajuda, condensadores e resistências ao preço da chuva, transistores, diodos, circuitos integrados basicos como o 555 e o 4017 para fazer o inevitável knight rider :-)
Stupid men are often capable of things the clever wouldn't dare to contemplate.

Offline metRo_

  • Administrator
  • Mini Robot
  • *****
  • Mensagens: 3.749
Re: Como abordar um projeto ?
« Responder #11 em: 20 de Março de 2018, 19:29 »
Ja foi dito a maior parte so discordo do facto de que se ja existe mais vale ver como foi feito, numa fase mais avancada sim, neste momento e sendo iniciante acho que devias tentar fazer o braco robotico e so quando chegasses a um ponto em que nao consegues avancar ai sim tentar ver como foi feito noutros projectos... E' que nem todos os porjectos que poderas vir a fazer ja' alguem os fez, por isso podes aproveitar para tentar perceber como fazias vs como foi feito.

Offline TigPT

  • Administrator
  • Mini Robot
  • *****
  • Mensagens: 5.328
    • Tiago Rodrigues
Re: Como abordar um projeto ?
« Responder #12 em: 21 de Março de 2018, 10:52 »
Acrescentaria ainda que é importante documentar o que fazes, se possível, publicamente para poderes ajudar outros no futuro, se não nem que seja em papel e caneta, ou em word.

Quando estamos a fazer as coisas a memória está fresca, uns meses depois, uns anos depois já não nos lembramos do que foi feito o porque fizemos aquela escolha.

Offline Spectrall

  • Mini Robot
  • *
  • Mensagens: 10
Re: Como abordar um projeto ?
« Responder #13 em: 21 de Março de 2018, 13:31 »
Citar
Ja foi dito a maior parte so discordo do facto de que se ja existe mais vale ver como foi feito, numa fase mais avancada sim, neste momento e sendo iniciante acho que devias tentar fazer o braco robotico e so quando chegasses a um ponto em que nao consegues avancar ai sim tentar ver como foi feito noutros projectos... E' que nem todos os porjectos que poderas vir a fazer ja' alguem os fez, por isso podes aproveitar para tentar perceber como fazias vs como foi feito.

Ok consigo concordar e discordar ao mesmo tempo , entendo o teu ponto mas aqui neste momento trata-se de eu não ter base alguma em eletrónica ou robótica , a unica coisa que sei é programação , se eu imaginar fazer um projeto sem nenhum guide neste momento e andar a ligar cabos muito provavelmente vou chegar ao ponto que não vai funcionar e não vou saber onde está o problema por falta de knowledge , daí ter escolhido projectos que há aos milhares no youtube e googles , mais para a frente posso-me aventurar a misturar ou acrescentar coisas em projetos que ja acabei ou ate em novos , provavelmente ja teria a capacidade de ver onde poderia estar um ou milhares de eventuais erros mais facilmente.

Citar
E reconhecer que não é possível avançar muito com os arduinos sem aprender eletrónica.

foi o que referi a cima , não me interessa muito entrar no mundo da robotica deixando parte de lado , eu reconheço que isso acaba por ser o que sei menos de momento e é nisso que ando mais focado a aprender.


Acrescentaria ainda que é importante documentar o que fazes, se possível, publicamente para poderes ajudar outros no futuro, se não nem que seja em papel e caneta, ou em word.

Quando estamos a fazer as coisas a memória está fresca, uns meses depois, uns anos depois já não nos lembramos do que foi feito o porque fizemos aquela escolha.

Sim claro , a ideia seria mesmo manter este forum a par dos projetos que conseguisse fazer , nem que seja porque vou precisar de bastante ajuda   ::) .

Citar
Se estudares o problema o suficiente acabas por limitar as tuas escolhas, seja por caraterísticas seja por orçamento.
Mas raramente(?nunca?) existem soluções ótimas e às vezes lá se compra algo que não serve. Mas isso não implica que seja desnecessário, acho que toda a gente que se dedica a eletrónica/robótica acaba com uma coleção de componentes e peças que não serviram/o projeto ficou a meio/etc. Fica para stock e às vezes surgem ideias novas ao tentarmos dar uso a esse material.

Sim exato , era de esperar , queria evitar devido a obrigar-me a acabar um projeto em vez de passar para outro com aquele por terminar e por causa dos custos obviamente.

Citar
A engenharia (refiro-me à arte e não ao diploma) é construída sobre o trabalho dos que vieram antes. Não é preciso estar sempre a reiventar a roda. Se tens um projeto que te interesse, pesquisa um bocado sobre projetos semelhantes, e depois pesquisa mais um bocado. Além do google, tens o youtube, hackaday, instructables, thingiverse (modelos 3d mas apanham-se componentes de projetos), eevblog, github/ projetos open-source relacionados e blogs pessoais. Tens carradas de informação disponível.

E nesses projetos que pretendes a componente de SW é tudo menos fácil, pelo que trabalhar sobre uma base existente é uma grande ajuda. Se julgas que estou a exagerar, procura no google por "reverse kinematics" para o braço, e "kalman filters" para o quad.

E se trabalhares sobre uma base existente open-source, tens a grande vantagem que podes contribuir para o projeto e ajudar quem vier depois de ti. É um prazer enorme veres o teu nome na lista de commits do github de um projeto ;)

Eu não lhe chamaria reiventar a roda , seria mais aprender com o que ja existe , quanto a git hub não soa mal  8) , mas ainda estou verde para isso , obrigado pela info , vou dar uma vista de olhos  :).



Offline Njay

  • Mini Robot
  • *
  • Mensagens: 3.385
    • Tróniquices
Re: Como abordar um projeto ?
« Responder #14 em: 25 de Março de 2018, 15:11 »
Tanto a electrónica como o software são áreas muito vastas. Em geral atacar um projecto muito complexo para o nosso nível de conhecimento requer uma motivação e persistência muito acima do normal - sendo o mais habitual acabar em frustração e desistência. Numa situação normal, tanto um quad como um braço robótico são demasiada areia para a tua camioneta. Claro que podes sempre comprar uns módulos, usar sw OS, ler uns fóruns e fazer umas perguntas, e fazer o quad ou o braço... mas queres realmente o quê? Aprender mecatrónica (mecânica + electrónica + software) ou fazer um quad/braço?

Decompor um problema em partes é uma boa táctica para se resolver qualquer problema. A táctica completa é "ir dividindo um problema em problemas mais pequenos até que se saibam resolver". É igual no software... ou na electrónica ou na mecânica ou no que quer que seja.

Acho que há 2 componentes na aprendizagem. Uma corresponde ao lado teórico, onde podemos pegar num livro e aprender umas bases. A outra é ver o trabalho dos outros, a aplicação prática da teoria. É com o tempo, por irmos fazendo projectos e vendo e analisando projectos de outros que vamos ganhando uma noção de como as coisas funcionam mesmo, do que existe em termos de componentes e técnicas e, com tudo isso, bagagem para o nosso próximo projecto. Na minha opinião, se pensas num projecto e tens que ir a um fórum perguntar "por onde começar" ou "qual a melhor maneira" sem apresentar opções, então é coisa que está fora da tua liga.

Dito isto, se já mexeste em servos e afins, podes fazer um braço robótico simplificado: uma plataforma XY para apontar uma luz, um laser ou uma pequena camara.